2 Comentários

Quanto custa um grão de areia?

Uma série de 6 vídeos

Qual é o caminho percorrido por um minúsculo e insignificante grão de areia desde que sai de um punhado de terra até se transformar em um poderoso processador para seu computador ou celular?

Quais são as tecnologias envolvidas nos processos de purificação do silício?

Qual é o futuro dos semicondutores?

O que é necessário para ter uma fábrica de semicondutores aqui no Brasil?

Essas e outras questões são tratadas durante as quase duas horas e meia de vídeos e explicações desta série de 06 vídeos.

Espero que curta bastante!

PARTE 1 - Comercial, Industrial, Automotivo e Militar – qual a diferença?

Porque um circuito integrado feito para a indústria automotiva pode custar o dobro do mesmo item feito para itens de consumo? O que é necessário para que um CI seja considerado de grade militar? Como se garante que um item não irá falhar quando estiver sendo utilizado na aplicação para o qual ele foi projetado?

PARTE 2 - Como a areia vira um semicondutor?

Um minúsculo grão de areia vira um WAFER de silício. Isto não é fácil de se fazer e os principais processos e passos necessários para a purificação da areia até que ela possa virar uma base onde os circuitos integrados serão construídos são mostrados neste vídeo.

PARTE 3 - Testes, testes e mais testes. Isso tem um preço!!!!

Tem memórias baratas e tem memórias caras. Ambas com o mesmo tamanho, encapsulamento e part number. Mas o que diferencia uma da outra é a quantidade de testes feitas em seu processo produtivo. Isto se aplica a tudo que é circuito integrado. Quanto mais testes são realizados, mais confiável será o produto em campo. Quanto mais testes feitos, mais caro será o circuito integrado. Neste vídeo abordamos alguns dos maquinários e quais são os processos para realizar esses testes.

PARTE 4 - Quanto tempo até ter meu CI? O que é lead time?

Como é uma fábrica de circuito integrados por dentro? Quais são as etapas completas de um processo de fabricação de circuito integrado? Porque demora várias semanas até que um circuito integrado fique pronto? O que a lei de oferta e de procura tem a ver com os prazos de entrega de circuitos integrados? Essas e outras questões muito pertinentes da fabricação de circuito integrados são exploradas neste vídeo.

PARTE 5 - Lei de Moore (ou qual é o futuro do Semicondutor?)

No final da década de 50, inicio da década de 60 Gordon Earle Moore profetizou que os circuitos integrados dobrariam de capacidade de processamento a cada 18 meses. Mas para atingir isso é necessário mais que dobrar a quantidade de transistores em um circuito integrado nesta mesma faixa de tempo. Como a indústria de semicondutores está se ajustando a essa previsão do Gordon Moore e quais são as tecnologias de fabricação que estão permitindo que a previsão ainda não tenha falhado são alguns dos aspectos abordados neste vídeo.

PARTE 6 - Quanto custa projetar um circuito integrado

Como se projeta um circuito integrado? A base de tudo é o transistor MOS. Os cálculos e os programas que ajudam neste projeto são abordados neste vídeo.

Se ficou qualquer dúvida, você pode deixar seu comentário abaixo.

Deixo o convite para você seguir meu canal no Youtube, se ainda não segue.

Até o próximo video.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Conceito de Engenharia » Quanto custa um grão de areia?
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
2 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Manoelito Filho
Manoelito Filho
20/07/2020 11:51

O Alessandro é sempre extremamente feliz em trazer luz à engenharia.

Talvez você goste:

Nenhum resultado encontrado.

Séries

Menu

WEBINAR
 

Soluções inteligentes para acionamento de MOSFETs/IGBTs com família STDRIVE

Data: 08/10 às 15:00h - Apoio: STMicroelectronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link