UDOO x86

UDOO x86

Introdução

 

Temos acompanhado a evolução da família de placas UDOO. Tais kits surgiram com o objetivo de unir os mundos de Arduino e computação com o ambiente de programação em Android e Linux.

 

Desde então vem oferecendo alternativas para os mundos de consumo e maker. Para o primeiro mercado, o objetivo é usar tais placas como mini PCs. Já para o público maker e DIY, o caminho é utilizá-las como sistemas embarcados para estudos e usos pessoais. Podem ser empregadas por empresas startups para criação de protótipos e, com isso, encurtar o caminho de apresentação de um produto viável para o seu cliente.

 

Até o momento já tínhamos divulgado no Embarcados as placas UDOO e a UDOO Neo. E parece que chegou uma nova, promovendo muitas mudanças, a UDOO x86.

 

Está sendo oferecida dentro do Kickstarter ainda, mas já atingiu a quantia mínima pedida, de $100,000.

 

 

Qual o grande diferencial da UDOO x86?

 

O seu grande poder apelativo de vendas está na sua capacidade de processamento. É simplesmente um PC de alta performance em conjunto com uma plataforma compatível com Arduino 101.

 

Antes estávamos acostumados em criar sketches na IDE Arduino 101, num PC, e executá-los na placa. Agora podemos fazer tudo isso na própria placa, na UDOO x86! Ela será capaz de rodar inclusive jogos e ferramentas de edição gráfica, tarefa antes direcionada somente para PCs.

 

benchmark da UDOO x86 e outras placas

 

Acima temos um comparativo de performance entre algumas placas de mercado. É isso mesmo! Ela é 10x mais poderosa que a Raspberry Pi 3.

 

Screens na UDOO x86

 

O que nos impressiona também é sua capacidade de reprodução de vídeos. De forma sensacional, ela consegue reproduzir até 4 telas em resolução de 4K ao mesmo tempo.

 

udoo-x86-arduino-101

 

Por ser compatível com Arduino 101, ele possui o mesmo pinout Arduino, um acelerômetro/giroscópio de 6 eixos e conectividade Bluetooth Low Energy (BLE).

 

 

Especificações técnicas

 

O ganho de performance está no microprocessador utilizado, da família Intel Quad Core de 64 bits, desenvolvido para uso em PCs, sendo processado a até 2,24 GHz. Já a plataforma compatível com Arduino 101 é baseada no microcontrolador Intel Quark SE de 32 MHz.

 

Ela será oferecida em dois modelos: Basic e Advanced. A diferença entre as duas está no processamento e capacidade de memória RAM. No modelo Basic o microprocessador principal roda a 2 GHz e tem 2 GB de memória DDR3. Já na configuração Advanced o clock do processador é de 2,24 GHz e temos o drobro de memória DDR3, 4 GB.

 

Uma boa notícia para os desavisados. A placa e seus pinos são alimentados com 3,3V, mas os pinos de I/O são protegidos contra uma sobre tensão de 5V.

 

O que nos faz lembrar que trata-se de um PC, é seu sistema de armazenamento. Ela possui uma memória eMMC de 8 GB montada e conectores de Micro SD card e SATA. Além disso, pode ser usada uma porta USB 3.0 para conexão de um HD externo.

 

Do ponto de vista de software, podem ser executados qualquer software compatível com a arquitetura x86, inclusive sistemas operacionais, tais como Linux, Windows e Android.

 

Possui um conector M.2 Key B para uso de módulos Wi-Fi e Bluetooth externos.

 

Especificações da UDOO x86

 

Veja mais ideias do que essa placa pode fazer na sua página do Kickstarter.

 

 

Referências

 

Fonte das imagens deste artigo: https://www.kickstarter.com/projects/udoo/udoo-x86-the-most-powerful-maker-board-ever

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Henrique Rossi
Engenheiro eletricista com ênfase em eletrônica e pós-graduado em Engenharia de Software. Comecei um mestrado, mas o interrompi. Especialista na área de sistemas embarcados, com mais de 12 anos de experiência em desenvolvimento de firmware (sistemas baremetal e baseados em RTOS) e Linux Embarcado. Atualmente sou administrador do site Embarcados, trabalho num fabricante de Set-Top Box e atuo como consultor/desenvolvedor na área de sistemas embarcados.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar