Conheça a LoFive - Placa open hardware com o FE310G da SiFive

lofive-destaque

O movimento open hardware está cada vez mais forte, e a cada dia surgem novas iniciativas. Uma delas é a RISC-V, criada com o objetivo de desenvolver um processador de alto desempenho com código aberto, e disponível para diversas aplicações. A primeira aplicação comercial do core RISC-V foi o FE310G, desenvolvido pela SiFive, que deu origem à placa de desenvolvimento HiFive1. Como era de se esperar, outras placas baseadas no FE310G estão sendo desenvolvidas pela comunidade. Recentemente, Michael Welling publicou no hackster.io o projeto LoFive, uma pequena placa usando a arquitetura RISC-V. A placa possui um form factor para uso em protoboard, como exibido na imagem a seguir:

 

Placa LoFive no Protoboard
Figura 1 - Placa LoFive no Protoboard

 

O projeto é open hardware e está disponível no github do desenvolvedor. A seguir é  apresentado o seu esquemático, desenvolvido no KiCad:

 

Esquemático da LoFive
Figura 2 - Esquemático da LoFive

 

Características da placa LoFive:

  • MCU – SiFive Freedom E310 (FE310) 32-bit RV32IMAC;
  • Memória Flash SPI de 128-Mbit (ISSI IS25LP128);
  •  28 pinos pinos de expansão –  JTAG, GPIO, PWM, SPI, UART, 5V, 3.3V e GND;
  • Alimentação – 5V;
  • Tensão de funcionamento: 3.3 V e 1.8 V.

 

Uma excelente iniciativa do Michael Welling para a comunidade open hardware.

 

Se você quer conhecer mais sobre o RISC-V e o FE310G, recomendo a série de artigos escrita pelo Fábio Pereira:  FE310G: Um microcontrolador open source

 

Caso tenha interesse em aprender sobre o KiCad, confira a série  KICAD, escrita por Luis Claudio Gambôa Lopes.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Fábio Souza
Engenheiro com experiência no desenvolvimento de projetos eletrônicos embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil. Também atua no ensino eletrônica e programação pelo Brasil. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware, como o projeto Franzininho Participou da residência hacker 2018 no Redbull Basement. Quando não está ministrando palestras, cursos ou workshops, dedica seu tempo “escovando bits” ou projetando placas eletrônicas.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar