Review da Impressora 3D Metamáquina 2

Artigo abordando um review geral da impressora 3D Metamáquina 2, apresentando características de fábrica, eletrônica e algumas vantagens e desvantagens.
Metamáquina 2

Anteriormente já havia comentado sobre a relação direta entre Impressoras 3D e Sistemas Embarcados, explorando o uso deste tipo de tecnologia principalmente como ferramenta para o desenvolvimento de um “ecossistema mecânico” para o nosso sistema embarcado (prototipagem rápida de suportes, cases, adaptadores mecânicos e etc).

Nesta série de artigos pretendo fazer um review mais amplo da impressora modelo Metamáquina 2, apresentando pontos relevantes de sua estrutura, dificuldades de uso e dicas relacionadas à máquina. Se você não conhece nada de impressão 3D, sugiro antes dar uma passada no artigo IMPRESSORAS 3D: COMO? POR QUANTO? E POR QUÊ? de Cláudio Sampaio.
 
 

A Metamáquina 2 – Características dadas pelo Fabricante

 

A Metamáquina 2 é o segundo modelo comercial de impressora 3D desenvolvido pela startup paulista Metamáquina (www.metamaquina.com.br).

Os conceitos de desenvolvimento e uso da Metamáquina 2 são baseados em software, firmware e hardware livre (principalmente no projeto RepRap), facilitando que o usuário faça seus hacks na impressora, implementando melhorias e/ou novas funcionalidades.

 
metamaquina2
Figura 1 – Imagem de divulgação da Metamáquina 2
 

Vamos às principais características da impressora:

  • Volume de impressão: 200mm (Largura) x 200mm (Profundidade) x 150mm (Altura);
  • Peso: 9 kg;
  • Material de impressão: filamentos ABS ou PLA diâmetro de 2,88mm;
  • Extrusor: Extrusor único com bico J-Head com entrada de 3.0mm de diâmetro;
  • Cooler (Fan): Não vem embutido na montagem de fábrica;
  • Precisão:
    • Dimensão Mínima de detalhe: 0.2mm;
    • Precisão de posicionamento: 0.1mm (plano xy) e 0.05mm (eixo z);
    • Altura da camada: Mínimo de 0.15mm;
  • Base: Aquecida com a Heated Bed Metamáquina 2, com superfície de impressão em vidro.

Eletrônica embarcada

 

Como já mencionado, a Metamáquina segue a filosofia do Hardware livre. A Metamáquina 2, em especial, utiliza a placa RAMBo (RepRap Arduino-Mega-compatible Mother Board. Veja o link. ) para o controle da impressão em geral, que como o próprio nome diz, é baseada no arduino Mega, facilitando as modificações de firmware. No caso estudado o firmware instalado é o Repetier (Veja o link).

 

Na figura 2 pode-se observar o esquema de ligação da RAMBo, já planejando uma série de funcionalidades a serem utilizadas pelos firmwares.

 
Inline image 1
Figura 2 – Placa Rambo com os pontos de conexão

A impressora em questão não utiliza todas as funcionalidades, exemplos marcantes são:

  1. Não utilização do segundo extrusor (Extruder 1, motor E1);
  2. Não utilização da funcionalidade de impressão por cartão SD (SD/SPI);
  3. Não utilização do fan do Extruder 0.

É interessante comentar que todos as saídas para aquecimento de extrusores e mesa utilizam controles PIDs (semelhantes aos descritos no artigo Controle PID em Sistemas embarcados escrito recentemente pelo Carlos) implementados em Firmware.

Vantagens e Desvantagens

 
Baseando-se nas características já apresentadas você mesmo pode supor algumas vantagens e desvantagens da Metamáquina 2, mas nas tabelas abaixo vou resumir minhas opiniões:
 
Tabela I – Desvantagens da Metamáquina 2
[table id=12 /] 
 
Tabela II – Vantages da Metamáquina 2 
[table id=13 /]
 

Ponto de vista prático

Nas cenas dos próximos capítulos pretendo falar um pouco das minhas experiências com Wrapping, como adicionar o Hardware de auto-cooling à metamáquina e etc, mas para dar um gostinho de “quero mais” segue um vídeo da Metamáquina 2 em funcionamento, imprimindo esta peça: https://www.thingiverse.com/thing:197291 (segurador de latinhas).

Para melhorar a qualidade de impressão (como ainda não tinha um cooler), utilizei um ventilador comum, por isso o som de fundo.

Tempo de impressão: aproximadamente 10 horas.

 
 
 
 
Por fim, algumas fotos da peça:
 
IMG_0363
 
 
 
 
Imprimindo Can Handle 2
 
 
 
 
 
Can handle Impresso 1
 
 
 
 
Can Handle Impresso 2
 
 
 
E não podia deixar de fora o nosso grande mestre Yoda! 😀
 
 
 
Yoda 1
 
 
 
 
IMG_0381
 
 
 
IMG_0384
 
 
 
E vocês, pessoal? O que acham da impressão 3D? Qual máquina utilizam? Já fizeram algum protótipo usando essa tecnologia?
 
PS:  Um agradecimento especial ao Cláudio Sampaio(Patola) pelas discussões e dicas sobre impressora 3D que auxiliaram o desenvolvimento deste artigo.

Formado em Engenharia Elétrica pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Co-fundador do i9 - Núcleo Estudantil de Inovação Tecnológica (http://www.i9.joinville.udesc.br) e participante do PET Engenharia Elétrica, atualmente atua no desenvolvimento de projetos de P&D na Reason Tecnologia, em Florianópolis.
Tem afinidade com Sistemas Embarcados, eletromagnetismo, inovação tecnológica e, mais recentemente, impressão 3D.

Notificações
Notificar
guest
2 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique Vilela
Henrique Vilela
25/03/2014 12:33

Adriano, bacana o artigo! Aproveito para deixar dois links de posts para o pessoal. 1) Tabela de preços de Impressoras 3D (http://3d.pro.br/tabela-de-precos-de-impressoras-3d-comercializadas-brasil/) o 2) Oportunidade do pessoal responder a uma pesquisa de satisfação do suporte das impressoras 3D (http://3d.pro.br/pesquisa-de-satisfacao-com-o-suporte-para-impressoras-3d/). Espero que você possar criar reviews de outras impressoras! Obrigado.

Adriano Oliveira Pires
AdrianoOP
Reply to  Henrique Vilela
25/03/2014 17:57

Olá Henrique!

Obrigado pelo feedback… Vi os seus links e respondi à pesquisa…

Assim que eu tiver um contato mais próximo com outros modelos de impressora irei fazendo o review delas sim!

WEBINAR

Imagens de Ultrassom: Princípios e Aplicações

DATA: 26/10 ÀS 19:30 H