Launchpad EXP430FR2355

Há pouco tempo vi uma notícia sobre uma nova Launchpad da Texas Instruments recheada de periféricos analógicos interessantes, e como de praxe, não consegui resistir à tentação de conhecer essa “plaquinha”. Trata-se da EXP430FR2355, baseada no MSP430FR2355, um microcontrolador da linha MSP430 que utiliza memória FRAM ao invés da tradicional flash.

 

 

A nova Launchpad EXP430FR2355

 

A foto a seguir apresenta a launchpad. Aparentemente o único diferencial visual é o conector para os tradicionais módulos Grove.

 

Launchpad EXP430FR2355
Figura 1 - Launchpad MSP430FR2355

 

Suas principais características são:

  • uC MSP430FR2355 - com 32 kB de memória FRAM;
  • Clock de até 24 MHz - Foco em low-power;
  • 4 kB de memória SRAM (FRAM pode ser usada como “RAM” não volátil);
  • Multiplicador de números inteiros por Hardware (MPY32);
  • Debugger onboard;
  • Expansão com 40 pinos para boosterpacks;
  • Dois botões de uso geral;
  • Sensor de luz ambiente;
  • 4 módulos SAC.

 

É justamente neste último item que está o periférico mais interessante, o SAC, um acrônimo para Smart Analog Combo. O SAC pode conter um amplificador operacional rail-to-rail que pode ser utilizado como um PGA (Programmable Gain Amplifier), um DAC de 12 bits e roteamento de sinais internos ou mesmo externos, conforme a figura a seguir.

 

Smart Analog Combo
Figura 2 - Smart Analog Combo

 

O foco desta linha é englobar em um único dispositivo vários dos periféricos comuns em aplicações mais compactas, desde dispositivos médicos até aplicações industriais. Inclusive, a TI disponibiliza o projeto de um transmissor de temperatura utilizando o dispositivo como peça central para controlar o loop de 4 a 20 mA.

 

Transmissor de temperatura usando o SAC
Figura 3 - Transmissor de temperatura usando o SAC

 

 

Out Of Box Demo

 

A placa já vem com um demo duplo programado. É possível avaliar o comportamento do sensor de luz alterando seu threshold através da tecla S1, fazendo com que os LEDs indicadores mudem seu comportamento. A outra possibilidade (mais atrativa ao meu ver) é transformar a placa em um pequeno gerador de funções que possui também um osciloscópio rudimentar.

 

Através da interface web (que utiliza a serial para comunicação) você pode selecionar algumas formas de onda (senoidal, quadrada e dente de serra), definir a tensão de saída do sinal, frequência do sinal e de atualização do DAC. Pode controlar também o PGA formado pelo AmpOp, permitindo alterar o ganho via código.

 

O exemplo a seguir mostra a Launchpad gerando uma senoide de 1 Hz com 100 mVp que foi amplificada 17x através de um amplificador não inversor.

 

DAC + PGA não inversor
Figura 4 - DAC + PGA não inversor

 

No próximo exemplo é gerado o mesmo sinal, mas utilizando um amplificador inversor com ganho 16x.

 

DAC + PGA inversor
Figura 5 - DAC + PGA inversor

 

Note que em ambos os casos foram utilizados dois SAC’s, o primeiro utilizando o DAC para gerar o sinal e o AmpOp na configuração de buffer, o segundo estágio recebe o sinal do primeiro via roteamento interno e é utilizado como PGA (não inversor ou inversor). O roteamento interno funciona através dos pares 2/0 e 3/1, mas nada impede que em aplicações mais complexas seja utilizado um roteamento externo unindo os 4 módulos de acordo com a necessidade.

 

O demo ainda permite selecionar uma das entradas do PGA conectadas externamente, permitindo que utilizemos o OpAmp com um sinal externo. Apliquei um sinal triangular com 50 mVp e 50 mV de offset e configurei o PGA como amplificador não inversor com ganho 33x. Na interface é possível ver o resultado através do próprio ADC de 12 bits do uC funcionando como um osciloscópio.

 

Sinal externo + PGA não-inversor
Figura 6 - Sinal externo + PGA não-inversor

 

O resultado através da interface Analog Discovery utilizada para gerar o sinal e capturar o sinal amplificado.

 

Sinal externo + PGA não-inversor
Figura 7 - Sinal externo + PGA não-inversor

 

O MSP430FR2355 é bastante interessante para desenvolver aplicações que demandem de um uC, baixo consumo e periféricos analógicos como o ADC, DAC e AmpOp.

 

 

Saiba mais

 

Nova Launchpad MSP-EXP430FR2433 da Texas Instruments

Biblioteca de Timeout e Delay para MSP430

Aumentando a exatidão do ADC do MSP430

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Haroldo Amaral
Doutorando em Eng. Elétrica pela Poli-USP, mestre em Eng. Elétrica pela UNESP-Bauru e graduado em Tecnologia em Sistemas Biomédicos pela FATEC-Bauru. Um apaixonado por eletrônica que adora passar seu tempo "queimando alguns componentes" e escovando alguns bits. Entre outras paixões estão a música, uma boa reunião com os amigos, papear sobre tecnologia e afins.

4
Deixe um comentário

avatar
 
1 Comment threads
3 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Haroldo AmaralThiago Lima Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Thiago Lima
Visitante

Ola Haroldo. Parabens pelo artigo! Excelente.
Tenho uma duvida... Na segunda demo, um sinal é gerado utilizando DAC e eh medido por um ADC do microcontrolador? E pra gerar o sinal, uma interface web é utilizada, e o miocrocontrolador recebe a configuração do DAC via USB, que é a interface de comunicação da placa com o PC?

Thiago Lima
Visitante

Nossa, o roteamento é interno? entao nao tem jumper que liga um pino no outro?
Mesmo com roteamento, o sinal tambem esta presente no pino? Nossa, muito bom!!!