Plataformas e módulos IoT Internet das Coisas – Parte II

módulos iot
Este post faz parte da série Plataformas e módulos IoT Internet das Coisas. Leia também os outros posts da série:

WRTnode

fig1iot
Figura 1 – WRTnode

Considerado uma adaptação melhorada do VoCore e do AsiaRF, pelo fato de possuir um SoC com frequência de operação maior e pinos com espaçamento 2.54mm, o WRTnode é outra obra de arte chinesa. Diferentemente dos outros dois anteriores, não foi fruto de crowdfunding.

Suas características principais são:

  • SoC MediaTek MY7620N MIPS de 600 MHz;
  • Memória RAM de 64 DDR2;
  • 16 de memória SPI Flash;
  • 23 GPIOs, conexões JTAG, UART, USB Host 2.0 e USB micro para device;
  • Dimensões: 45mm x 50mm;
  • Linux OpenWRT;
  • Site do projeto: WRTnode;
  • $ 25,00 no SeeedStudio com placa-base de desenvolvimento.
fig2iot
Figura 2 – WRTNode

A empresa responsável pretende fornecer também toda uma gama de soluções complementares ao módulo WRTnode, incluindo uma SDK voltada para IoT usando REST, além de um shield padrão que destaca as conexões USB e rede ethernet, como mostrado na Figura 2, um kit de robótica como mostrado na Figura 3, além de módulos chamados UIXO, que permitem incorporar periféricos como sensores de temperatura e umidade como o DHT11, e sensores de distância como o HC-SR04. A empresa também destaca que futuramente fornecerão um kit para quadcópteros. Além disso, todo o projeto é opensource e está disponível no GitHub.

rsz two weeled robot with wrtnode
Figura 3 – Kit de robótica para WRTnode

No site da empresa e em outros links, percebe-se o destaque que os criadores dão com relação à visão computacional, pelo fato de o módulo já vir com suporte de fábrica à OpenCV 2.4.8 e aplicações de demonstração usando OpenCV. E também destacam a presença do gcc e bin-utils para MIPS no firmware padrão. 

Demonstrando as funcionalidades com a biblioteca OpenCV para o módulo, segue um vídeo de demonstração de um braço robótico capturando moedas, controlado pela WRTnode:

ESP8266

É um módulo que apareceu com grande surpresa no mercado recentemente, tanto pelo seu tamanho, e muito mais pelo seu preço (cerca de $ 5,00 na AliExpress).

fig3iot
Figura 4 – ESP8266

Ao comprar o produto, o vendedor envia um datasheet (em chinês), contento guia de instrução, uso e configuração do módulo. Basicamente, ele faz uso de comandos seriais AT para configurar os modos de operação WiFi, ver status da conexão, realizar as conexões, dentre outras funcionalidades, o que o torna uma mão na roda em projetos microcontrolados dado a facilidade de então incorporar conectividade WiFi ao projeto, com um preço bem baixo, bastando o uso dos tradicionais RX/TX!

 Basicamente o ESP8266 é composto por:

  • SoC ESP8266 32-bits com a suporte a WiFI 802.11 b/g/n e interfaces SDIO, SPI, UART e I2S;
  • WiFi com suporte a criptografias WEP, TKIP, AES e conexão direta ponto-a-ponto;
  • Pinos de conexões: GND, VCC, RX e TX, o restante é NC;
  • Dimensões: 21mm x 11mm;
  • Consumo em standby: < 1,0mW.

Link para compra no AliExpress.

Outros Módulos IoT

Encerra-se aqui a Parte 2 de Módulos IoT, voltados para Internet das Coisas, ou “Internet of Things”, em inglês.

Como percebemos, a tendência é que a maioria das placas sejam módulos pequenos, com destaque para conexão sem fio WiFi 802.11, baixo consumo de energia, e baixo preço.

Há mais alguns colegas nessa onda, como o Arduino Yún e o Intel Edison, que dados os seus “fatores de impacto”, são abordados em artigos exclusivos. Confira meu artigo sobre o Intel Edison no Embarcados.

Referências

Figura 1 – http://wrtnode.com/

Figura 2 – http://wrtnode.com/

Figura 3 – http://www.intorobotics.com/comes-25-open-source-hardware-openwrt-wi-fi-module-wrtnode/

Figura 4 – http://www.cnx-software.com/2014/08/28/esp8266-wifi-serial-module-costs-just-5/

Outros artigos da série

<< Plataformas e módulos IoT Internet das Coisas – Parte I
Website | Veja + conteúdo

Graduado em Engenharia de Computação com ênfase em Sistemas Embarcados pela USP, campus São Carlos, possui MBA em gestão de TI pela UNIFRAN e Mestrado em Ciências pela EESC-USP. Atua como Team Leader na PST Electronics - Pósitron, sendo também professor de pós-graduação e instrutor de cursos na área de sistemas embarcados. Como hobby, gosta de programar tudo que pode ser programado, escovando bits sempre ao lado de um bom café. Gosta de compartilhar seu conhecimento por meio de palestras, e publicando artigos como colaborador dos sites Embarcados e FilipeFlop. Em 2018 foi premiado como Microsoft Most Valuable Professional em Azure IoT pela Microsoft.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Comentários:
Notificações
Notificar
guest
5 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel Gomes
Gabriel Gomes
22/09/2014 15:18

Muito interessante o ESP8266!!! Vai se encaixar perfeitamente em um projeto que estou desenvolvendo

Wanderson Frois
Wanderson A Frois
18/08/2016 23:26

Excelente Post, Sugiro também dar uma olha no módulo da Hi-Link modelo HLK-M30, que tem o mesmo custo do ESP8266 e também aceita comando AT. Segue o link para analise: http://www.hlktech.net/product_detail.php?ProId=50. Sobre distribuidores.

trackback
01/06/2015 01:25

[…] No próximo artigo serão abordados os módulos WRTNode, xWifi e ESP8266. […]

trackback
28/05/2015 00:12

[…] https://www.embarcados.com.br/novas-plataformas-e-modulos-iot-2/  Novas plataformas e módulos IoT – Parte II por André Curvello. Esta obra está sob a licença […]

trackback
07/10/2014 00:14

[…] placas Linux voltadas para a Internet das Coisas, como já comentado nos meus artigos [10] e [11]. É um SoC de arquitetura MIPS, de baixo consumo e baixo […]

Talvez você goste:

Séries



Outros da Série

Menu