Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica

patente

Não raro, ao iniciar um projeto, surge a necessidade de obter embasamento teórico e de conhecer assuntos e soluções relacionadas ao que será desenvolvido. Ou seja, inicia-se um processo de revisão bibliográfica. 

Neste sentido é comum recorrer ao google e a bases de artigos da área que se quer estudar (IEEE explore, por exemplo). No entanto, algo que poucas pessoas pensam é incluir documentos de patente em suas pesquisas.

Apesar do que se “prega”, a patente deve ser um documento para disseminar conhecimento, em vez de restringi-lo. Um dos pré-requisitos para o aceite de uma patente é que o documento seja desenvolvido e seja suficientemente claro, de modo que qualquer pessoa minimamente capacitada na área de aplicação da patente tenha capacidade de reproduzir o invento. Outro pré-requisito é que o invento deve apresentar algo novo em relação ao que já existe e devem ser explícitas as vantagens do uso de certo invento em relação ao que já é utilizado. Estes dois pré-requisitos deixam claro que um documento de patente deverá estar recheado de informações técnicas, fórmulas matemáticas (se for o caso), desenhos (se for o caso), exemplo de aplicação da tecnologia, vantagens da utilização de certa técnica em relação a outras e, eventualmente, exemplos métodos para a implementação do invento patenteado. E são estas informações que dão o embasamento necessário para diversos trabalhos, inclusive em dissertações e teses.

Convencido da utilidade dos documentos de patente, como encontrá-los? Para encontrá-los faremos um processo chamado busca de patentes (o processo de busca avançado possui diversas técnicas e é bastante interessante, para quem quiser se aprofundar), que é basicamente googlear nos sites certos.

Por hora vou citar dois sites que devem a maior parte das necessidades:

  • www.google.com/patents: Serviço provido pelo Google em parceria com escritórios de patentes de diversos locais do mundo (entre eles China, Europa [EPO], Estados Unidos [USPTO] e Japão). Faz a busca de patentes nestas bases de dados seguindo o padrão Google de qualidade, facilitando a correlação de palavras-chave, etc. A desvantagem é que sua base não contempla patentes que sejam exclusivamente brasileiras.
  • Site do INPI – Pesquisa Base Patentes: Serviço provido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), indexa patentes depositadas no Brasil e permite busca de palavras-chave por título, resumo, nome do inventor e nome do depositante (normalmente uma empresa), por exemplo.

Além do motivo principal exposto acima, ainda pode ser interessante a busca de patente para os seguintes fins:

  • Fundamentar decisões de investimento (compra de empresas e tecnologias);
  • Conhecer alternativas técnicas para o que já está sendo feito;
  • Verificar tendências de mercado e tecnologias emergentes;
  • Definir potenciais rotas para melhoramento e desenvolvimento de produtos.

Na linha específica para sistemas embarcados podemos pensar na utilização de patentes como uma alavanca em diversos projetos, principalmente de produtos, facilitando a compreensão do funcionamento de equipamentos concorrentes, ou mesmo trazendo novas ideias para as implementações.

Apenas como exemplo segue uma patente de um brasileiro que propôs um sistema automático e programável para a alimentação de animais domésticos: Alimentador de animais automático programável, de Edson Luiz Viana (MG) . Este pode ser um ponto de partida pra quem quer alimentar seus cachorros e ainda sim viajar com a família!

Pra descontrair veja esse artigo de curiosidade sobre patentes: As 15 patentes mais aleatórias e sinistras já registradas – TecMundo.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

[wpseo_breadcrumb]
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
7 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
06/07/2015 16:02

[…] the technical article published on the site Embarcados, “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, it is also presented the importance of the patent as a source of information both for the […]

trackback
06/07/2015 15:45

[…] the technical article published on the site Embarcados, “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, it is also presented the importance of the patent as a source of information both for the […]

trackback
17/07/2014 14:02

[…] algum tempo foram publicados no blog embarcados artigos falando sobre o uso de patentes como auxílio a revisão bibliográfica e da importância do uso de patentes em projetos de desenvolvimento,inclusive no mundo de […]

trackback
14/07/2014 00:03

[…] algum tempo foram publicados aqui no embarcados artigos falando sobre o uso de patentes como auxílio a revisão bibliográfica e da importância do uso de patentes em projetos de desenvolvimento, inclusive no mundo de sistemas […]

trackback
11/07/2014 16:22

[…] de Desenvolvimento: antes de começar (Parte II) do blog do Engº Puhlmann, e no artigo Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica publicado aqui no Embarcados. Aqui vamos nos aprofundar um pouco nesse assunto e mostrar a sua […]

trackback
10/07/2014 09:10

[…] artigo técnico “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, também é apresentada a importância da patente como fonte de informação tanto para a […]

trackback
03/07/2014 09:46

[…] artigo técnico publicado no site Embarcados,  “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, também é apresentada a importância da patente como fonte de informação tanto para a […]

Talvez você goste:

Séries

Menu
Privacy Settings saved!
Configurações de Privacidade

Entenda quais dados e informações usamos para ter melhor entrega de conteúdo personalizado para você.

These cookies are necessary for the website to function and cannot be switched off in our systems.

Para usar este site, usamos os seguintes cookies tecnicamente exigidos

  • wordpress_test_cookie
  • wordpress_logged_in_
  • wordpress_sec

Decline all Services
Accept all Services