Qualcomm® SnapDragon™ 400 - Do protótipo ao produto

SnapDragon 400

Placa de Desenvolvimento Dragonboard 410C

 

A Dragonboard 410C, desenvolvida pela Arrow Electronics, é um sistema que segue o padrão estabelecido pela 96boards.org, e foi concebida para o desenvolvimento de sistemas embarcados com os processadores Qualcomm Snapdragon 410c de forma acelerada. Com excelente integração funcional e provida de diversos conectores, a Dragonboard 410C permite construir sistemas eletrônicos complexos em torno dela.

 

Veja abaixo um diagrama que mostra o que essa placa possui:

 

Diagrama da placa DragonBoard 410c

 

Características principais da DragonBoard 410C:

  • Processador SnapDragon 410c, APQ8016, Quad-core ARM Cortex A53 (ARM v8-A) capaz de operar a até 1,2 GHz por core com suporte a 32 bits e 64 bits com 512KB de cache L2 que incorpora DSP Hexagon QDSP V5 rodando a até 691MHz e GPU Qualcomm Adreno 306 com suporte a APIs avançadas, incluindo OpenGL ES 3.0, OpenCL e DirectX;
  • Memória RAM de 1GB LPDDR3 533MHz;
  • Memória Flash de 8GB eMMC 4.5 / SD 3.0 (UHS-I);
  • PM8916 – PMIC responsável pelo gerenciamento de alimentação do processador;
  • Conectividade:
    • WCN3620 - Wi-Fi 802.11 b/g/n 2.4GHz e Bluetooth 4.1;
    • WGR7640 - GPS (GNSS RF Receiver) com tecnologia de localização Qualcomm IZat;
    • Antenas para GPS, Wi-Fi, Bluetooth on board na placa;
  • Conectores de Expansão:
    • Conector de expansão de baixa velocidade compatível com o padrão CE (Consumer Edition) da Linaro 96boards com portas: UART, SPI, I2S, 2 I2Cs, além de 12 GPIOs e alimentação;
    • Conector de alta velocidade com: 4L MIPI-DSI, USB, 2 I2Cs, 2L+4L MIPI-CSI;
    • Conector opcional de 16 pinos para expansão para sinais analógicos, para headset stereo/line-out, speaker e line-in.

 

Desenvolver uma aplicação a partir da DragonBoard é fácil e temos diversos exemplos que confirmam isso (para saber mais, clique aqui), porém é importante observar que essa é uma plataforma de referência e como tal ela não é indicada para uso industrial por não atender especificações e requerimentos típicos destes produtos. E este artigo tem por objetivo descrever aspectos que devem ser observados durante o desenvolvimento de sistemas embarcados com recomendações para a posterior industrialização do produto desenvolvido.

 

Apesar de encontrarmos muitas soluções sendo comercializadas contendo placas de desenvolvimento internamente, recomendamos que esse não seja o caminho do seu projeto utilizando a DragonBoard dados estes aspectos:

  • Robustez sistêmica – Ferramentas de desenvolvimento são originalmente concebidas para evidencar funcionalidades e podem não atender requerimentos de robustez;
  • Custo – Ferramentas de desenvolvimento não são necessariamente voltadas a demonstrar a implementação de custo mais efetivo,
  • Dimensões e disposição de interfaces não necessariamente seguem observações funcionais de produtos industriais.

 

É muito arriscado fabricar um produto com placas de desenvolvimento. No entanto é factível pensarmos na construção de um produto utilizando um System on Module (SoM) que já integre o core de processamento do sistema e que conte com facilidades de suprimento, bem como boa longevidade produtiva. No nosso caso seria algo como considerar utilizar uma placa similar a DragonBoard na composição do core básico de processador + memórias + elementos de conectividade, porém sem os conectores e com uma distribuição adequada dos componentes. Diversos são os fabricantes de SoMs que garantem o fornecimento por anos, conferindo segurança na disponibilidade e estabilidade de suprimento.

 

A lista abaixo contem SoMs que foram projetadas seguindo critérios bem definidos de robustez e que são disponíveis com longevidade extendida:

 

INFORCE 6301™

 

A SoM da Inforce é uma placa de 28 por 50 mm com dois conectores laterais de perfil baixo, cada um deles com 100 pinos, e possui todas as características de processamento, memórias RAM e Flash e conectividade iguais às da DragonBoard 410C e utiliza o processador Snapdragon APQ8016/APQ8016E, onde o final E significa que o processador é fabricado por um tempo extendido. Os conectores do GPS e Wifi/BT também estão disponíveis na placa.

 

Veja abaixo algumas imagens desse SoM.

 

 

Acesse este link para procurar mais informações sobre esse SoM da InForce.

