Simulador - System Vision

System Vision

É sempre interessante descobrir novas ferramentas voltadas à área de eletrônica, e com o avanço das soluções na nuvem vimos o surgimento de diversas novas ferramentas. O melhor de tudo, muitas delas são totalmente gratuitas ou fornecem a maior parte de suas funcionalidades gratuitamente.

 

Recentemente, através do Fabio Souza, tomei conhecimento sobre o System Vision, uma ferramenta para simulação de circuitos eletrônicos desenvolvida pela Mentor Graphics. A ferramenta é baseada na nuvem o que a torna compatível com os mais diversos sistemas, dependendo apenas do seu browser e sua conexão com a internet.

 

O usuário criará sua conta e através dela poderá montar seus esquemáticos para então realizar as simulações. O cadastro gratuito garante ao usuário a criação de ilimitado número de circuitos abertos à comunidade, ou seja, que serão visíveis aos outros usuários, e 5 projetos privados. É interessante que o tamanho da área de trabalho e a quantidade de componentes são ilimitados, permitindo a criação de projetos bastante complexos. Na versão professional é possível criar um número ilimitado de designs privativos, bem como a criação de projetos em grupo.

 

Um dos grandes diferenciais tem relação à capacidade de além de mixar análises de sinais analógicos e digitais, mas também mesclar elementos eletromecânicos. Na imagem a seguir é apresentado um exemplo disponível no sistema onde é analisado não apenas o comportamento elétrico mais tradicional de um amplificador, como valores de tensão e corrente, mas também a temperatura em um dispositivo específico, como o transistor de potência, a corrente na bobina do alto-falante e até o deslocamento causado no cone do mesmo.

 

Simulação misturando diversos elementos, usando System Vision
Figura 1 - Simulação misturando diversos elementos

 

Outro ponto que diferencia o sistema de outros disponíveis é o engine responsável pelas simulações, que tradicionalmente baseiam-se em SPICE. O System Vision suporta modelos VHDL-AMS compatíveis com o a norma IEEE 1076.1. O usuário pode tirar vantagem deste sistema em seus projetos utilizando linguagem VHDL-AMS para modificar o comportamento dos componentes nativos ou mesmo criar novos componentes. E aqui surge mais um ponto positivo, você pode transformar um circuito que foi desenvolvido em um componente, permitindo que seja facilmente integrável em outros projetos, diminuindo a complexidade visual. O vídeo a seguir apresenta essas características através de dois exemplos: no primeiro demonstrando como introduzir uma ESL (Equivalent Serie Inductance) em um capacitor, já no segundo, demonstra passo a passo a criação do tradicional circuito integrado 555 através de seu diagrama esquemático e principais componentes.

 

 

Ainda com relação à criação de novos componentes, o usuário pode utilizar um componente base e, através do datasheet de um componente específico, obter o resultado muito próximo de seu comportamento real. Essa capacidade torna possível avaliar diversos comportamentos dos componentes sem depender de modificações em seu modelo SPICE. O vídeo a seguir apresenta essa característica exemplificando o processo de criação de um modelo de amplificador operacional específico, através dos dados extraídos do datasheet fornecido pelo fabricante.

 

 

O site apresenta um conjunto de webinars demonstrando a ferramenta, suas capacidades e como tirar proveito dos recursos disponíveis.

 

Espero que esta seja mais um ferramenta interessante no dia a dia de nossos leitores. Obrigado e até a próxima.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

5
Deixe um comentário

avatar
 
1 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Haroldo AmaralFelipe Jardim Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Felipe Jardim
Visitante
Jardim

da pra programar e simular no programa?

Haroldo Amaral
Visitante
Haroldo Amaral

Programas o que mais específicamente?

Você pode usar a linguagem VHDL-AMS para modificar os modelos dos componentes ou criar novos.

Felipe Jardim
Visitante
Jardim

tava querendo dizer sobre testar programação em C de microcontroladores, assim como o Proteus faz

Haroldo Amaral
Visitante
Haroldo Amaral

Da mesma maneira que o Proteus Isis não

Felipe Jardim
Visitante
Jardim

ah sim, vlw