Confira a Ideia Legislativa para reduzir impostos na importação de componentes eletrônicos para desenvolvedores

Ideia Legislativa

Quem é da área de tecnologia e trabalha com projetos de sistemas eletrônicos sabe como é caro adquirir componentes e outros insumos que devem ser utilizados em seus projetos, devido aos altos impostos.

 

Muitas vezes esse custo excessivo é um verdadeiro entrave para que engenheiros e entusiastas consigam colocar em prática as suas ideias e torná-las algo palpável pois, no final do processo, você acabará pagando o projeto pelo menos duas vezes.

 

Depois de fazer as contas após um projeto freelancer, Rafael Dias acabou percebendo que acabou pagando duas vezes e meia o projeto para ter um produto em mãos. Contando componentes adquiridos em brokers, courier e impostos ele percebeu que chegou a arcar com um custo de 150% em relação ao original do projeto. Pensando nisso, ele acabou criando uma Ideia Legislativa, que poderá permitir a desenvolvedores adquirir componentes e outros insumos com imposto reduzido (ou zero). A validade deste período de isenção de imposto seria durante a duração de um projeto e, depois que o mesmo entrasse em produção, os impostos seriam cobrados normalmente. Com isso, estaríamos contribuindo com geração de renda na fase que realmente interessa: que é quando o projeto foi finalizado e está em produção, gerando dividendos aos envolvidos (desenvolvedores e governo).

 

Lembrando que são esses tipos de profissionais que podem manter a competitividade do Brasil na área de tecnologia e que os altos impostos presentes na cadeia produtiva causam um atraso no desenvolvimento, comparado a outros países.

 

A Ideia necessita receber 20.000 apoios para se tornar uma Sugestão Legislativa e ser debatida pelos Senadores. Caso tenham interesse em apoiar essa ação, acesse o link para a Ideia Legislativa.

 

 

Saiba mais

 

Editorial: Por que é tão difícil desenvolver sistemas embarcados no Brasil?

Editorial: Custo do firmware

Comparação dos incentivos Fiscais dos Polos Industriais

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Rafael Dias
Sou Bacharel em Física formado pelo Instituto de Física da USP, mestre em Engenharia Elétrica, com ênfase em materiais nanoestruturados pela Escola Politécnica da USP e também Técnico em Automação da Manufatura pela Escola SENAI Anchieta. Trabalho com desenvolvimento de software, firmware e me arrisco com eletrônica analógica para instrumentação e controle. Nos tempos livres gosto de dar uma espairecida e pedalar um pouco.

15
Deixe um comentário

avatar
 
10 Comment threads
5 Thread replies
11 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
DidierAntonio SouzaWilson IshiharaElisandroAna Lúcia Carvalho Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Didier
Visitante
Didier

Acredito que não deveria haver imposto algum tanto no desenvolvimento quanto produção. Já existem outros impostos que incidem sobre a renda da empresa

Antonio Souza
Visitante
Antonio Souza

Deixei o meu apoio com muito orgulho.
O Brasil ainda tem salvação, penso.

Wilson Ishihara
Membro
wilson ishihara

O link que você forneceu não permite votação, poderia reenviar o link?

Antonio Souza
Visitante
Antonio Souza

É possível sim. É só clicar em apoiar do lado direito.
Só que, primeiro é preciso se autenticar no site no link em questão.

Elisandro
Visitante
Elisandro

Só sugiro dar uma melhorada no texto do projeto, tem vários erros e está meio confuso

Ana Lúcia Carvalho
Visitante
Ana Lúcia Carvalho

Eu apoio que não sejam cobrados impostos nesse País em Favor do serviços Técnicos e demais pois é um fator absurdo o que cobram tem que acabar com isso

Ederson Berti
Visitante
Ederson Berti

Ótima ideia, vamos contribuir.

Rinaldo Câmara Gonçalves
Membro
Rinaldo Câmara Gonçalves

Já fiz a minha parte assinei o apoio e compartilhe em minhas redes sociais.

Alexandre Ávila
Membro
Alexandre Ávila

Olá, concordo com o Rafael e vou além, o desenvolvimento de tecnologia no Brasil é totalmente inviável justamente por causa dos impostos altíssimos que inviabilizam o desenvolvimento e principalmente a produção de tecnologia. Se os impostos cobrados por componentes não fossem tão altos teríamos a possibilidade de desenvolver muito mais, colocar esses componentes em placas, adicionar um desenvolvimento(propriedade intelectual) e assim agregando um valor muito maior. Tendo esse valor agregado aos componentes o país conseguiria recolher muito mais impostos, pois teríamos um produto e não mais componentes. Também não podemos esquecer de que se continuarmos assim continuaremos mais e mais a depender do desenvolvimento de outros países e destruindo a nossa já desmantelada indústria tecnológica nacional.

BRUNO MUSWIECK
Visitante
BRUNO MUSWIECK

Demais!!!! Eu sempre falo que desenvolvedor de sistemas embarcados no Brasil é um super herói com essa carga tributária... Vamos espalhar...

BRUNO MUSWIECK
Visitante
BRUNO MUSWIECK

E não só para desenvolver, os impostos para componentes devem ser zerados ou pelo menos reduzidos em todas as fases, sem isso é muito difícil competirmos com outros países...

Christian Schultz
Membro
Christian Schultz

Uma lei assim é praticamente um sonho... Tomara que vire realidade, mas nesse país a gente acaba sempre ficando bem pessimista...