Estudante Brasileiro é premiado no Toradex Embedded Design Challenge 2014

Embedded Design Challenge

A Toradex anunciou no dia 18/05/15 os mais recentes vencedores do Embedded Design Challenge em sua edição do segundo semestre de 2014. Entre os ganhadores, o vice campeão é Brasileiro. O concurso é um dos maiores do mundo na área de sistemas embarcados e visa dar aos estudantes e entusiastas de tecnologia do mundo inteiro uma plataforma única para mostrar suas ideias.

Para selecionar os melhores dentre tantas ideias qualificadas e originais, o comitê de seleção enfrentou um grande desafio. Depois de muita análise, o campeão e o vice-campeão foram escolhidos e anunciados no dia 18/05/15 através de cerimônias de premiação. O grande vencedor recebeu o prêmio na sede da Toradex em Horw, Suíça, enquanto o vice foi premiado na cidade de São Paulo, Brasil.

Os critérios de seleção basearam-se no conceito, aplicação e apresentação do projeto. Vinicius Bazan Pinto Fernandes autor do projeto: “Interface Wearable para teleoperação de braços robóticos (WITRA)” foi o vice-campeão da edição do segundo semestre de 2014. Vinicius competiu com intensa concorrência global pela bolsa e o prêmio de vice-campeão do Toradex Embedded Design Challenge. Para mais detalhes sobre o projeto final do Vinicius clique aqui.

Vinicius tem 22 anos de idade, é estudante de Engenharia Mecatrônica da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP) e foi orientado pelo Prof. Dr. Glauco A. P. Caurin.  O WITRA permite ao usuário operar intuitivamente um robô a partir de um local remoto. Ele foi premiado com um certificado e um prêmio em dinheiro de US$ 10.000 pelo Sr. Guilherme Fernandes, Diretor, Toradex Brasil.

Embedded design challenge - Entrega de prêmio
Figura 1: Guilherme Fernandes (esq) entrega cheque simbólico a Vinícius Bazan (dir)

Para comemorar a ocasião, o Sr. Fernandes disse: “Estamos muito satisfeitos com o nível de tecnologia apresentado pelo projeto WITRA. O desafio Toradex é uma plataforma para alunos e outros entusiastas para explorar suas ideias e trazê-los à vida. Além disso o Challenge motiva o empreendedorismo nas universidades. Esperamos receber muitos mais competidores de alta qualidade, como este, nos anos por vir”.

Josafat Piraquive foi declarado o vencedor por seu projeto “Globo-Daq”, um balão de ar quente do sistema de aquisição de dados (DAQ). Ele recebeu um certificado e um prêmio em dinheiro no valor de US$ 20.000.

Veja a seguir o vídeo submetido por Vinicius para o concurso.

Entrevista com Vinicuis, vice campeão do Embedded Design Challenge 2014

Diego: Entrevistarei Vinicius, que ficou em segundo lugar no Embedded Design Challenge da Toradex e farei algumas perguntas sobre o seu projeto. Vinicius, quais foram as suas motivações para participar do Embedded Design Challenge?

Vinicius: A ideia inicial deste projeto surgiu na universidade de Nova York onde eu participei de um intercâmbio, lá a gente discutia bastante sobre wearables e controle de braços robóticos à distância. Lá a gente desenvolveu um projeto de prova de conceito, para verificar se era possível ser feito o projeto. E, de volta ao Brasil, em 2014, ao desenvolver meu TCC eu queria que isso passasse de uma prova de conceito para algo mais robusto e que de fato pudesse se tornar um produto funcional. Foi nesse momento que tive contato com o pessoal da Toradex e fui apresentado ao hardware e ao Embedded Design Challenge da Toradex. Posso dizer então que o Challenge foi um motivador muito grande, foi algo que me deu uma vontade muito grande de participar por saber que era um concurso de constante alimentação. Mensalmente pelo menos eu tinha que trazer updates sobre o projeto e isso me dava uma segurança para ter uma organização de trazer sempre algo novo, ou seja, o projeto não ficaria só no desenvolvimento técnico, e no final apareceria com algo funcional.

Diego: Quais foram os maiores desafios durante o desenvolvimento desse projeto e como você os superou?

Vinicius: Eu posso dizer do meu lado que, enquanto Engenheiro Mecatrônico, eu tenho uma formação um pouco ampla mas eu não tinha um conhecimento específico sobre sistemas embarcados, tanto sobre o conceito quanto utilização de um sistema de tempo real. Um desafio foi aprender a lidar com esse hardware, conforme minha formação, e a maneira pra superar isso foi de fato o suporte que eu tive tanto da equipe do Challenge quanto da equipe de hardware da Toradex, para poder aprender a trabalhar com as SDKs, com as bibliotecas e com o hardware que trazia funcionalidades específicas para o que eu precisava. Quanto aos sensores eu já tinha alguma experiência com projetos anteriores, então o maior desafio foi trazer daquela prova de conceito para algo mais robusto e aprender todas as funcionalidades que essa robustez me daria para poder desenvolver esse projeto.

