1 Comentário

Yocto Project: Quick Start

yocto project introdução
Este post faz parte da série Yocto Project. Leia também os outros posts da série:

Na primeira parte dessa série apresentamos os prós e contras ao se utilizar distribuições Linux prontas e customizadas, uma breve introdução sobre o Yocto Project, bem como suas características principais e seus diferenciais. Na segunda parte vimos em mais detalhes a arquitetura e conceitos e definições do Yocto Project. Nessa terceira parte faremos um Quick Start e demonstraremos na prática o uso dos conceitos apresentados.

 

Nesse Quick Start iremos gerar uma distribuição Linux embarcado com interface gráfica que será executada pelo emulador de hardware QEMU para arquiteturas ARM.

 

Preparando o Host

 

O Yocto Project suporta oficialmente as seguintes distribuições GNU/Linux como ambiente de construção:

  • Ubuntu 14.04, 14.10, 15.04, 15.10;
  • Fedora 21 e 22;
  • CentOS 6.x e 7.x;
  • Debian 7.x e 8.x;
  • openSUSE 13.2.

 

Para que ele execute no Host, alguns pacotes necessitam ser instalados.

 

Ubuntu e Debian:

 

Fedora:

 

openSUSE:

 

CentOS:

 

 

Montando o ambiente de construção

 

Neste tutorial iremos utilizar a versão mais recente do Yocto (krogoth) disponível. Após instalar os pacotes para o Host, vamos criar os diretórios e baixar os fontes necessários:

 

 

Agora vamos configurar o ambiente para gerarmos os artefatos de software:

 

 

Toda vez que desejarmos usar o Yocto em uma nova instância do shell devemos usar o comando "source" para que as variáveis de ambiente sejam devidamente configuradas.

Adicione as seguintes variáveis no arquivo ~/yocto/build-krogoth/conf/local.conf:

 

 

Note que configuramos nossa Distro como poky (DISTRO = "poky"), Machine como sendo a qemuarm (MACHINE = "qemuarm"), mudamos o diretório de download (DL_DIR = "${TOPDIR}/../dl") para podermos reutilizar os fontes baixados em outros projetos e iremos gerar pacotes para usarmos o opkg (PACKAGE_CLASSES = "package_ipk").

 

Na primeira vez que executamos o comando "source" acima o Yocto irá gerar o arquivo "~/yocto/build-krogoth/conf/bblayers.conf" com as camadas básicas, como podemos ver abaixo:

 

 

O arquivo bblayers.conf configura quais serão as camadas a serem consideradas pelo sistema de build.

 

 

Construindo a imagem

 

Vamos gerar uma imagem com interface gráfica mínima (core-image-sato) que utiliza o X11 como backend e GTK com o comando:

 

 

Esta é a configuração de build utilizada:

 

 

Ao final do processo receberemos uma mensagem semelhante a essa:

 

 

 

Executando a imagem com QEMU

 

Agora estamos prontos para rodar a imagem que geramos com QEMU para processadores ARM com o seguinte comando no mesmo shell que usamos para rodar o bitbake:

 

 

Se você desejar rodar o QEMU em outra instância do shell será necessário rodar o comando "source" utilizado anteriormente.

 

Ao executar o "runqemu" o script irá solicitar que entre com a senha de "root" e teremos a seguinte mensagem no terminal:

 

 

Após alguns instantes abrirá a tela do emulador e poderemos acompanhar o carregamento da imagem do sistema como ilustrado na figura 1.

 

Yocto quick start - Carregamento do QEMU

Figura 1 - Carregamento do QEMU.

 

Ao término teremos o sistema como apresentado na figura 2 e as aplicações disponíveis presentes na imagem como na figura 3.

 

Tela inicial da imagem Sato

Figura 2 - Tela inicial da imagem Sato.

Aplicativos presentes na imagem Sato

Figura 3 - Aplicativos presentes na imagem Sato.

 

 

Conclusão

 

Nessa última parte da série de Introdução ao Yocto Project vimos de maneira prática como gerar uma distribuição Linux embarcado com suporte à interface gráfica (X11 e GTK) para ser emulada no QEMU para processadores ARM.

 

Confira os diversos artigos publicados no site sobre o uso do Yocto Project para gerar diferentes tipos de distribuições para diversos tipos de placas. 

Outros artigos da série

<< Yocto Project: Definições e Conceitos
Este post faz da série Yocto Project. Leia também os outros posts da série:
Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Linux Embarcado » Yocto Project: Quick Start
Talvez você goste:
Comentários:

1
Deixe um comentário

avatar
 
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
phfbertoleti Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
phfbertoleti
Visitante
phfbertoleti

Muito bom!

Séries



Outros da Série

Menu

WEBINAR
 
Linux Embarcado: Desvendando o Pin Control Subsystem - Kernel Linux

Data: 26/02 às 19:30 h | Apoio: Mouser Electronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link