Primeiros Passos com WEMOS D1 R1 com ESP8266EX embutido

WEMOS

Com o crescimento de aplicações que exigem, em um único sistema, processamento, memória e conectividade Wifi, a placa WeMos D1 foi desenvolvida para aplicações em campo, com baixo consumo de energia, e em ambientes desfavoráveis, onde pode haver riscos para ação humana ou a acessibilidade é restrita. Isto tudo com as mesmas características e peculiaridades do Arduino Uno, porém, com algumas vantagens. Mostrarei não só as vantagens, mas alguns empecilhos de seu uso. Existem no mercado outras variantes e placas mais potentes deste mesmo fabricante, o que pode ser conferido no site oficial.

 

Xing Ling e não Resolve!? Que Nada!

 

Usei bastante o Arduino Uno como sistema de segurança para Automação Programável. Então apostei para ver se teria problemas com seu uso em campo, como em caixas de proteção contra chuva e ambientes nada favoráveis e de difícil acesso, e atendendo o maior requisito: não falhar!

 

Aplicações como estação meteorológica, que envolve sistemas baseados em tomadas de decisões, como acionamento de relés, medições de valores críticos e envio de dados via Wi-Fi (detalhe, em tempo real) para servidores na nuvem.

 

Percebi que realmente, até em ventania, chuvas intensas e dentro de caixas vedadas, a potência do microcontrolador ESP8266EX deixa meu roteador no quesito sinal bem aquém. A grande desvantagem da placa é possuir somente 1 único pino analógico (grande desvantagem na leitura de vários sensores que exigem pinos analógicos e não digitais). Mas isto pode ser contornado, em parte, usando circuito multiplexador (potenciômetro, por exemplo) para alternar as leituras. Muito usado em eletrônica esta técnica.

 

Plataforma de desenvolvimento de aplicação e Upload do sketch

 

ARDUINO IDE: Como esta placa já está disponível no gerenciador de placas da IDE do Arduino, a maneira simples e fácil de começar é a mesma para quem usa Arduino e similares. Existem muitos outros ambientes de programação mais robustos, mas como ponto de partida e, com a praticidade e agilidade da IDE do Arduino, podemos obter resultados práticos e de forma simples.

 

O que devo fazer na IDE Arduino?

 

O primeiro passo é, na própria IDE, clonar a URL da placa WeMos para que ela seja reconhecida pelo gerenciador de placas. Este procedimento é realizado com um pacote JSON (não é necessário saber a linguagem, servindo apenas para clonar na IDE Arduino via URL). Vale dizer que é necessário para todas as versões, mesmo que a nova IDE já possua na aba do gerenciador de placas a escolha da WeMos D1 R1. Por que? Como todos sabem, algumas bibliotecas não oficiais acabam gerando conflito de hardware e software, e muitas das reclamações que vemos sobre o Sketch ou placa não subir o código não é nada físico, mas o mau hábito de baixar bibliotecas incompletas ou de fontes não confiáveis. Outro ponto, este pacote JSON não suporta somente esta placa, mas várias, o que aumenta mais ainda a velocidade e praticidade para receber e gerenciar estas placas na IDE.

 

Segue abaixo o procedimento:

 

1) URL da placa da comunidade ESP:

http://arduino.esp8266.com/versions/2.4.2/package_esp8266com_index.json

 

(Isso vale para qualquer placa do ESP e são muitas! A vantagem é evitar baixar muitos aplicativos que o iniciante ainda não sabe).

 

 

2) Na IDE Arduino, ir em “Preferências” >> Configurações >> Clonar URL JSON Fornecida acima >> De “Ok”.

 

3) Encerre a IDE do Arduino e vá em “Gerenciador de Placas” >>” esp8266” >> ”Instalar Pacote”. A imagem abaixo demonstra os passos. Já tenho instalado este pacote. Mas se não tiverem na sua IDE, a opção “Instalar” e “Versão” serão exibidas. Escolha a última versão estável e clique em “instalar”. Pronto! Sua IDE reconhecerá a placa e estará pronta para começar.

 

 

 

4) Para encontrar a placa Wemos, reinicie a IDE e siga conforme a imagem abaixo. Terminado! Vamos começar a programar!

 

5) Veja as configurações que podem ser usadas na placa. Bastante recursos que podem ser configurados via IDE.

 

 

Aguarde o próximo artigo, onde mostraremos uma aplicação com webserver, mostrando o acionamento de um relê via HTML.

 

 

Saiba mais

 

Programando o ESP8266 em C no Eclipse

Conectando o ESP8266 no Bluemix IoT

Gravando o ESP8266-01 na IDE Arduino

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Tiago Augusto Torres Moreira
Entusiasta por prototipagem, Analista de sistemas, tendo cursado 2 anos de astronomia na UFRJ, atuo como voluntário no estudo de meteorítica. Por ser Radio-amador e também, notar que na astronomia , sistemas embarcados vem cada vez mais sendo adotados em observatório Robóticos, me dedico em soluções aplicadas na tomada de decisões para fins científicos e amadores. Sendo elas; estações meteorológicas de baixo custo,sistemas de segurança baseados em sensores ambientais, monitoramento na Nuvem e desenvolvimento de aplicativos para estas finalidades. Nas horas livres, me dedico à Filosofia, Escrita e História.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar