Como conectar a placa Sierra Wireless MangoH na rede 2G

Neste tutorial vamos mostrar como foi a experiência relativa a conectar uma placa Sierra Wireless MangoH com modem WP8548 à rede 2G da Claro. Fiz um tutorial sobre essa placa para o Embarcados e quem tiver interesse de conhecê-la melhor, pode ser acessar este link. Utilizamos para conectar o conjunto de hardware à rede celular um SIM card da Claro habilitado para 2G, 3G e 4G, além de um PC com Windows 10 e a placa MangoH.

 

Setup inicial

 

Começamos o nosso teste instalando o Teraterm para que pudéssemos enviar e receber comandos pela USB, entre o computador e a placa MangoH. Instalamos o Teraterm acessando o seguinte link.

 

Foi necessário também a instalação dos drivers para que os modens da Sierra funcionassem. Todas as informações necessárias para que o modem funcionasse estão disponíveis neste link, incluindo drivers e tutoriais.

 

Baixamos o driver para que fosse possível o funcionamento do modem WP8548. Baixamos os Drivers para os módulos Sierra Wireless da série WP75xx/WP76xx/WP77xx/WP8548 - Build 4836 para windows. Acessamos este link para baixar os drivers.

 

Instalamos em seguida os drivers:

 

Verificamos que o jumper próximo do conector branco tem que deixar fechadas as posições 2 e 3 e em seguida conectamos o cabo USB no conector mini USB CF3. Em seguida, ligamos a chave PWR_ON e apareceu no Windows a informação que estavam sendo instalados os drivers.

 

Veja que foram criados 5 novos itens na lista de dispositivos de hardware do Windows:

  • Sierra Wireless LEGATO ETHLink ECM;
  • Sierra Wireless Mobile Broadcom Network Adapter;
  • Sierra Wireless AT Command Port (COM15);
  • Sierra Wireless DM Port (COM13);
  • Sierra Wireless NMEA Port (COM14).

 

As COMs que foram criadas no PC que utilizamos mudam caso for repetir a experiência com sua placa em outro PC com Windows, Linux ou MAC.

 

 

 

Conectando ao modem e fazendo configurações

 

Abrimos o TeraTerm com as configurações de comunicação serial 115200 8N1, e utilizamos o comando ati3 para verificar as informações do modem.

 

 

Para verificar que a frequência em que o modem estava habilitado, utilizamos o comando at!band=?

 

Para verificar que o modem não estava conectado, enviamos o comando at+cgdcont?

 

Para informar a APN da claro ao modem, para que ele possa se conectar à rede, utilizamos o comando at+cgdcont=1,”IP”, “apn.claro.com.br”

 

Conferimos se havia a necessidade de inserir o PIN ou se o SIM Card estava desbloqueado com o comando at+cpin? e a resposta foi que o SIM Card estava pronto. Então não havia a necessidade de sabermos o PIN para aquele SIM.

 

Para verificar a qualidade do sinal que chegava até o módulo, utilizamos o comando at+csq e, como estávamos no centro de uma grande cidade, notamos que estava com uma qualidade de sinal alta.

 

Utilizamos o comando at+creg? para certificar que o módulo não estava mesmo conectado.

 

Como estávamos utilizando o SIM Card da Claro e acessando a rede Claro, utilizamos o comando at+cops? Para verificar se realmente a rede Claro estava acessível.

 

Como não estava conectado, nos certificamos que não tem IP válido e não está conectado à internet pelo comando at+cgpaddr=1.

 

 

Conexão via Ethernet

 

Utilizamos o mesmo Teraterm para conectarmos à placa, para que pudéssemos acessar o terminal linux da placa MangoH. Para isso desconectamos da comunicação serial via USB (COM) e conectamos via Ethernet, TCP Port 22, Host 192.168.2.2. A seguir estão dispostas as configurações do Teraterm para conexão Ethernet.

 

 

 

 

Foi pedida a senha para autenticação no momento da conexão. A senha é em branco por default.

 

 

Bom, agora estamos no Legato, no linux que roda na placa MangoH.

 

Utilizamos o comando cm info para verificar as informações da placa.

 

 

Para conectar na operadora Claro no 2G, utilizamos primeiramente o comando cm data para verificar o status de conexão do módulo.

 

Então em seguida nos autenticamos na rede utilizando o login e senha iguais, claro e claro, para conectar na ERB. O comando que utilizamos foi o cm data auth PAP claro claro.

 

Para verificar se deu certo, utilizamos o comando cm data. Verifique que o status da conexão está como não conectado.

 

Em seguida, conectamos com cm data connect&. Para verificar se deu certo, utilizamos o comando cm data novamente. Verifique que o status da conexão está como conectado desta vez.

 

Verificamos a conectividade com a rede internet. Pingamos 8.8.8.8 -> e deu certo!!! Utilizamos o comando ping 8.8.8.8

 

 

É possível verificar quais os processos rodando atualmente no linux Legato com o comando app status. Verifique que é então possível desenvolver a sua aplicação no linux, fazer um script para se conectar à rede e rodar a sua aplicação.

 

 

Para mais informações da Placa MangoH

 

Os dois links a seguir possuem mais informações sobre os comandos e como interfacear com os modens da Sierra. Verifique a documentação e fórum para mais informações.

 

Source Sierra Wireless

Documentação MongoH

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Thiago Lima
Sou formado em Engenharia Elétrica na USP Sao Carlos, com mestrado em Engenharia Elétrica no Rochester Institute of Technology pelo CsF. Tenho 17 anos de experiência em projetos de circuitos eletrônicos. Escrevo regularmente para o Embarcados, adoro eventos sobre tecnologia, onde posso rever amigos e conhecer pessoas do ramo.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar