15 Comentários

Intel Galileo Gen 2 – Placa Arduino

Intel Galileo Gen 2

A Intel lançou a nova placa Intel Galileo Gen 2. Essa nova placa é a evolução da placa Galileo. Para saber mais sobre essa placa consulte meu artigo sobre a Galileo publicado aqui no Embarcados em março de 2014. 

O que não mudou

A filosofia é a mesma: Open Hardware - todos os esquemáticos, arquivos de trabalho e lista de materiais estarão disponíveis a partir do momento em que for disponibilizada para venda. A placa ainda é programada pela IDE do Arduino para Windows, MAC ou Linux e também suporta o Yocto 1.4 Poky (embedded linux).

 

Algumas características continuam as mesmas:

  • Processador de 400 MHz de 32 bits single core, compativel com o instruction set Pentium e com 16 KB de L1 cache (Intel® Quark SoC X1000), encapsulamento FCBGA393;
  • 512 KBytes de SRAM contruída no mesmo chip (SoC) ;
  • 256 MByte de SDRAM externa DDR3 ( 2x Micron MT41K128M8);
  • 11 KByte EEPROM I2C, acessada utilizando as libs de Arduino;
  • 8 MB de Flash SPI (Winbond W25Q64FV), que é onde é armazenado o firmware do último programa enviado do Arduino.

 Com relação às conexões com o mundo externo, continuam os mesmos:

  • Compatibilidade total de hardware Arduino padrão UNO R3;
  • Comunicação Ethernet (10/100 Mbps);
  • Slot Mini PCI Express (mPCIe) 2.0;
  • USB 2.0 host e client;
  • Cartão micro SD;
  • ACPI (Advanced Configuration and Power Interface);
  • RTC integrado – Existe um header na placa que permite a conexão de uma bateria externa de 3V;
  • JTAG para debug
galileo2

Mas... o que é novidade?

  • Dimensões: A placa Intel Galileo Gen 2 é um pouco maior que a primeira Galileo em espaço de placa - sua largura aumentou. Ou seja, muitas caixas que já foram prototipadas para a Intel Galileo anterior não poderão ser utilizadas com essa nova placa. Outro transtorno que pode ocorrer é que os conectores mudaram de posição. Alguns shields criados para a Galileo antiga podem sofrer com interferências mecânicas.
  • Alimentação: A nova placa pode ser alimentada de 7 a 17V sem problemas, diferente dos 5V da placa Galileo anterior. A Gen 2 possui um CI conversor step down Texas Instruments TPS62130, responsável pela estabilidade da tensão de 5V de toda a placa. Diferentes tensões são geradas a partir desta tensão principal.
  • PoE: Essa placa permite receber alimentação pela rede Ethernet. No entanto, para que isso funcione, é necessário que se monte um módulo externo que não vem de fábrica com a placa. O módulo necessário para que isso funcione é o Silvertel AG9712S.
  • Console: O padrão UART para debug agorá está disponível em headers compatíveis com cabos de mercado para conversores USB FTDI.
  • PWM: Agora o controle é de 12 bits, o que permite mais precisão no controle do mundo exterior.
  • Entradas e Saídas: Os GPIOs são nativos, permitem que seja drenado ou injetado mais corrente de cada um dos pinos, e permitem tambem que um controle mais efetivo seja feito com cada pino individualmente.
galileo3

Confira o esquemático no link. Ainda não há previsão de vendas no Brasil. Os arquivos para edição de hardware estarão disponíveis em breve.

Onde comprar

Você pode comprar o Intel Galileo Gen2 na loja da FILIPEFLOP.

