Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica

patente

Não raro, ao iniciar um projeto, surge a necessidade de obter embasamento teórico e de conhecer assuntos e soluções relacionadas ao que será desenvolvido. Ou seja, inicia-se um processo de revisão bibliográfica. 

Neste sentido é comum recorrer ao google e a bases de artigos da área que se quer estudar (IEEE explore, por exemplo). No entanto, algo que poucas pessoas pensam é incluir documentos de patente em suas pesquisas.

Apesar do que se "prega", a patente deve ser um documento para disseminar conhecimento, em vez de restringi-lo. Um dos pré-requisitos para o aceite de uma patente é que o documento seja desenvolvido e seja suficientemente claro, de modo que qualquer pessoa minimamente capacitada na área de aplicação da patente tenha capacidade de reproduzir o invento. Outro pré-requisito é que o invento deve apresentar algo novo em relação ao que já existe e devem ser explícitas as vantagens do uso de certo invento em relação ao que já é utilizado. Estes dois pré-requisitos deixam claro que um documento de patente deverá estar recheado de informações técnicas, fórmulas matemáticas (se for o caso), desenhos (se for o caso), exemplo de aplicação da tecnologia, vantagens da utilização de certa técnica em relação a outras e, eventualmente, exemplos métodos para a implementação do invento patenteado. E são estas informações que dão o embasamento necessário para diversos trabalhos, inclusive em dissertações e teses.

Convencido da utilidade dos documentos de patente, como encontrá-los? Para encontrá-los faremos um processo chamado busca de patentes (o processo de busca avançado possui diversas técnicas e é bastante interessante, para quem quiser se aprofundar), que é basicamente googlear nos sites certos.

Por hora vou citar dois sites que devem a maior parte das necessidades:

  • www.google.com/patents: Serviço provido pelo Google em parceria com escritórios de patentes de diversos locais do mundo (entre eles China, Europa [EPO], Estados Unidos [USPTO] e Japão). Faz a busca de patentes nestas bases de dados seguindo o padrão Google de qualidade, facilitando a correlação de palavras-chave, etc. A desvantagem é que sua base não contempla patentes que sejam exclusivamente brasileiras.
  • Site do INPI - Pesquisa Base Patentes: Serviço provido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), indexa patentes depositadas no Brasil e permite busca de palavras-chave por título, resumo, nome do inventor e nome do depositante (normalmente uma empresa), por exemplo.

Além do motivo principal exposto acima, ainda pode ser interessante a busca de patente para os seguintes fins:

  • Fundamentar decisões de investimento (compra de empresas e tecnologias);
  • Conhecer alternativas técnicas para o que já está sendo feito;
  • Verificar tendências de mercado e tecnologias emergentes;
  • Definir potenciais rotas para melhoramento e desenvolvimento de produtos.

Na linha específica para sistemas embarcados podemos pensar na utilização de patentes como uma alavanca em diversos projetos, principalmente de produtos, facilitando a compreensão do funcionamento de equipamentos concorrentes, ou mesmo trazendo novas ideias para as implementações.

Apenas como exemplo segue uma patente de um brasileiro que propôs um sistema automático e programável para a alimentação de animais domésticos: Alimentador de animais automático programável, de Edson Luiz Viana (MG) . Este pode ser um ponto de partida pra quem quer alimentar seus cachorros e ainda sim viajar com a família!

Pra descontrair veja esse artigo de curiosidade sobre patentes: As 15 patentes mais aleatórias e sinistras já registradas - TecMundo.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Conceito de Engenharia » Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
7 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
06/07/2015 16:02

[…] the technical article published on the site Embarcados, “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, it is also presented the importance of the patent as a source of information both for the […]

trackback
06/07/2015 15:45

[…] the technical article published on the site Embarcados, “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, it is also presented the importance of the patent as a source of information both for the […]

trackback
17/07/2014 14:02

[…] algum tempo foram publicados no blog embarcados artigos falando sobre o uso de patentes como auxílio a revisão bibliográfica e da importância do uso de patentes em projetos de desenvolvimento,inclusive no mundo de […]

trackback
14/07/2014 00:03

[…] algum tempo foram publicados aqui no embarcados artigos falando sobre o uso de patentes como auxílio a revisão bibliográfica e da importância do uso de patentes em projetos de desenvolvimento, inclusive no mundo de sistemas […]

trackback
11/07/2014 16:22

[…] de Desenvolvimento: antes de começar (Parte II) do blog do Engº Puhlmann, e no artigo Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica publicado aqui no Embarcados. Aqui vamos nos aprofundar um pouco nesse assunto e mostrar a sua […]

trackback
10/07/2014 09:10

[…] artigo técnico “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, também é apresentada a importância da patente como fonte de informação tanto para a […]

trackback
03/07/2014 09:46

[…] artigo técnico publicado no site Embarcados,  “Uso de busca de patentes como apoio à revisão bibliográfica“, também é apresentada a importância da patente como fonte de informação tanto para a […]

Talvez você goste:

Séries

Menu

WEBINAR
 
Debugging
em Linux embarcado

 

Data: 30/09 às 19:30h - Apoio: Mouser Elecctronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link