 

Intrinsyc Open-Q™ 410

 

O sistema em módulo da Intrinsyc mede 26,5 por 44 mm. Possui dois conectores de baixo perfil nas suas extremidades, com 100 pinos cada um deles e exatamente as mesmas características da DragonBoard no que se refere ao processador, memórias RAM e Flash e conectividade. Os conectores do GPS e Wifi/BT estão disponíveis na placa.

 

 

Acesse este link para procurar mais informações sobre esse SoM da Intrinsyc.

 

Variscite DART-SD410 CPU

 

O sistema em módulo da Variscite mede 25 por 42 mm. Possui dois conectores de baixo perfil nas suas extremidades, com 100 pinos cada um deles e as mesmas características da DragonBoard no que se refere ao processador e conectividade. Possui opção de 8GB ou 16GB de memória eMMC. Possui duas opções de Memória RAM, de 1GB e 2GB LPDDR3 533MHz. Os conectores do GPS e Wifi/BT estão disponíveis na placa.

 

Para compra, estão disponíveis duas versões:

  • 1GB de RAM e 8GB de eMMC - DART-SD410_[1024R_8G]_[WB]_[GP];
  • 2GB de RAM e 16GB de eMMC - DART-SD410_[2048R_16G]_[WB]_[GP].

 

 

Acesse este link para procurar mais informações sobre esse SoM da Variscite.

 

 

eInfochips Eragon™ 410: EIC-Q410-200

 

A SoM da eInfochips possui as mesmas características de processamento, memória e conectividade da DragonBoard 410c e mede 35 por 26 mm. Possui também conectores GPS e Wifi/BT na placa. Diferente das outras SoMs, essa placa se destaca por permitir soldar a placa no projeto desenvolvido. Ele possui pads por todas as laterais da placa, um total de 156 conexões. Além disso possui um CI da NXP capaz de medir 9 eixos de liberdade, com giroscópio, compasso digital e acelerômetro, o NXP MPU9250.

 

Veja a imagem abaixo para ver como essa SoM é:

 

 

Acesse este link para procurar mais informações sobre esse SoM da Eragon.

 

Karo-Electronics TXSD

 

A SoM da Karo-Electronics possui exatamente as mesmas características de processamento, memória e conectividade da DragonBoard 410c e mede 68 por 26 mm. Possui também conectores GPS e Wifi/BT na placa. Essa placa possui um formato de pente, com pads na própria placa, que lembra memória RAM.

 

Veja a imagem abaixo para ver como essa SoM é:

 

 

Acesse este link para procurar mais informações sobre esse SoM da Karo-Electronics.

 

Keith & Koep Myon

 

A Keith & Moep também possui uma placa com System on Module com as mesmas características do core da DragonBoard, com processador APQ8016E, 1GB de RAM e 8G de Flash. 

 

Veja a imagem abaixo para conferir o formato dessa SOM:

 

 

Para mais informações, acesse o link do fabricante.

 

Conclusão – SoM, um caminho natural para o design de seu projeto

 

Nesse texto foi apresentada a DragonBoard 410C, a primeira placa criada para servir como kit de desenvolvimento para os desenvolvedores que desejam criar suas aplicações utilizando os processadores da linha SnapDragon 400. Após construir o protótipo utilizando uma placa como a DragonBoard, um caminho natural de mercado é pensar em como construir o produto de fato. É muito arriscado fabricar um produto com placas de desenvolvimento. No entanto, é factível pensarmos na construção de um produto utilizando um System on Module (SoM) que já integre o core de processamento do sistema e que conte com facilidades de suprimento, bem como boa longevidade produtiva. Neste texto foram apresentadas diversas SoMs de diferentes fabricantes, que contêm elementos importantes como core básico de processador (SnapDragon 410C), memórias e elementos de conectividade, e também garantem excelência na fabricação e tempo de suprimento elevado, provendo solidez e confiabilidade ao produto.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Thiago Lima
Apaixonado por sistemas digitais e circuitos eletrônicos, ja contabilizo 16 anos trabalhando com desenvolvimento de produtos eletrônicos. Formado na USP Sao Carlos, com mestrado em Engenharia Elétrica no Rochester Institute of Technology pelo CsF, atualmente lidero boa parte das operações do Embarcados, buscando levar conhecimento de sistemas eletrônicos para o Brasil. Experimentar o mundo das startups nos EUA foi transformador. La fui cofundador de uma startup de tecnologia chamada Una, sendo acelerado e incubado por um programa especial de Startups no RIT. Ao final, recebemos um prêmio de melhor startup do programa. No Laboratório Hacker de Campinas sou um dos entusiastas de novas tecnologias e apoio iniciativas da comunidade. Tambem participo de atividades comunitarias e sou um dos responsáveis pela Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, onde escrevo regularmente artigos sobre redução de resíduos. Sou sonhador mesmo e quero acender a luz ?

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar