ODROID-C1+ disponível para compra por US$ 37

ODROID-C1+

Seja para uso pessoal, hobbyista ou comercial, temos visto muitas placas/kits sendo desenvolvidos nos últimos anos. Vide a família de placas Raspberry Pi, BeagleBone Black, Arduino, Wandboard, ODROID, etc. A Hardkernel, empresa que desenvolve as placas ODROID, está com uma novidade, a ODROID-C1+, por US$ 37!

Veja nas Figuras 1 e 2 os detalhes e diagrama de blocos da ODROID-C1+.

ODROID-C1+ Board Detail
Figura 1 - Detalhes da placa ODROID-C1+
ODROID-C1+ Block diagram
Figura 2 - Diagrama de blocos da placa ODROID-C1+

E a ODROID-C1?

A ODROID-C1, modelo anterior, foi criada para competir com a Raspberry Pi 2, que tinha saído do mundo "One-Core" para o "Quad-Core", com seu microprocessador da Broadcom. A Hardkernel desenvolveu uma placa também Quad-Core, mas com características mais interessantes, principalmente com relação a processamento. Mas com relação a preço estavam iguais, a $35.

Com o lançamento da versão ODROID-C1+, o primeiro modelo foi descontinuado. Isso é algo a se considerar quando uma placa é usada para fins comerciais. Um outro caso, também da Hardkernel, foi com relação à placa ODROID-U3, descontinuada e substituída pela ODROID-XU4. Um ponto positivo é que elas estão sendo evoluídas, o que considero muito.

Confira o Editorial Uso de kits comerciais para desenvolvimento de produtos para entender o que o Embarcados considera e acredita com relação ao uso dessas placas em geral.

Bem, antes do que trabalhar no que há de diferente, vamos ao que é igual. Foi usado o mesmo processador, o Quad-Core Amlogic S805, a mesma GPU Mali e o mesmo armazenamento (SDRAM e conectores MicroSD e eMMC).

O que há de diferente na ODROID-C1+?

Algumas boas mudanças foram realizadas:

HDMI

Foi substituído o conector micro HDMI Tipo D por um conector HDMI padrão Tipo A. Isso evita que seja providenciado um adaptador para o conector Tipo D para conexão com monitores HDMI. Além disso, foi adicionado o suporte a CEC.

Compatibilidade com microSD card

A compatibilidade com microSD cards foi expandida, visto que o suporte de dispositivos desse tipo pela placa ODROID-C1 era limitado e o uso de cartões não compatíveis poderiam causar boot lento ou mesmo a não inicialização do sistema.

Alimentação pela porta USB OTG

Na placa ODROID-C1 já era possível usar a porta USB OTG, com pequenas modificações, para alimentação. Na ODROID-C1+ essa mofificação já é padrão.

I2S

Os sinais I2S são agora dispostos num conector de 7 pinos na placa, sendo possível o uso de um conversor Digital-Analógico (DAC) externo.

Especificações técnicas

  • CPU Amlogic ARM® Cortex®-A5 (ARMv7) 1,5 GHz Quad-Core;
  • GPU Mali™-450 MP2 (OpenGL ES 2.0/1.1 habilitado para Linux e Android);
  • 1 GB DDR3 SDRAM;
  • Conector HDMI Tipo A;
  • Porta Gigabit Ethernet;
  • Conector de 40 pinos GPIO;
  • Conector I2S de 7 pinos;
  • eMMC 4.5 HS200 Flash Storage slot / UHS-1 SDR50 MicroSD Card slot;
  • 4 portas USB 2.0 Host;
  • 1 porta USB OTG (alimentação + dados);
  • Receptor Infravermelho (IR);
  • Incluso um heat sink na placa.

Sistemas operacionais suportados

As imagens Ubuntu e Android OS disponibilizadas para a ODROID-C1 são compatíveis com a nova placa. Para download, clique aqui.

Se você quiser se aventurar em criar sua própria distribuição Linux, também é possível, tanto com Buildroot quanto com Yocto! Utilize o kernel deste repositório (branch odroidc-3.10.y) e o U-boot tem que ser este aqui (branch odroidc-v2011.03). A compilação do bootloader gera três arquivos importantes:

Esses  devem ser utilizados para gerar e usar na imagem final.

Para comprar a placa, acesse este link.

Conclusões

A ODROID-C1+ tem um hardware impressionante que vale a pena testar, e já possui um conector serial pronto para depuração, comum nas placas da Hardkernel. E vocês? Já usaram essa placa? Contem suas histórias!

Até a próxima!

Referências

http://www.hardkernel.com/main/products/prdt_info.php?g_code=G143703355573

http://www.cnx-software.com/2015/08/11/odroid-c1-plus/#ixzz3ikZLGSEr

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Henrique Rossi
Engenheiro eletricista com ênfase em eletrônica e pós-graduado em Engenharia de Software. Comecei um mestrado, mas o interrompi. Especialista na área de sistemas embarcados, com mais de 12 anos de experiência em desenvolvimento de firmware (sistemas baremetal e baseados em RTOS) e Linux Embarcado. Atualmente sou administrador do site Embarcados, trabalho num fabricante de Set-Top Box e atuo como consultor/desenvolvedor na área de sistemas embarcados.

2
Deixe um comentário

avatar
 
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Henrique RossiEduardo Castellani Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Henrique Rossi
Visitante

Olá Eduardo,

O kernel e aplicativos GNU são open-source. Para montar uma imagem própria, ou mesmo usar uma imagem disponível no site, não tem custos, até onde eu sei.

Se quiser usar aplicativos proprietários ou drivers comerciais, aí envolve suas respectivas licenças.

Eduardo Castellani
Visitante
Eduardo Castellani

Seria interessante no meu caso, para rodar videos e internet no meu prototipo, mas pergunto se é opem soucer?