Leia Mais

Blog Fazedores

Site da Intel

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Arduino » Intel Galileo Gen 2 - Placa Arduino
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
15 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Rogerio Machado
Rogerio
21/04/2015 12:46

Is #INTEL doing a good work, trying to enter in the embedded world? I think not!

https://plus.google.com/+RogerioMachadoM/posts/JgovjAhjzCe

Diego Sueiro
Diego Sueiro
Reply to  Rogerio
21/04/2015 13:23

Rogério, Não acredito que apenas comparação de preço seja a única maneira de avaliarmos se uma determinada empresa quer entrar ou não no mundo dos sistemas embarcados. No link que você passou você compara Intel com ARM e a Galileo Gen 2 com Rpi. Mas vamos por partes. 1. A ARM não fabrica SoCs e nesse caso o SoC presente na Rpi é da Broadcom. 2. As duas placas (Rpi e Galileo Gen 2) são voltadas principalmente para o público maker e não para desenvolvimento de produtos propriamente dito. 3. Tanto a Broadcom quanto a Intel gostam de grandes volumes,… Leia mais »

Rogerio Machado
Rogerio
Reply to  Diego Sueiro
21/04/2015 13:51

1. < "A ARM não fabrica SoCs e nesse caso o SoC presente na Rpi é da Broadcom." Isso evidencia o modelo de negocio da ARM que eh diferente da Intel e a comparacao em questao eh em relacao a performance do processador ARM que esta embutido no SOC do fabricante Broadcom com o processador Intel embutido no SOC da Intel 2. < "As duas placas (Rpi e Galileo Gen 2) são voltadas principalmente para o público maker e não para desenvolvimento de produtos propriamente dito." A placa Beaglebone eh voltada para o publico maker e para desenvolvimento de produtos(o… Leia mais »

Neuber Jose de Sousa Sousa
neuber jose sousa
07/03/2015 23:03
Neuber Jose de Sousa Sousa
neuber jose sousa
28/02/2015 11:10

opa,

comprei um Silvertel AG9712S. mas não estou sabendo conectar

Ciro Peixoto
Ciro Peixoto
12/11/2014 18:02

Desculpem, mas não vejo nenhuma vantagem nesta placa que deixa muito a desejar em comparação com uma Cubie ou mesmo uma beaglebone... e sinceramente a IDE do Arduino é puuuufff !!! - Parece que cresceram o olho em cima do Arduino e fizeram algo extermamente elefante branco...

Vinicius Maciel
vinifr
23/07/2014 21:34

E ai Thiago, blz? 😀

Você sabe informar se esse processador é totalmente RISC ou é como o Intel de PC, parte RISC, parte CISC? Você já comparou o desempenho dessa placa com alguma placa ARM?

Por ser Intel, aposto que bate até ARMs de 1.5GHz, não acha?

Thiago Lima
Reply to  vinifr
29/07/2014 10:47

Oi Vinicius! Será que teria desempenho de processamento maior que ARMs poderosos? Bom... A Intel só fabrica processadores RISC, que "emulam CISC" atualmente. Ou melhor... núcleos hibridos: RISC, que atendem opcodes CISC para manter compatilidade x86 e x86-64. Acho que já faz um tempinho, desde os primeiros Pentiums, que não fabricam nenhum processador CISC... Mas do ponto de quem ve de fora do núcleo, ele parece ser um CISC. Mas dê uma olhada no datasheet do processador: [ https://communities.intel.com/docs/DOC-21828 ] Veja:"The Intel® Quark SoC X1000 is the first product in a new roadmap of innovative, small core products targeted at… Leia mais »

trackback
08/05/2015 00:51

[…] Intel Galileo Gen 2 - Placa Arduino. […]

trackback
05/05/2015 14:29

[…] Intel Galileo Gen 2 - Placa Arduino […]

trackback
14/04/2015 02:01

[…] Intel Galileo Gen 2 - Placa Arduino […]

trackback
09/04/2015 11:07

[…] Intel Galileo Gen 2 - Placa Arduino […]

trackback
09/04/2015 10:32

[…] Intel Galileo Gen 2 - Placa Arduino […]

Talvez você goste:

Séries

Menu

WEBINAR
 
NVIDIA JETSON – A Inteligência Artificial na palma de sua mão

Data: 08/07 às 14:00h Apoio: Arrow | NVIDIA
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link

WEBINAR
 
Redes Mesh para Monitoramento
e Controle de Sensores

Data: 15/07 às 14:00h Apoio: Artimar| Microchip| Tecsus
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link