Um Panorama sobre o Renesas Synergy

synergy

O que é o Synergy?

 

Em resumo, o Renesas Synergy é uma completa e bem qualificada plataforma para o mercado de embarcados que visa atender uma exigente demanda de Time-to-Market, atrelada com redução de custos de desenvolvimento, sem sacrificar o aprendizado do time de desenvolvimento para adoção de novas tecnologias.

 

A Figura 1 abaixo ilustra bem o comparativo entre o desenvolvimento tradicional para sistemas embarcados e o desenvolvimento com a plataforma Renesas Synergy. Na abordagem tradicional, o time de desenvolvimento precisará realizar o projeto de Hardware, passando por todo um processo de projeto, codificação e integração com as camadas de drivers, middleware, RTOS e nuvem, até por ventura criar toda a base para o código de aplicação. Isso sem esquecer que no fim de todo esse processo há uma bateria de testes antes de entregar o produto final.

 

Desenvolvimento com Renesas Synergy
Figura 1 - Desenvolvimento com Renesas Synergy. Fonte: Renesas.

 

E a proposta do Synergy é exatamente atacar esse trajeto específico do desenvolvimento de projetos embarcados que trata de desenvolver as bases para a aplicação funcional do produto, levando à economia de tempo, e assim criar mais janelas de tempo no escopo de projeto para trabalhar na sua inovação frente ao mercado.

 

 

Por que usar o Synergy?

 

Com a atual demanda de mercado, o desenvolvimento de produtos cada vez mais sofisticados demanda conhecimentos pouco comuns e relativamente complexos, tais como criptografia de dados, manipulação de gráficos em displays LCD, comunicação via portas USB por meio de diversas classes, dentre outros.

 

Nisso, a inovação encontra um obstáculo cruel: a junção tempo e dinheiro. Cada projeto tem um orçamento a ser seguido para o seu desenvolvimento e entrega ao mercado, seguindo uma sequência cronológica e bem específica de tempo. Em um cenário com um orçamento mais apertado, nem sempre os desenvolvedores e empresas em geral possuem o tempo hábil para encontrar soluções adequadas aos seus escopos, que sejam de código-aberto. E quando encontram, ainda há o caminho de muitos testes e verificações para sua segura inserção no projeto.

 

Plataforma Renesas Synergy
Figura 2 - Plataforma Renesas Synergy. Fonte: Renesas.

 

Frente à incerteza, um software pago/comercial torna-se uma alternativa interessante, pois trata-se, na maioria dos casos, de uma solução já testada e validada no mercado, o que já garante alguns pontos de confiança em sua adoção. Todavia, ainda carece da devida verificação para analisar se o mesmo atende as necessidades do projeto em termos de aplicação e hardware, o que levará tempo para realizar. Isso sem ainda falar dos custos adicionais com as licenças envolvidas.

 

Atender as exigências do atual mercado implica em investimentos para o desenvolvimento de produtos mais sofisticados, inovadores. E isso resulta em horas de treinamento para equipes de desenvolvimento, gastos com licenças de softwares e ferramentas de desenvolvimento vinculadas às tecnologias adotadas ou estudadas, dentre outros. Todo esse gasto com horas e material para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos é um investimento de risco! Risco em dois sentidos: Primeiro, o de perder um grande capital investido em um produto que pode não dar certo, antes mesmo de colocar o produto em circulação e conseguir fluxo de caixa. Segundo, de perder uma parcela do mercado por não lançar um produto inovador em uma dada janela de tempo.

 

Como conseguir uma solução para capital, tempo e inovação?

 

 

Uma Sinergia de Plataformas

 

Renesas Synergy Logo

 

Para atender esse anseio, a Renesas Synergy responde com uma plataforma completa, feita com software profissional, extensivamente testado e de alta qualidade. Dessa forma, permite aos desenvolvedores escrever a aplicação funcional do projeto a partir da API Synergy, tendo a segurança e tranquilidade de usar uma base de software certificada para operar plenamente na família Synergy de microcontroladores.

