Nenhum comentário

Como conectar a placa Sierra Wireless MangoH na rede 2G

Neste tutorial vamos mostrar como foi a experiência relativa a conectar uma placa Sierra Wireless MangoH com modem WP8548 à rede 2G da Claro. Fiz um tutorial sobre essa placa para o Embarcados e quem tiver interesse de conhecê-la melhor, pode ser acessar este link. Utilizamos para conectar o conjunto de hardware à rede celular um SIM card da Claro habilitado para 2G, 3G e 4G, além de um PC com Windows 10 e a placa MangoH.

Setup inicial

Começamos o nosso teste instalando o Teraterm para que pudéssemos enviar e receber comandos pela USB, entre o computador e a placa MangoH. Instalamos o Teraterm acessando o seguinte link.

Foi necessário também a instalação dos drivers para que os modens da Sierra funcionassem. Todas as informações necessárias para que o modem funcionasse estão disponíveis neste link, incluindo drivers e tutoriais.

Baixamos o driver para que fosse possível o funcionamento do modem WP8548. Baixamos os Drivers para os módulos Sierra Wireless da série WP75xx/WP76xx/WP77xx/WP8548 - Build 4836 para windows. Acessamos este link para baixar os drivers.

Instalamos em seguida os drivers:

Verificamos que o jumper próximo do conector branco tem que deixar fechadas as posições 2 e 3 e em seguida conectamos o cabo USB no conector mini USB CF3. Em seguida, ligamos a chave PWR_ON e apareceu no Windows a informação que estavam sendo instalados os drivers.

Veja que foram criados 5 novos itens na lista de dispositivos de hardware do Windows:

  • Sierra Wireless LEGATO ETHLink ECM;
  • Sierra Wireless Mobile Broadcom Network Adapter;
  • Sierra Wireless AT Command Port (COM15);
  • Sierra Wireless DM Port (COM13);
  • Sierra Wireless NMEA Port (COM14).

As COMs que foram criadas no PC que utilizamos mudam caso for repetir a experiência com sua placa em outro PC com Windows, Linux ou MAC.

Conectando ao modem e fazendo configurações

Abrimos o TeraTerm com as configurações de comunicação serial 115200 8N1, e utilizamos o comando ati3 para verificar as informações do modem.

Para verificar que a frequência em que o modem estava habilitado, utilizamos o comando at!band=?

Para verificar que o modem não estava conectado, enviamos o comando at+cgdcont?

Para informar a APN da claro ao modem, para que ele possa se conectar à rede, utilizamos o comando at+cgdcont=1,”IP”, “apn.claro.com.br”

Conferimos se havia a necessidade de inserir o PIN ou se o SIM Card estava desbloqueado com o comando at+cpin? e a resposta foi que o SIM Card estava pronto. Então não havia a necessidade de sabermos o PIN para aquele SIM.

Para verificar a qualidade do sinal que chegava até o módulo, utilizamos o comando at+csq e, como estávamos no centro de uma grande cidade, notamos que estava com uma qualidade de sinal alta.

Utilizamos o comando at+creg? para certificar que o módulo não estava mesmo conectado.

Como estávamos utilizando o SIM Card da Claro e acessando a rede Claro, utilizamos o comando at+cops? Para verificar se realmente a rede Claro estava acessível.

Como não estava conectado, nos certificamos que não tem IP válido e não está conectado à internet pelo comando at+cgpaddr=1.

Conexão via Ethernet

Utilizamos o mesmo Teraterm para conectarmos à placa, para que pudéssemos acessar o terminal linux da placa MangoH. Para isso desconectamos da comunicação serial via USB (COM) e conectamos via Ethernet, TCP Port 22, Host 192.168.2.2. A seguir estão dispostas as configurações do Teraterm para conexão Ethernet.

Foi pedida a senha para autenticação no momento da conexão. A senha é em branco por default.

Bom, agora estamos no Legato, no linux que roda na placa MangoH.

Utilizamos o comando cm info para verificar as informações da placa.

Para conectar na operadora Claro no 2G, utilizamos primeiramente o comando cm data para verificar o status de conexão do módulo.

Então em seguida nos autenticamos na rede utilizando o login e senha iguais, claro e claro, para conectar na ERB. O comando que utilizamos foi o cm data auth PAP claro claro.

Para verificar se deu certo, utilizamos o comando cm data. Verifique que o status da conexão está como não conectado.

Em seguida, conectamos com cm data connect&. Para verificar se deu certo, utilizamos o comando cm data novamente. Verifique que o status da conexão está como conectado desta vez.

Verificamos a conectividade com a rede internet. Pingamos 8.8.8.8 -> e deu certo!!! Utilizamos o comando ping 8.8.8.8

É possível verificar quais os processos rodando atualmente no linux Legato com o comando app status. Verifique que é então possível desenvolver a sua aplicação no linux, fazer um script para se conectar à rede e rodar a sua aplicação.

Para mais informações da Placa MangoH

Os dois links a seguir possuem mais informações sobre os comandos e como interfacear com os modens da Sierra. Verifique a documentação e fórum para mais informações.

Source Sierra Wireless

Documentação MongoH

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Comunicações » Como conectar a placa Sierra Wireless MangoH na rede 2G
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Talvez você goste:

Séries

Menu

WEBINAR
 

Soluções inteligentes para acionamento de MOSFETs/IGBTs com família STDRIVE

Data: 08/10 às 15:00h - Apoio: STMicroelectronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link