Site icon Embarcados – Sua fonte de informações sobre Sistemas Embarcados

Samsung vai descontinuar a plataforma de IoT ARTIK

imagem de destaque 3

A plataforma ARTIK, que contempla soluções de hardware, software e de nuvem para IoT da Samsung Electronics será encerrada, conforme comunicou a empresa coreana de eletrônicos. A Samsung notificou que vai fechar o time de comercialização de IoT e da divisão de soluções de dispositivos, divisão que toda equipe responsável pelo projeto ARTIK faz parte.

Figura 1: Módulos Samsung ARTIK, para desenvolvimento de soluções de hardware em IoT, conforme anunciado em 2015.

A Samsung tornou pública a sua plataforma de desenvolvimento de hardware para IoT em 2015 e desde o início vem investindo em seu ecossistema, lançando diferentes kits de desenvolvimento no mercado para que os desenvolvedores criem seus produtos eletrônicos conectados. Além disso, ela também disponibiliza toda a solução segura de nuvem para esses dispositivos criados utilizando o seu módulo IoT da ARTIK. A Samsung investiu fortemente nessa plataforma de nuvem e ela despontava como uma das soluções mais seguras e consolidadas de mercado.

Figura 2: Solução completa da Samsung ARTIK pata IoT
Figura 3: Uma das primeiras versões do Painel IoT da Cloud IoT do Samsung Artik, de 2016

 

Provavelmente, como a Intel fez quando “matou” as plataformas Galileo e Edison voltadas para IoT, a Samsung cancela esse projeto por conta dos baixos resultados comerciais para a empresa, que é grande fabricante de smartphones e processadores. Esta é uma péssima notícia para empresas que investiram tempo de engenharia, recursos para criar seus produtos, muitos deles em fase já de comercialização. Como aconteceu com as plataformas makers da Intel, a Samsung também abandona o barco deixando os desenvolvedores que confiaram em sua plataforma a deriva. Este fato, levando em conta também o abandono do mercado IoT pela Intel, nos leva a questionar futuros movimentos dos grandes fabricantes de produtos de consumo em mercados de nicho ou especializados, principalmente quando diz respeito a suporte a desenvolvimento de novas soluções de hardware. O fato de fechar divisões por não conseguir o lucro ou faturamento esperado não poderia (ou deveria) ferir a milhares de empresas que desenvolvem e fabricam produtos pelos mundo e que dependem dos módulos e infraestrutura de nuvem para comercializar seus produtos. Uma solução que poderia amenizar esse problema seria a transferência de tecnologia e suporte a outras empresas, tanto do hardware quanto da infraestrutura de software, evitando o desgaste desnecessário da corporação responsável pela plataforma. Outra solução poderia ser a abertura do código e do hardware, deixando as licenças dos produtos open source, concedendo liberdade de uso e fabricação da tecnologia desenvolvida pela corporação. Não é a primeira vez que isso acontece e certamente não será a última que grandes corporações agem desta forma com os desenvolvedores e empresas que comercializam seus módulos e serviços em suas plataformas.

A Samsung ainda não anunciou o tempo que vai suportar e produzir os módulos que vende para as empresas que embarcam o módulo ARTIK em suas soluções, e dependem deles para sua produção. A Samsung  também não deu detalhes a respeito de seu suporte ao serviço de nuvem IoT da Artik.

Saiba mais

ARTIK – Plataforma certificada Arduino da Samsung

Placas Intel Edison, Galileo e Joule serão descontinuadas