Intel compra Altera por $16,7 bilhões

Veja mais uma aquisição! A Intel compra Altera num negócio de $16,7 bilhões e o negócio deve chegar no seu desfecho dentro de seis a nove meses.
Intel compra Altera

O que era rumor, tornou-se fato. A Intel compra Altera num negócio de $16,7 bilhões, o que equivale a $54 para cada ação. O negócio deve chegar no seu desfecho dentro de seis a nove meses.

Esta foi a segunda maior aquisição da área de semicondutores, apenas perdendo para a compra da Broadcom pela Avago Technologies.

Intel compra Altera…mas o que podemos imaginar o que acontecerá com essa compra? Bem, temos um gigante da área de microprocessadores para servidores e comunicações, mas que briga em consumo de energia com ARM, por exemplo. Do outro lado temos um fabricante de FPGA’s (Field-Programmable Gate Arrays), solução adotada em produtos que precisam realizar processamento massivo em paralelo e de algoritmos complexos. Será que veremos microprocessadores e FPGAs num único die?

É interessante mencionar que a Altera já utilizada a fábrica da Intel para produção de FPGA com tecnologia de 14nm.

Referências

Crédito da imagem destacada: http://www.thestreet.com/story/13168491/1/intel-may-acquire-altera-now–is-qualcomm-next.html

Engenheiro eletricista com ênfase em eletrônica e pós-graduado em Engenharia de Software. Comecei um mestrado, mas o interrompi. Especialista na área de sistemas embarcados, com mais de 12 anos de experiência em desenvolvimento de firmware (sistemas baremetal e baseados em RTOS) e Linux Embarcado. Atualmente sou administrador do site Embarcados, trabalho num fabricante de Set-Top Box e atuo como consultor/desenvolvedor na área de sistemas embarcados.

Notificações
Notificar
guest
5 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Caio Pereira
Caio Pereira
02/06/2015 09:42

Henrique, interessante que uns 4 anos atrás +- a Intel com a Altera lançaram um FPGA+x86 no mesmo encapsulamento. Era um Atom E600C + Arria II (http://www.embeddedintel.com/commentary.php?article=2143) , a comunicação entre o FPGA e o processador era realizado através da PCIe, parecia uma solução interessante, mas era pouco documentada e o Layout parecia bem complexo.

Henrique Rossi
Reply to  Caio Pereira
02/06/2015 13:44

Bacana essa solução Caio. Encontrei esta outra, http://rtcmagazine.com/articles/view/102372, Altera + ARM, mas não sei seu resultado. Acho que temos muito espaço para isso, visto a demanda por multi-core e arquitetura big.LITTLE

Paulo Bernardi
Paulo Bernardi
Reply to  Henrique Persico Rossi
02/06/2015 18:36

Existem várias FPGAs com cores ARM no mercado hoje, com as linhas Statix-7, Virtex-7 da Xilinx. A Altera certamente tem FPGA com cores físicos também.

FPGA + processadores estão no mercado há um bom tempo. As Virtex-4 de 2004 já continha cores PowerPC!

Henrique Rossi
Reply to  Paulo Bernardi
02/06/2015 18:54

Muito obrigado pelos toques Paulo. Vamos ver a próxima jogada da Intel + Altera!

Caio Pereira
Caio Pereira
Reply to  Henrique Persico Rossi
03/06/2015 08:28

Cheguei a fazer um treinamento da DHW sobre Cyclone 5 SoC (https://www.altera.com/products/soc/overview.html) Como o Paulo Bernard falou a Xilinx tem a família Zynq também.

Em particular essa combinação de Atom + FPGA que eu comentei, parece que não foi para frente, diferente diferentemente do que eu tenho notado das famílias de FPGA+ARM que inclusive conheço empresas no Brasil que utilizam.

WEBINAR

Imagens de Ultrassom: Princípios e Aplicações

DATA: 26/10 ÀS 19:30 H