Huawei lança processador ARM de 7nm para servidores

huawei kunpeng 920

A  Huawei acaba de anunciar a sua mais nova CPU para servidores. Baseada na arquitetura ARM, o processador 7nm supera os rivais.

Chamado de Kunpeng 920, o novo processador é projetado para impulsionar o desenvolvimento de computação em big data, armazenamento distribuído.

image2 1
Figura 1 – William Xu, diretor do conselho e diretor de estratégia de marketing da Huawei, revela o CPU baseado em ARM de maior desempenho da indústria, chamado Kunpeng 920.

O Kunpeng 920 possui 64 núcleos Arm-v8 rodando a 2,6 GHz. Ele suporta oito canais DDR4 que executam até 2.933 MT / s, duas portas Ethernet de 100G e PCIe Gen 4.

image1 1
Figura 2 – Desenpenho do Kunpeng 920

Confira suas características:

  • CPU – 64x núcleos Armv8 @  2.6 Ghz, entregando uma pontuação de 930 SPECint
  • Memória: 8x DDR4 @ 2933 MHz para  6 a 8 canais
  • Armazenamento – 16x interface SAS/SATA
  • Interfaces de alta velocidade  – 40x PCIe 4.0 incluindo 16 que podem ser usados para CCIX (Cache Coherent Interconnect for Accelerators); largura de banda total de 640
  • rede Gbps – 2x 100G RoCE (RDMA sobre Ethernet convergente).

Anunciou três versões de servidores que usarão os chips, série TaiSha: um com foco em armazenamento, outro em alta densidade e um terceiro focado em equilibrar os dois requisitos.

image3 1
Figura 3 – Servidores que usam o Kunpeng 920

Com base nos servidores da TaiShan, a Huawei Cloud também oferece serviços de nuvem elásticos, serviços bare-metal e serviços de telefonia na nuvem.

Segundo a Huawei, a arquitetura ARM é mais adequada para esses cenários com vantagens em muitos núcleos e desempenho por watt.

Fonte

Huawei Unveils Industry’s Highest-Performance ARM-based CPU Bringing Global Computing Power to Next Level

Huawei Rolls 7nm ARM Server CPU

Website | Veja + conteúdo

Engenheiro, especialista em sistemas embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil.

Também atua no ensino eletrônica e programação. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware.

Com iniciativas como o projeto Franzininho e projetos na área de educação, leva a cultura maker para o Brasil capacitando e incentivando professores e alunos a usarem tecnologia em suas vidas. Participou da residência hacker 2018 no Red Bull Basement.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Comentários:
Notificações
Notificar
guest
1 Comentário
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro Henrique Pereira
Pedro
07/01/2019 12:43

.

Talvez você goste:

Nenhum resultado encontrado.

Séries

Menu