Projetos de desenvolvimento: Antes de começar – I

Projetos de desenvolvimento

Introdução

Todo começo é difícil e cheio de obstáculos. Com projetos novos isso não é diferente! Entender o que seu cliente realmente quer que você realize, é uma das tarefas mais difíceis e delicadas. Acredite: vocês não falam a mesma linguagem! Tem um quadrinho clássico que ilustra isso de forma divertida e bem humorada, mostrando o que cada membro de uma equipe hipotética de projeto entendeu do que foi pedido pelo cliente. É o quadrinho do balanço…

projetow

fonte: The Project Cartoon.

Como resolver isso?

Vou expor aqui uma abordagem que frequentemente uso para tentar extrair o desejo do nosso cliente e chegar a um consenso do que ele realmente quer e precisa que seja feito.

A primeira ação é realizar uma entrevista minuciosa com o cliente para melhor entendimento do projeto, questionando pontos que se mostram relevantes, pedir esclarecimentos, verificar se há concorrência com projetos semelhantes e anotar os pontos principais das especificações desejadas. Todos os detalhes são importantes, mesmo os que nós técnicos rotulamos como perfumaria, como por exemplo, pontos estéticos e de design ou então particularidades de uso.

Coisas a se considerar e refletir a respeito durante a entrevista, que normalmente o cliente nem tem noção da necessidade, ou então acredita que sejam óbvias ou implícitas e por isso nem as menciona:

  • Como configurar, personalizar e calibrar o projeto;
  • Há a necessidade de conectar o projeto com outros equipamentos? Como? (Wi-fi, Ethernet, USB, RS-232, RS-485, etc.);
  • De que maneira o projeto interage com um operador ou técnico de manutenção? (Display, botões, teclado, conexões externas, LEDs, etc.);
  • Que sistema operacional usar? (Windows, Linux, sistema próprio, nenhum);
  • Outras questões que possam se mostrar relevantes  no contexto do projeto.

A partir dessa entrevista, deve-se elaborar um documento formal contendo a especificação detalhada do projeto, o registro das informações adicionais colhidas, todas as suas ideias e principalmente uma especificação funcional completa, na forma de proposta, detalhando ao máximo as funções e sequências de operação, de calibração, etc. Nesse documento ficará registrado o seu entendimento profissional, baseado na sua experiência, de como as especificações deverão ser viabilizadas e qual a melhor solução para o projeto do ponto de vista técnico-econômico.

A seguir deve-se submeter esse documento formal ao cliente para que ele possa analisar, criticar, formular sugestões e levantar dúvidas com relação aos detalhes. O cliente em geral tem a experiência do negócio dele, conhece o ambiente onde o projeto vai operar e o comportamento das pessoas que vão interagir com o projeto. Ele pode enxergar falhas e inconsistências ou sugerir alterações importantes.

Após a revisão do cliente, deve-se gerar um documento “final”, que servirá de guia tanto para você sobre o que deverá ser realizado de fato e entregue para o cliente, quanto para o cliente  sobre o que deve e pode ser cobrado de você. É um tipo de contrato. Essas especificações poderão ser revisadas, sempre que necessário e de comum acordo com o cliente. Elas porém definem com “exatidão” o projeto,  deverão portanto ser preservadas e respeitadas na medida do possível.

A vantagem dessa abordagem é que aumenta-se muito as chances de acerto no resultado do projeto, e reduz-se muito o tempo desperdiçado com situações constrangedoras e revisões dispendiosas no final. Vale a pena investir algum tempo nessa parte inicial de um novo projeto.

Tenho usado essa abordagem para todo tipo de cliente, mesmo que o cliente seja eu mesmo, com algumas adaptações. Você tem outra experiência? Trabalha de outra forma? Compartilhe aqui a sua!

O que está por vir

Nas próximas sequências são abordados outros pontos importantes. Confira:

Outros artigos da série

Projetos de desenvolvimento - Antes de começar - II >>
Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Conceito de Engenharia » Projetos de desenvolvimento: Antes de começar - I
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
9 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Guest
Guest
02/07/2014 08:04

Valeu, Henrique pelas informações. Acredito também que o matlab tem ferramentas simples e poderosas para simulação de controle discreto. Além disso, auxilia na fase de modelamento e sintonia. A utilização do método de Tustin com as equações de diferenças podem agregar para a construção do projeto. Eu fiz um controle de motor DC com essas ferramentas. Eu indico!!

Marcelo Rodrigo Dos Santos Andriolli
Marcelo Andriolli
25/06/2014 22:51

Parabéns Henrique! Tem um livro bacana chamado Product Design and Development de Karl T. Ulrich e Steven D. Eppinger. Embora não seja desenvolvimento de projetos de produtos de base eletrônica há conceitos e informações relevante sobre o processo como um todo! Recomendo!!

Henrique Frank Werner Puhlmann
Reply to  Marcelo Andriolli
26/06/2014 10:43

Valeu, Marcelo!

Muito boa a dica sobre o livro (e o curso do MIT).

Abraço

trackback
26/01/2015 00:04

[…] De forma resumida, os requisitos funcionais definem o que o sistema deve fazer, ao passo que as qualidades ditam como o sistema deve ser. Esses últimos são a base da arquitetura de software do projeto. Explicar como fazer para elucidar todos os requisitos do projeto não é o objetivo deste artigo. Algumas alternativas são: entrevista com o cliente; análise de negócio; análise do problema, encontrando causas raízes e soluções para tal; estudo se soluções similares; etc. Como base, veja a ótima série Projetos de desenvolvimento: Antes de começar [1] do Henrique Puhlmann [2]. […]

trackback
08/08/2014 08:31

[…] arte de extrair do cliente o que ele realmente quer e necessita: Projetos de Desenvolvimento: antes de começar – Parte I - O que o Cliente […]

trackback
01/08/2014 00:07

[…] arte de extrair do cliente o que ele realmente quer e necessita: Projetos de Desenvolvimento: antes de começar – Parte I - O que o Cliente […]

trackback
10/07/2014 00:29

[…] Projetos de desenvolvimento: antes de começar – I - A arte de extrair do cliente o que ele realmente quer e necessita. […]

trackback
07/07/2014 00:09

[…] Projetos de desenvolvimento: antes de começar – I - A arte de extrair do cliente o que ele realmente quer e necessita; […]

trackback
02/07/2014 00:31

[…] primeira parte dessa série, Projetos de desenvolvimento: antes de começar - I,  foi apresentada a arte de extrair do cliente o que ele realmente quer e necessita. Nessa […]

Talvez você goste:

Séries



Outros da Série

Menu

WEBINAR
 
NVIDIA JETSON – A Inteligência Artificial na palma de sua mão

Data: 08/07 às 14:00h Apoio: Arrow | NVIDIA
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link

WEBINAR
 
Redes Mesh para Monitoramento
e Controle de Sensores

Data: 15/07 às 14:00h Apoio: Artimar| Microchip| Tecsus
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link