Windows IoT na Raspberry Pi 2

Windows IoT

Este artigo foi originalmente publicado no site O mundo do Windows Embedded por Guilherme Fernandes.

 

Minha aventura desta vez foi testar o novo Windows IoT na Pi2. Para enfrentar tal desafio você vai precisar antes de mais nada realizar a instalação do Windows 10 Insider Preview (segundo a Microsoft, particularmente acredito que não seja realmente preciso). Para fazer tal processo você encontra as informações na seguinte página: https://insider.windows.com/

 

Se quiser saber mais sobre as novidades do Windows 10, aconselho os seguintes links:

https://www.microsoft.com/pt-br/windows/features

 

Fiz isso em meu note de testes, imagens abaixo. O único problema que estou enfrentando com o sistema por enquanto é a instalação da placa de vídeo. Meu notebook é um i5 Samsung 700Z, não consigo alterar a resolução e nem instalar os drivers da placa de vídeo, o que me irrita bastante!

 

O próximo passo foi realizar a instalação do Visual Studio 2015 RC Community Edition, você pode encontrar ele no seguinte link: https://www.visualstudio.com/en-us/downloads/visual-studio-2015-downloads-vs.aspx

 

Finalmente o próximo passo foi acessar o site da Microsoft com as informações relativas ao Windows IoT para a PI2 e seguir a documentações existente, você confere os passos abaixo:

 

  1. Fazer o Download da Imagem de teste do WinIoT para a PI2 no seguinte link: http://ms-iot.github.io/content/en-US/GetStarted.htm
  1. A imagem vem zipada, o próximo passo é extrair o arquivo: Flash.ffu em algum lugar do seu computador
  2. Em seguida é necessário gravar a imagem no SD Card. A Microsoft aconselha utilizar um SD Card classe 10 com pelo menos 8GB disponíveis. Abra o Command Prompt clicando com o botão direito em seu ícone e executando como administrador
  3. Encontre o SD Card utilizando o comando DISK PART e em seguida LIST DISK. A figura 1 mostra o resultado em meu computador. O SD é o disco 2.

 

winiot-1
Figura 1: Diskpart utilizada para identifica o número do SD Card

 

  

  1. Em seguida, no Command Prompt o comando abaixo realiza a gravação da imagem, substitua a letra N pelo número do disco que o seu SD Card ganhou e em seguida execute o comando. O resultado você acompanha na figura abaixo:

 

 

Note que PhysicalDrive2 é por que meu SD está no drive 2

 

winiot-2
Figura 2: Gravando a imagem do Win IOT no SD Card

 

  1. Ligando todos os cabos necessários no PI2, Rede, Alimentação e Vídeo (HDMI) a depois de algum tempo de instalação chegamos finalmente a tela do sistema rodando. Conforme as figuras abaixo.

  

winiot-3
Figura 3: Windows IoT rodando na RaspBerry Pi 2

  

  1. Agora podemos começar a conversar com o PI2 rodando o Windows IoT através do Windows PowerShell. Mais uma vez é importante solicitar que ele seja executado como administrador.
  2. No Power Shell , inicialize o Remote Managment utilizando o comando abaixo

 

 

  1. Em seguida é necessário configurar o acesso a máquina (Pi2) utilizando os seguintes comandos

 

 

E um pequeno detalhe para evitar erros no Client o Power Shell

 

 

  1. Finalmente é possível iniciar uma sessão com o Pi2 fazendo a conexão com o comando abaixo:

 

 

O Sistema solicitará a senha que por padrão é: [email protected] . Uma vez que a conexão é realizada entramos com acesso ao Pi2 e WinIoT.

 

winiot-4
Figura 4: Login do Shell remoto no WinIOT

  

  1. De agora em diante existem vários comandos de configuração e diagnóstico que podem ser executados, vide figura abaixo:
winiot-5
Figura 5: Comandos no Power Shell com o WinIOT

  

Mais informações do que pode ser feito, você encontra em: http://ms-iot.github.io/content/en-US/win10/tools/CommandLineUtils.htm

 

O próximo passo é fazer um pequeno programa Hello World para rodar na Pi2, mas antes tenho 6GB de instalações do VS2015 Community para terminar!

 

Até a próxima!

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Guilherme Fernandes
Mestre em Engenharia Mecatrônica pela Escola de Engenharia de São Carlos (USP) atua como diretor da Toradex Brasil, trabalhando na implantação do escritório de vendas e suporte da empresa para o Brasil. Trabalhou 7 anos como gerente de engenharia de sistemas na área de automação industrial desenvolvendo mais de 300 projetos de máquinas para linhas de montagem e teste de produção para o setor de autopeças.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
 
  Notificações  
Notificar