Linkit Smart Duo 7688 - Overview e expansão de memória

Linkit Smart Duo 7688

A Seeed Studio tem se destacado como fabricante de placas muito interessantes no mundo embedded e IoT, se tornando um nome bem conhecido tanto no mundo profissional quanto no mundo maker. Dentre seus produtos, destaca-se a Linkit Smart Duo 7688, uma placa de pequenas dimensões físicas e que reúne uma gama de recursos interessantes para projetos IoT de complexidades diversas.

 

Neste artigo será feito um overview da placa Linkit Smart Duo 7688 e, visando ampliar as possibilidades de projetos com a mesma, será explicado como expandir sua memória Flash.

 

 

Hardware

 

A Linkit Smart Duo 7688 tem um hardware muito interessante. A razão é esta placa conter um MPU (Soc Mediatek MT7688AN, de arquitetura MIPS) rodando Linux e um MCU (ATMEGA 32), com integração/comunicação entre ambos por meio de uma UART. Daí vem o Duo do nome da placa.

 

Isto permite desenvolver aplicações real-time utilizando em conjunto o MPU e MCU, uma vez que o ATMEGA32 pode assumir o "papel Real-Time" e o Linux (rodando no SoC MIPS) pode rodar a camada de mais alto nível de seu projeto. Além disso, o MCU pode ser programado pela IDE Arduino (o que faz a familiarização com esta placa ser muito mais tranquila e rápida para a maiora dos makers).

 

Devido à presença de uma MPU, a maioria das interfaces de hardware são controladas por ele, conforme mostra a figura 1.

 

Pinout da Linkit Smart Duo 7688 (considerando MPU e MCU)
Figura 1 - Pinout da Linkit Smart Duo (considerando MPU e MCU)

 

Em termos gerais, esta plataforma disponibiliza os seguintes recursos:

  • SoC MediaTek MT7688AN, com clock de 580 MHz;
  • MCU ATMEGA32;
  • Memória flash on-board (para MPU): 32 MB;
  • Memória RAM (para MPU): 128 MB DDR2;
  • ADC 12 bits (pertencente à MCU);
  • Interfaces suportadas: I²C (1), SPI (1), UART (2), USB 2.0 (1), PWM (4), PCM (1), Ethernet (1);
  • WI-FI presente no SoC, sendo este 802.11 b/g/n (2.4G);
  • Slot para cartão MicroSD.

 

Para mais informações desta placa, acesse este link.

 

 

Expansão de memória Flash

 

Conforme foi dito, a placa possui on-board somente 32 MB de memória Flash. Isso é o suficiente para suportar o OpenWRT e mais algumas coisas, porém a memória livre torna impeditivo o desenvolvimento de projetos de forma geral (como projetos de processamento de imagens e projetos em Python que utilizam bibliotecas de cálculo mais pesadas, como a numpy, por exemplo). Portanto, como solução, pode-se recorrer ao uso de um cartão MicroSD como expansor de memória Flash. Vale ressaltar que, apesar do uso de um MicroSD, o boot não é feito pelo cartão. Isso não é permitido pelo SoC da Mediatek. O que é feito nesse caso é, após o boot, a montagem do file system ser realizada no cartão, conferindo assim maior espaço de armazenamento.

 

Para esta tarefa, pode ser utilizado um cartão SD de até 8 GB de tamanho.

 

Para fazer esta expansão, encontrei um tutorial muito bom no Hackster.io, neste link. Abaixo segue uma transcrição dos principais pontos deste tutorial:

  1. Primeiramente, ligue a placa com cartão SD inserido e conecte-se via SSH com a Linkit Smart Duo 7688 (para, desta forma, acessar seu Linux via terminal);
  2. No terminal, é necessário instalar algumas pequenas aplicações para permitir a formatação do cartão SD em ext4 e para permitir a montagem do file system (rootfs) no cartão. Para isso, utilize os seguintes comandos:

     

  3. É chegada a hora de formatar o cartão SD em ext4. Para isso, utilize o seguinte comando:

     

  4. Agora é necessário copiar o atual rootFS (file system) para o SD. Para isso, utilize os seguintes comandos:

     

  5. Crie um template fstab e abra-o para edição no Vi. Para isso, utilize os seguintes comandos:

     

  6. Aberto o arquivo, na parte config mount, alterar o target para '/overlay' e enabled para '1'. Esta parte do arquivo ficará parecida com o seguinte:

     

  7. Agora basta salvar (aperte Esc e depois 😡), desligar e ligar a placa da energia e está feito! Para conferir a mudança/expansão de memória, após o reboot da placa digite o comando df -h e observe que o rootFS agora tem o tamanho do seu cartão de memória.

 

 

Referências

 

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Pedro Bertoleti
Sou engenheiro eletricista formado pela Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá (FEG - UNESP) e trabalho com Android embarcado em Campinas-SP. Curioso e viciado em tecnologia, sempre busco me aprimorar na área de sistemas embarcados (modalidades bare-metal, RTOS, Linux embarcado e Android embarcado).Para mais informações, acesse minha página no Facebook:https://www.facebook.com/pbertoleti

1
Deixe um comentário

avatar
 
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Eron Neto Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Eron Neto
Visitante
Eron Neto

Show de bola! Essa placa só tende a crescer, possuo uma e o artigo é fundamental para aplicações mais robustas. valeu pela dica! 🙂