Novas (super) placas da família Arduino Nano

Arduino Nano

Semana passada durante a Maker Faire Bay Area foram apresentadas 4 novas placas da família Arduino Nano.

 

As placas, assim com as MKRs apresentadas recentemente, possuem foco em aplicações IoT e trazem recursos interessantes para prototipagem:

 

A seguir vou apresentar os detalhes de cada uma.

 

Arduino Nano Every

 

A Arduino Nano Every é a placa de entrada da nova família. Ela vem com um microcontrolador AVR, o ATmega4809 da Microchip. Esse foi o primeiro microcontrolador a suportar a tecnologia Core Independent Peripherals (CIP), da Microchip. Ela ainda vem com um ARM Cortex M0, o ATSAMD11, responsável pela comunicação USB.


Resumo dos recursos da Arduino Nano Every

 

  • Microcontrolador AVR (8 bits) – Microchip ATMega4809 operando em até 20 MHz com 48 KB flash, 6 KB SRAM, 256 Bytes EEPROM;
  • conversor USB para Serial via o microcontrolador ATSAMD11D14A;
  • 30 pinos de expansão com:
    • GPIO, SPI, I2C, USART, PWM, ADC, DAC;
    • Reset;
    • e pinos de alimentação (+5V, +3.3V, GND, Vin, AREF, …).

 

Arduino Nano 33 IoT

 

Diferentemente da Nano Every, a Nano 33 IoT é baseada em um ARM Cortex M0, o ATSAMD21 da Microchip e vem com um módulo da u-blox com ESP32, fornecendo assim Wi-Fi e Bluetooth. Ela ainda vem com IMU de 6 eixos e chip de criptografia.

Resumo de recursos da Arduino Nano 33 IoT

 

  • Microcontrolador – Microchip SAMD21G18A Arm Cortex-M0+ microcontroller operando em até 48 MHz com 256 KB Flash, 32 KB SRAM;
  • Módulo Wireless u-blox – NINA W102 ESP32 WiFI + Bluetooth conectado ao SAMD21 através de barramento SPI e porta Serial;
  • 30 pinos de expansão com:
    • GPIO, SPI,I2C, USART, PWM, ADC,DAC;
    • Reset;
    • e pinos de alimentação (+5V, +3.3V, GND, Vin, AREF, …).
  • Sensores: Acelerômetro e giroscópio;
  • HW Security – Microchip ATECC608A cryptochip;
  • Debugging – Via USB e SWD.

Arduino Nano 33 BLE

 

A Arduino Nano 33 BLE não possui um microcontrolador da Microchip, como costumamos ver nas placas Arduino. Ela vem com um módulo da u-blox, o NINA B306. Esse módulo é baseado no nRF52840, da Nordic, que possui um ARM cortex M4 e suporte a BLE. Ela também vem com uma IMU.

Resumo de recursos da Arduino Nano 33 BLE

 

  • Módulo Wireless – U-blox NINA B306 que possui o microcontrolador ARM Cortex M4F, o nRF52480 operando em até 64 MHz, com 1 MB de Flash, 256 KB de RAM e Bluetooth 5.0 LE;
  • 30 pinos de expansão com:
    • GPIO, SPI, I2C, USART, PWM, ADC, DAC;
    • Reset;
    • e pinos de alimentação (+3.3V, GND, Vin, AREF, …);
  • Sensores: Acelerômetro, giroscópio e magnetômetro;
  • Debugging – Via USB e SWD.

 

Arduino Nano BLE Sense

 

A Nano BLE Sense é similar a Nano 33 BLE, possuindo o mesmo módulo Wireless, o NINA B306. Ela possui uma grande quantidade de sensores com o foco em sensoriamento ambiental e interface humana. Ela também traz um chip de criptografia.

Resumo de recursos da Arduino Nano BLE Sense

 

  • Módulo Wireless – U-blox NINA B306 que possui o microcontrolador ARM Cortex M4F, o nRF52480 operando em até 64 MHz, com 1 MB de Flash, 256 KB de RAM e Bluetooth 5.0 LE;
  • 30 pinos de expansão com:
    • GPIO, SPI, I2C, USART, PWM, ADC, DAC;
    • reset;
    • e pinos de alimentação (+3.3V, GND, Vin, AREF, …);
  • Sensores – acelerômetro, giroscópio, magnetômetro, temperatura, pressão, umidade, luz, cor, gestos, microfone digital;
  • HW Security – Microchip ATECC608A cryptochip;
  • Debugging – Via USB e SWD.

Essa nova geração de placas Arduino Nano possibilitará a prototipagem rápida de soluções IoT aproveitando o ecossistema Arduino. São compatíveis com Arduino IoT Cloud e podem ser soldadas diretamente em uma placa, como um módulo.

 

As placas estão em pré venda na loja Arduino e custam a partir de $9,90.

 

O que achou das novas placas Arduino Nano?

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Fábio Souza
Engenheiro, especialista em sistemas embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil. Também atua no ensino eletrônica e programação. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware.Com iniciativas como o projeto Franzininho e projetos na área de educação, leva a cultura maker para o Brasil capacitando e incentivando professores e alunos a usarem tecnologia em suas vidas. Participou da residência hacker 2018 no Red Bull Basement.

7
Deixe um comentário

avatar
 
3 Comment threads
4 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Fábio SouzaPedro Souza PintoMatheus RirothoJoao Ricardo BrandtAlberto Dib Filho Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Pedro Souza Pinto
Visitante
Pedro Souza Pinto

Mais um grande sucesso, com certeza.
Parabéns.

Matheus Rirotho
Visitante
Matheus Rirotho

Muitoo legal a matéria, estou abrindo o site quase todos os dias para ler as notícias

Alberto Dib Filho
Visitante
Alberto

Desculpe minha ignorância, mas microcontroladores ATmega não são da Atmel???
O que tem a ver a Microchip nesses casos???

Obrigado.

Alberto.

Joao Ricardo Brandt
Visitante
Joao Ricardo Brandt

Bom dia Alberto.
Veja esta noticia...

Microchip anuncia compra da Atmel