Lançada Nova Versão do Yocto Project: Yocto Morty (2.2)

yocto project introdução

Yocto Project é o sistema de construção de distribuições Linux Embarcado que mais evolui atualmente. O projeto é encabeçado pela The Linux Foundation e conta com a contribuição de diversas empresas como: Intel, Wind River, Dell, Texas Instruments, Freescale, Huawei e LG Electronics. Foi lançada agora a versão Yocto Morty (2.2).

 

 

Melhorias do Yocto Morty

 

Das diversas melhorias destacamos abaixo as principais presentes no release notes:

  • Linux kernel 4.8 (e 4.4/4.1 LTS/LTSI);
  • glibc 2.24;
  • gcc 6.2.0;
  • BitBake e funções python migradas para o Python 3;
  • Criado um Docker containers pré configurado para as ferramentas de build (https://github.com/crops/);
  • Adicionada checagem de correção de CVEs não aplicadas;
  • Musl libc suporta todas as arquiteturas primárias;
  • Melhorias no BitBake:
    • Suporte básico a builds com múltipla configuração. Agora é possível rodar o BitBake para mais de uma MACHINE de plataformas distintas ao mesmo tempo;
    • Mostragem de progresso para diversas tasks;
    • Erros e warnings redirecionados para stderr.
  • Melhorias na UI do Toaster;
    • Adicionada a habilidade de importar uma camada de um diretório local e troca entre os fontes locais ou remotos;
    • Report do progresso de build melhorado.
  • Melhorias no wic:
    • Produção de imagens wic por padrão para beaglebone, edgerouter e genericx86/genericx86-64;
    • image_types.bbclass: suporta arquivos templates .wks.in para o wic;
    • Uso de tabela de partições GPT para EFI.
  • Melhorias no Kernel:
    • Tarefas de patch e configuração com overhead reduzido;
    • Auditamento da configuração do Kernel melhorado;
    • Adicionada a variável KERNEL_IMAGETYPES para construir diferentes imagens de kernel em uma única vez;
    • Checagem na diferença da versão do kernel produzida com a pontuada na receita;
    • linux-dtb.inc: suporte para arquivos .dtbo para dtb overlays.
  • Melhorias no u-boot:
    • Adicionada a classe uboot-extlinux-config para habilitar a geração do extlinux.conf para U-Boot;
    • Suporte básico para boot verificado.

 

Além disso centenas de correções CVEs foram aplicadas. Para mais detalhes sobre as melhorias, correções de segurança, updates das receitas e downloads acesse este link.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Diego Sueiro
Formado em Engenharia de Controle e Automação pela UNIFEI e CEO do Embarcados, atualmente trabalho na Inglaterra com Desenvolvimento de Sistemas Linux Embarcado Real Time. Sou consultor e desenvolvedor de software para Sistemas Embarcados com vasta experiência em projetos com processadores de 8bits a 32bits, sistemas bare metal, RTOS, Linux Embarcado e Android Embarcado. Um apaixonado por Pink Floyd e Empreendedorismo.

4
Deixe um comentário

avatar
 
2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Cleiton BuenoCaio PereiraDiego SueiroChristian Schultz Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Caio Pereira
Visitante
Caio Pereira

Bastante coisa interessante! Essa de poder compilar para mais de um MACHINE teria agilizado minha vída! Começar no reference design, placa de referencia do fabricante SoM e placa final em um só build facilita bem.

Cleiton Bueno
Visitante

Foi o que mais me chamou atenção, quase empatando com o anuncio do crops. Mas dei uma analisada no event.py e cooker.py do bb, e notei a adição de um lock do threading e outras mudanças no cooker que acho irá implicar em desempenho.
Quem fizer um teste e puder compartilhar seria de grande valia.

Christian Schultz
Visitante
Xultz

Olá Diego, já descobriu como o pessoal do Yocto escolhe o nome das versões? 🙂

Diego Sueiro
Visitante
Diego Sueiro

Sim e não. Hehehehe

Quando fui na ELC Europe desse ano perguntei aos desenvolvedores. E quem respondeu foi o Richard Purdie, o release manager dp projeto.
Ele basicamente disse que no começo era relacionado ao jogo Pacman, mas que depois foi se tornando algo meio que aleatório.
Mas parece que agora eles estão pensando em usar nomes que façam mais sentido. Kkkkkkk