Diego: E conforme seu resultado, o que você considera que foi o seu maior aprendizado?

Vinicius: Um dos meus maiores aprendizados foi a apresentação do projeto pro público em geral porque como eu disse, na apresentação minha palavra ali era relacionada à intuição e naturalidade. Ao se criar algo que pode ser tão simples de usar, que qualquer pessoa sem conhecimento técnico possa utilizar, é fundamental que a apresentação seja feita de uma maneira simplificada, que não mostre tantos detalhes, a complexidade de seu sistema. É necessário esconder isso do usuário e só deixar evidente a metáfora de controle, oferecendo assim uma maneira simples e intuitiva de trabalhar. Eu diria que isso foi o meu maior aprendizado e, de uma forma geral, um grande aprendizado em termos de projeto de engenharia.

Diego: O que vai ser desse projeto daqui pra frente. Você tem planos pro futuro, já imagina expansão?

Vinicius: Pelo fato desse projeto ter sido desenvolvido em conjunto com o laboratório de manipulação robótica da USP de São Carlos, e também devido ao fato de eu ter a sorte de ter outros companheiros de laboratório de pesquisa que trabalham nessa área, então o meu plano daqui pra frente, neste momento que estou me formando no meu curso de Engenharia Mecatrônica, é trazer outras pessoas interessadas para trabalhar nesse projeto de forma que nós possamos amplificar as suas aplicações. Então, planejamos não ficar somente com as operações de pick and place, mas como também pretendemos levar este projeto para a área de reabilitação robótica, onde há um trabalho bem difundido na USP, como outras aplicações que possam surgir daí.

Diego: Meus parabéns e que você e toda sua equipe tenham muito sucesso em seus novos desafios. 

Sobre o Embedded Design Challenge

O Embedded Design Challenge é uma iniciativa global destinada a estudantes e entusiastas de tecnologia. Os participantes registram as suas ideias e os projetos aprovados ganham um kit de desenvolvimento da Toradex. Os projetos são avaliados por um painel de juízes e os vencedores são selecionados semestralmente. O vencedor do primeiro prémio recebe em dinheiro USD 20.000, já o segundo premiado recebe USD 10.000.

O Toradex Design Challenge foi possível graças ao apoio de nossos parceiros e patrocinadores que estão empenhados em ajudar os alunos abraçar o potencial da tecnologia. Estes parceiros incluem NVIDIA®, Altium®, Ciiva e ARM ®.

O desafio do projeto ainda está em aberto e os alunos são elegíveis para registrar e competir.
Para saber mais, visite: www.challenge.toradex.com

Embedded Design Challenge - Equipe premiada
Figura 2: Esq. p/ Dir.: Raul Muñoz (FAE Toradex), Guilherme Fernandes (CEO Toradex Brasil), Vinícius Bazan (Aluno premiado), Prof. Dr. Glauco A. P. Caurin (Orientador), Prof. Dr. Oscar M. H. Rodriguez (Diretoria EESC / USP)  e Giovanni Bauermeister (FAE Toradex)

Sobre a Toradex

A Toradex é especializada em tecnologia de computação integrada, oferecendo uma ampla gama de módulos altamente miniaturizados de computador, mas com pinos compatíveis com embarcados baseados em processadores ARM, complementados por extenso suporte diretamente dos engenheiros. Fundada em 2003 e sediada em Horw, Suíça, possui escritórios adicionais nos EUA, Vietnã, China, Índia, Japão e Brasil. Para obter mais informações, visite http://www.toradex.com.br

Escritório Brasil

Toradex Brasil Importação e Comércio de Sistemas Eletrônicos Ltda.

Rua Luiz Spiandoreli Neto Nº 60 – Ed. Paineiras, Sala 304  -CEP: 13271570

Valinhos – SP |Brasil |T: +55 19 3327 3738 | [email protected]

 (*) esse post foi patrocinado pela TORADEX

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Notícias » Estudante Brasileiro é premiado no Toradex Embedded Design Challenge 2014
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
1 Comentário
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Dionisio Carvalho
Dionisio carvalho
03/06/2015 09:41

Parabéns! Trabalho admirável

Talvez você goste:

Séries

Menu

WEBINAR
 
BlueNRG-LP – Bluetooth 5.2 de longo alcance para aplicações industriais

Data: 05/11 às 15:00h - Apoio: STMicroelectronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link