Plataforma Ton: Ambiente de Programação

Plataforma Ton

Ton é uma plataforma de desenvolvimento e prototipação baseada no microcontrolador ARM Cortex-M4 32-bit STM32F405. Uma das versões das placas da plataforma Ton possui Bluetooth Low Energy, Wi-Fi, sensores inerciais e carregador de bateria Li-Po. Os detalhes técnicos do hardware foram apresentados no artigo anterior – Ton: nova plataforma de desenvolvimento brasileira.

Com relação ao software, além da API para utilização dos recursos das placas Ton e Ton-Fit, também será fornecido inicialmente suporte ao mbed SDK e ao sistema operacional de tempo real BRTOS (mais detalhes no blog da Ioton).

Neste momento será apresentado como criar um projeto com a plataforma Ton. O ambiente nativo da plataforma será com o editor de texto Atom em conjunto com um package que permite configurar um novo projeto, compilar o código, enviar para a placa e comunicar via USB. Em breve também serão apresentadas maneiras de configurar com outros ambientes (e.g., Eclipse IDE). O desenvolvimento na nuvem por meio do compilador online mbed também encontra-se em estudo.

Montagem:

A seguir o circuito que será utilizado para demonstração.

ioton1

Passo 1 (criar um novo projeto):

Na toolbar da ioton, clicar em “New Project” e selecionar a versão da placa.

ioton2

Passo 2 (seleção dos pinos):

  • Selecionar as funções dos pinos (INPUT, OUTPUT, ADC, PWM, UART, ENC – encoder de quadratura, DAC, I²C, SPI e SDIO).
  • Todos os pinos podem ser configurados como entrada ou saída.
  • Todas as entradas suportam interrupção externa.
  • São 13 pinos de PWM com cinco grupos diferentes (alguns grupos possuem mais de um canal e são diferenciados pelas letras A, B, C e D). Cada grupo pode ser configurado com uma frequência diferente.
  • A resolução do conversor é de 12-bit ou 10-bit. Neste modo a tensão do pino não deve exceder 3,3 V.
  • Características dos periféricos como frequência do PWM, resolução do ADC e habilitar interrupção externa, são ajustadas na aba Advanced.

 

ioton4

Passo 3

  • Caso no passo anterior não seja selecionado nenhum pino, será criado um projeto em branco, do contrário é gerado um template com a inicialização dos periféricos.
ioton3
  • A seguir um código de exemplo para o circuito proposto que controla a intensidade do LED ligado ao pino 13 e o intervalo entre as cores do LED RGB da placa:

Passo 4 (enviar para placa):

Na toolbar da ioton, clicar em “Upload firmware”.

A placa entra em modo bootloader (DFU) automaticamente, transfere o firmware e realiza um reset para executar a aplicação.

ioton6


 

Como apoiar o projeto?

Para tirar o projeto do papel está no ar uma campanha no Catarse. Para cada valor de contribuição (a partir de R$ 10) o apoiador recebe uma recompensa, seja um imã com o modelo 2D da placa, chaveiro da startup, ou até as placas com curso online para um início rápido.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

[wpseo_breadcrumb]
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
1 Comentário
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
DJAMES SUHANKO
17/02/2016 18:34

Mano, que bagulhinho delicioso esse hum? E pelo código, tá bem alto nivel!

Talvez você goste:

Séries

Menu
Privacy Settings saved!
Configurações de Privacidade

Entenda quais dados e informações usamos para ter melhor entrega de conteúdo personalizado para você.

These cookies are necessary for the website to function and cannot be switched off in our systems.

Para usar este site, usamos os seguintes cookies tecnicamente exigidos

  • wordpress_test_cookie
  • wordpress_logged_in_
  • wordpress_sec

Decline all Services
Accept all Services