Programe a Teensy 3.2 no mbed

Teensy 3.2

A placa Teensy 3.2 é uma solução interessante para prototipagem de aplicações que exigem maior poder de processamento e recursos. Conforme foi apresentado no artigo Conheça a placa Teensy 3.2, possui um microcontrolador ARM Cortex-M4, o MK20DX256VLH7 da NXP. Este microcontrolador da família Kinetis K20 possui uma série de recursos que possibilitam explorar diversas aplicações com a placa Teensy 3.2. Funcionando a 72 MHz, possui 256 KB de memória flash, 64 KB de RAM, 2 KB de EEPROM. Ela também pode ser programada na plataforma Arduino e permite explorar diversos recursos avançados.

Outra alternativa para programação dessa placa é a plataforma mbed da ARM, que possui uma grande comunidade, bibliotecas e RTOS. Neste artigo serão ensinados os primeiros passos com a Teessy 3.2 no mbed.

Primeiros passos com Teensy 3.2 no mbed

A placa Teensy 3.1 foi inserida pela comunidade na plataforma mbed. Por ser compatível com a sua sucessora, a Teensy 3.2, os arquivos gerados pelo mbed funcionam nas duas placas, sem necessidade de modificações.

Dessa forma é possível criar programas no mbed, aproveitando as bibliotecas, recursos e toda a facilidade que a ferramenta proporciona. A pinagem da Teensy é mostrada a seguir:

Pinagem Teensy 3.1 / 3.2 vista pela frente
Figura 1 – Pinagem Teensy 3.1 / 3.2 vista pela frente
Pinagem Teensy 3.1 / 3.2 vista por trás
Figura 2 – Pinagem Teensy 3.1 / 3.2 vista por trás

Antes de iniciar a programação, é necessário incluir a placa ao compilador mbed. Para isso basta acessar a página da Teensy 3.1.

Adicionando a Teensy ao compilador mbed
Figura 3 – Adicionando a Teensy ao compilador mbed

O próximo passo é abrir o compilador mbed e criar um novo projeto:

Criando um novo projeto na Teensy
Figura 4 – Criando um novo projeto na Teensy

O projeto criado não possui template, dessa forma precisamos importar a biblioteca mbed para o projeto. Clicar no botão Import:

Botão Import
Figura 5 – Botão Import

Procure por mbed e selecione a biblioteca mbed na lista, depois a importe para o projeto:

Importando a biblioteca mbed
Figura 6 – Importando a biblioteca mbed

Pronto, agora é só criar um arquivo para inserir o código fonte. Clique com o botão direito na pasta do projeto e selecione New File, será aberta a seguinte janela:

Inserindo um novo arquivo no projeto
Figura 7 – Inserindo um novo arquivo no projeto

Vamos criar um código para piscar o LED presente na placa em intervalos de 0.5 s:

Compile o projeto. Se tudo estiver certo, será iniciado automaticamente o download do .hex gerado. Salve esse arquivo em um diretório de sua preferência.

Para fazer o upload do .hex para a Teensy, é necessário baixar o Teensy Loader.

Baixe o programa e execute. Será aberta a seguinte janela:

Iniciando o Teensy Loader
Figura 8 – Iniciando o Teensy Loader

Conecte a Teensy 3.2 no computador e pressione o botão de reset. O Teensy Loader ficará da seguinte forma:

Placa pronta para o upload
Figura 9 – Placa pronta para o upload

Agora, selecione o arquivo .hex que foi salvo anteriormente:

Carregando o .hex
Figura 10 – Carregando o .hex

Com o arquivo carregado, pressione program. Ao final do download será exibida a seguinte mensagem:

Download finalizado
Figura 11 – Download finalizado

Agora é necessário reiniciar a placa, pressione o Reboot:

Reboot na placa
Figura 12 – Reboot na placa

O programa iniciará automaticamente.

Para um novo download de .hex é necessário apertar o botão de reset da placa e repetir o procedimento apresentado.

*o procedimento apresentado foi testado em uma máquina com Windows 10.

Aprenda mais sobre o mbed

Curso mbed e FRDM KL25Z da NXP

Primeiros passos com a placa LPCXpresso4337 no mbed

Utilizando o acelerômetro e LED RGB da FRDM KL25Z no mbed

mbed OS: Primeiros passos

Website | Veja + conteúdo

Engenheiro, especialista em sistemas embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil.

Também atua no ensino eletrônica e programação. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware.

Com iniciativas como o projeto Franzininho e projetos na área de educação, leva a cultura maker para o Brasil capacitando e incentivando professores e alunos a usarem tecnologia em suas vidas. Participou da residência hacker 2018 no Red Bull Basement.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Comentários:
Notificações
Notificar
guest
2 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Eder Andrade
Eder
04/01/2017 19:31

Mandou bem Fabio!

Fabio_Souza_Embarcados
Fabio_Souza_Embarcados
Reply to  Eder
04/01/2017 22:19

Valeu Eder!

Talvez você goste:

Séries

Menu