Primeiro projeto no Br.ino

Br.ino
Este post faz parte da série Br.ino. Leia também os outros posts da série:

O Arduino possui um LED que está conectado ao Pino 13, em sua placa. Os pinos são Entradas e Saídas eletrônicas do Arduino. Eles são controlados por meio de códigos e são fundamentais para qualquer projeto. Também conhecidos como portas, os pinos são as ferramentas utilizadas para entender o ambiente, por meio da entrada de sinais, ou para atuar sobre ele, por meio da saída de sinais.

Nesta atividade, o Pino 13 será ligado e desligado intermitentemente para que o LED da placa pisque em um intervalo de tempo definido. Em seguida, será conectado um LED externo ao Arduino, controlado por meio do mesmo algoritmo.

O Código

Siga as instruções a seguir para programar seu projeto:

1) Abra a IDE do Br.ino, crie um novo projeto e digite o código a seguir:

2) Conecte seu Arduino ao computador.

3) Abra as ferramentas da IDE e selecione a porta e a placa que você está utilizando.

4) Clique em “Verificar e Carregar”.

OBS: se uma janela solicitando o nome do rascunho aparecer, insira “Piscar”, clique em “OK”.

Espere até o log da IDE (área embaixo do editor) mostrar que o rascunho foi compilado e carregado.

OBS: caso ocorra qualquer erro, verifique o seu código, a placa e a porta serial selecionados.

Depois de carregado, observe o LED da sua placa acender por dois segundos e depois desligar também por dois segundos.

Analisando o código

A primeira linha do código é:

Essa linha é apenas um comentário com o nome do projeto. Ela será ignorada pelo compilador, mas é extremamente importante para a compreensão do código por seres humanos.

A linha seguinte é:

Essa linha cria uma variável do tipo Numero com o nome pinoLed para armazenar o número do pino em que o LED interno do Arduino está conectado.

Logo depois declaramos a função Configuracao:

A função Configuracao() é um dos métodos obrigatórios a todo rascunho Br.ino e é responsável por preparar o necessário para a execução da função Principal.

Neste caso, ela possui apenas uma instrução em seu bloco de código:

Essa linha define o modo do pino do LED(pinoLed), que possui o valor 13, como Saida, ou seja, o Arduino irá emitir, quando ordenado, um sinal elétrico de 0 ou 5 Volts através do pino previamente definido. O método definirModo() do conjunto Pino tem como argumentos o número do pino e o modo, que pode ser Entrada ou, como neste caso, Saida. Depois de executar a configuração, o Arduino inicia o método Principal() que nesse rascunho é:

A função Principal() é o segundo método obrigatório a todo rascunho Br.ino e será repetido enquanto o Arduino estiver ligado. Sua primeira linha é:

O método ligar do conjunto Pino liga o pino fornecido como argumento, no caso pinoLed, que definimos como sendo 13 no começo do código. Quando ligamos uma porta, enviamos 5 volts para ela, e quando desligamos, enviamos 0 volts.

É esperado que o led do Arduino acenda. A linha seguinte é:

A função esperar é um método do Arduino que faz uma “pausa” na execução do código durante o número de milissegundos indicado entre os parênteses, no caso 2000, que equivale a 2 segundos.

Depois de esperar o tempo definido. o Arduino executa a próxima linha:

Se a função ligar fazia com que o pino ligasse, o método desligar faz o contrário e desliga o pino. Ou seja, essa linha irá enviar 0 V pelo pino digital pinoLed, fazendo o LED apagar. Depois disso o código apresenta outra espera de dois segundos e reinicia o método Principal, repetindo-o enquanto o Arduino permanecer ligado.

Agora, antes de demonstrar esse projeto utilizando um LED externo, listamos os materiais necessários para a montagem do hardware, ou seja, a parte física do projeto:

  • Uma placa Arduino;
  • Protoboard;
  • Jumpers;
  • LED;
  • Resistor de 470 Ω (sequência de cores: Amarelo, Lilás, Marrom).

Montando o hardware

Primeiramente, reproduza o circuito abaixo, com seu Arduino desligado. Se necessário, consulte também o diagrama ou esquemático das ligações:

br ino hardware 1
br ino hardware 2

Analisando o hardware

O hardware montado para esse projeto é bem simples. Conectamos à porta 13 do Arduino um resistor de 470 Ω e, ao resistor, um LED que tem sua outra perna conectada ao Ground do circuito.

O resistor é utilizado para provocar uma queda de corrente e tensão no circuito, pois o Arduino envia, em cada porta, quando ligada, 5V de tensão e até 40 mA de corrente e seu LED geralmente utiliza uma corrente de 20 mA e uma tensão abaixo dos 3V.

Conclusão

A iniciativa Br.ino é, antes de mais nada, uma oportunidade. É a chance que muitos têm para descobrir um mundo novo de conhecimento, sem que barreiras como o idioma interfiram no seu aprendizado. Por isso, é muito importante que projetos de democratização da robótica, como linguagens de programação mais acessíveis, metodologias e materiais didáticos inovadores, conectem-se para o bem.

Saiba mais

Nova versão da IDE Arduino disponível

Como programar o Arduino com o Visual Studio Code e PlatformIO IDE

Livro: Aprenda Eletrônica Com Arduino

Outros artigos da série

<< Br.ino – Programar nunca foi tão fácil
Website | Veja + conteúdo

Br.ino é a startup que revolucionará o ensino de robótica no Brasil. Fundada por jovens universitários, a empresa concentra seus esforços no desenvolvimento de ferramentas intuitivas e acessíveis, que melhorem o processo de aprendizagem.

“Nossa missão é romper com o mito de que robótica é um setor para poucos. Trabalhamos todos os dias para que qualquer um possa conhecer mais sobre esse setor tão vasto. O mundo está repleto de boas ideias e nós, da Br.ino, vamos garantir que nenhuma se perca pelo caminho.”
Rafael Mascarenhas
sócio diretor

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Comentários:
Notificações
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Talvez você goste:

Séries



Outros da Série

Menu