 

Dessa forma, o time de desenvolvimento não precisa se preocupar com as camadas mais baixo-nível da aplicação, tais como pilhas de software e middlewares relacionados, principalmente em situações onde torna-se necessário usar recursos de rede, multimídia, displays gráficos e sistemas de tempo real. O uso do Synergy também dispensa a realização de investimentos pesados em licenças de softwares e ferramentas, ao passo em que a Renesas tem estabelecido parcerias com importantes nomes para o corpo da plataforma Synergy. A título de exemplo, o RTOS base é o ThreadX da Express Logic. E a IAR, empresa mundialmente reconhecida no ramo de desenvolvimento de sistemas embarcados e parceira da Renesas, está em processo de plena integração à Plataforma Renesas Synergy, o que deve se concretizar em poucos meses.

 

 

Synergy Software Package (SSP)

 

Basicamente, é o coração da Plataforma Synergy, pois agrega todas as pilhas de software de todas as camadas envolvidas no desenvolvimento de projetos com Synergy. Do mais baixo-nível com relação aos drivers de periféricos e HAL, passando pelo RTOS, até o mais alto nível com APIs de acesso a chamadas de recursos de rede, USB, gráficos, segurança e outros.

 

Ou seja, o SSP é o componente-chave da plataforma Synergy, pois abstrai no desenvolvimento da aplicação o acesso a recursos de baixo-nível do hardware, acelerando e facilitando o desenvolvimento do projeto, e tornando um código de aplicação portável para outras soluções desenvolvidas sobre a plataforma Synergy.

 

Como mostrado na Figura 3, podemos ver com detalhes a estrutura que compõe o SSP (Synergy Software Pack).

 

Estrutura do Synergy Software Pack - SSP
Figura 3 - Estrutura do Synergy Software Pack - SSP. Fonte: Renesas.

 

 

Microcontroladores

 

Os microcontroladores da família Synergy são altamente escaláveis, tendo uma pinagem compatível entre encapsulamentos de modelos maiores e modelos menores, como também mapas de registradores compatíveis entre si. Ou seja, projetos desenvolvidos com microcontroladores com pinagem menor irão seguramente caber dentro de microcontroladores com pinagem maior.

 

Adiante, veja a listagem das características-base dos microcontroladores Synergy:

  • Ampla gama de Núcleos de 32 bits ARM® Cortex®-M;
  • Compatibilidade de pinos e escalabilidade de projetos;
  • Memória Flash de até 4MB;
  • Mecanismos para aceleração de rotinas de criptografia e segurança;
  • Ultra-baixo consumo de energia.

 

 

Ferramentas e Kits

 

Como tornar tudo isso possível? A estrela é o e2studio, a ISDE (Integrated Solution Development Environment) da Renesas, que se integra com o SSP para o desenvolvimento do projeto de sistema, tendo um elemento chave que é o Synergy Configuration, uma ferramenta que permite configurar os elementos que farão parte do projeto, com direito a estruturas de RTOS tais como threads, mensagens, filas e semáforos, e até mesmo drivers e frameworks para recursos de rede, multimídia, segurança, dentre outros. Basicamente, é um "lego" para montar o esqueleto do projeto Synergy!

 

Visualização do e2studio com o Synergy Configuration
Figura 4 - Visualização do e2studio com o Synergy Configuration

 

Para experimentar, aprender e desenvolver sobre a Plataforma, existem os Starter Kits (SK) e Development Kits (DK), que permitem o acesso imediato aos recursos oferecidos pelos pacotes de software. Na Figura 5 está um exemplo do SK-S7G2 executando um exemplo de projeto de "Estação de Clima".

 

Renesas SK-S7G2 com Projeto-exemplo de Estação Climática.
Foto 5 - Renesas SK-S7G2 com Projeto-exemplo de Estação Climática.

 

 

Soluções

 

As soluções do conjunto Renesas Synergy agregam exemplos de projetos para embasar as seguintes linhas:

 

  • Kits Exemplo de Produto: São um design completo, uma representação de um produto final. Veja como exemplo na Figura 6 um IHM com o PE-IHM1 Kit.

 

Synergy PE-HMI1 Kit
Figura 6 - Synergy PE-HMI1 Kit. Fonte: Renesas

 

  • Kits Exemplo de Aplicação: São kits com blocos modularizáveis para construção de aplicações-modelo. Veja como exemplo o DK-S3A7 e alguns dos módulos de toque capacitivo.

 

Kit DK-S3A7 com Módulos
Figura 7 - Kit DK-S3A7 com Módulos. Fonte: Renesas

 

 

Galeria

 

Para facilitar o acesso às ferramentas de desenvolvimento Synergy, ao pacote SSP, licenças e demais softwares e serviços de terceiros, a Renesas criou o Renesas Gallery, que nada mais é que um portal para acesso aos recursos oferecidos pela plataforma.

 

Tela do Renesas Gallery
Figura 8 - Tela do Renesas Gallery.

 

 

Contest Renesas - Criando dispositivos mais inteligentes com Renesas Synergy

 

 

Está no ar um desafio da Renesas com o Embarcados que visa fomentar o desenvolvimento de startups que estão em busca de desenvolver seu produto eletrônico. Envie sua ideia e entre nesse desafio. As inscrições começaram no dia 24 de Abril e vão até o dia 21 de Maio.

 

Além de ferramentas para desenvolvimento, mentoria e suporte intensivo, as melhores ideias selecionadas receberão a oportunidade de passar por um processo de pré-aceleração e poderão ganhar osciloscópios lançamento da Keysigth.

 

Os 25 projetos classificados para a próxima fase vão receber um kit de desenvolvimento Renesas SK-S7G2 e toda orientação necessária para sair do zero.

 

Depois do desenvolvimento serão escolhidos 3 protótipos vencedores do desafio. Aos vencedores serão concedidos os seguintes prêmios:

 

 

Confiram e se inscrevam. Essa iniciativa tem apoio da Baita Aceleradora, Keysight Oscilloscopes e INCAL Instrumentos.

 

Essa é uma boa oportunidade para empresas alavancarem projetos inovadores. Clique no link abaixo para mais informações e para participar.

 

https://contest.embarcados.com.br/criando-dispositivos-mais-inteligentes-com-renesas-synergy/

 

Saiba mais sobre a Plataforma Renesas Synergy

 

Para saber mais acesse os seguintes textos no Portal Embarcados:

 

Como instalar as ferramentas pra trabalhar com o Renesas Synergy, por Thiago Lima

Como piscar um led com o Renesas Synergy, por Thiago Lima

Synergy e ThreadX: Explorando a estrutura básica do RTOS, por Fabio Pereira

Synergy e ThreadX: Introdução à multitarefa, por Fabio Pereira

Synergy e ThreadX: Recursos compartilhados e Mutex, por Fabio Pereira

 

* Este post foi patrocinado pela Renesas e editado posteriormente por Thiago Lima

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

André Curvello
Graduado em Engenharia de Computação com ênfase em Sistemas Embarcados pela USP, campus São Carlos, possui MBA em gestão de TI pela UNIFRAN e Mestrado em Ciências pela EESC-USP. Atua como Team Leader na PST Electronics - Pósitron, sendo também professor de pós-graduação e instrutor de cursos na área de sistemas embarcados. Como hobby, gosta de programar tudo que pode ser programado, escovando bits sempre ao lado de um bom café. Gosta de compartilhar seu conhecimento por meio de palestras, e publicando artigos como colaborador dos sites Embarcados e FilipeFlop. Em 2018 foi premiado como Microsoft Most Valuable Professional em Azure IoT pela Microsoft.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar