Beaglebone Black - Gravando uma nova imagem

beaglebone black com yocto 7Masters

Gravar uma nova imagem na sua Beaglebone Black é uma tarefa que pode ser feita de maneira bem simples, e neste post vou explicar como. Mas primeiro é importante saber quais são as nossas possibilidades, e qual é a que vai se adequar melhor ao seu projeto.

 

Primeiro é preciso entender que quando se vai escolher qual imagem será usada na sua placa, temos a opção de construir e usar algo customizado para atender exatamente os requisitos do seu projeto ou simplesmente optarmos por um sistema que tenha sido previamente construído por terceiros para um uso não específico em seu projeto.

 

Construir uma imagem exclusiva para um projeto alvo pode ser bastante vantajoso, visto que todo o software que será utilizado já estará na imagem, evitando assim o uso de downloads e compilações após a formatação, além de que será possível montar um sistema muito mais enxuto, contendo na imagem apenas as ferramentas e bibliotecas que realmente serão utilizadas.

 

Para criar seu próprio sistema existem ferramentas formidáveis à nossa disposição, como o Buildroot e o Yocto Project. Mas infelizmente não é algo muito trivial de se fazer sem conhecimento prévio, e requer um certo tempo de estudo dedicado a entender como funciona a ferramenta escolhida e também como é o funcionamento de um sistema operacional GNU/Linux. 

 

imagem na sua Beaglebone Black

Figura 1: Buildroot e Yocto Project

 

Para quem ainda não possui o conhecimento necessário para a primeira opção, está projetando um protótipo, ou simplesmente acha que alguma imagem pré construída atende bem às necessidades do seu projeto, vou agora explicar quais imagens temos disponíveis para usar e fazer uma formatação bem simples e rápida.

 

Para formatarmos, precisaremos de um cartão uSD com espaço suficiente para colocarmos a imagem escolhida descompactada dentro, e também de algum adaptador para conectar o cartão em um computador que será responsável pela gravação.

 

Há então dois tipos de imagens disponíveis, as que manterão o sistema no cartão de memória de onde ele rodará, e as que possuem um script que assim que alimentarmos a Beaglebone Black, irá copiar todo o sistema do cartão de memória para a memória Flash (eMMC) que está na placa, permitindo assim que o cartão de memória seja removido, ou até mesmo usado para espaço extra para o sistema.

 

Normalmente as imagens pré construídas com maior suporte que encontramos na comunidade são versões de distribuições famosas e que apresentam boa estabilidade. As imagens mais populares são as com Ubuntu, ou as oficiais que já vem nas placas quando as adquirimos, Angstrom e Debian.

 

Apesar da última versão da Beaglebone Black estar vindo com o Debian 7.5, a pouco mais de um mês já saiu um release do Debian 7.7, entretanto ainda sem nenhum tipo de interface gráfica.

 

Eu testei e esse último release me agradou bastante, mas pela quantidade de material e suporte disponíveis para a versão 7.5 ser muito maior, vou seguir nosso passo a passo com essa versão, visando que em futuros posts pretendo continuar usando também essa versão.

 

Vou dividir o tutorial entre Windows e Ubuntu como sistemas no computador host que gravará a imagem escolhida no cartão uSD. Pule para o que você preferir.

 

 

Windows 7

 

Passo 1: Entre na página oficial das últimas imagens lançadas para a BBB e baixe a versão Debian (BeagleBone Black - 2GB eMMC) 2014-05-14 que está na categoria “BeagleBone Black (eMMC flasher)”.

 

Passo 2: Baixe e instale o 7-zip para descomprimir a imagem, passando-a do formato “.xz” para “.img”.

 

Passo 3: Baixe e execute o programa “Win32 Disk Imager” com o seu cartão uSD conectado ao computador usando um adaptador para cartão SD do tamanho padrão.

 

Passo 4: No “Win32 Disk Imager” selecione a imagem que você descomprimiu e o cartão SD que está conectado ao computador para iniciar a gravação.

 

imagem na sua Beaglebone Black

Figura 2: Win32 Disk Imager

 

Passo 5: Depois que a a gravação terminar, com a sua BBB sem alimentação, conecte o cartão uSD nela e em seguida a alimente (dependendo da imagem que estiver gravando na sua placa, como as últimas releases Angstrom, para que o boot pelo uSD possa ocorrer, poderá ser necessário que o botão S2 seja pressionado antes e durante a alimentação da placa, até que os LEDs comecem a piscar). O processo de gravação da sua memória Flash on-board começará, e se encerrará quando todos os LEDs se acenderem juntos e, em seguida, se apagarem juntos, permanecendo assim nesse estado.

Obs: O tempo da gravação varia de acordo com o tamanho da imagem escolhida. Para a imagem sugerida esse tempo deve ser em torno de 10~20 minutos.

 

Passo 6: Finalizada a gravação, você já pode tirar sua BBB da alimentação, remover o cartão uSD, e alimentar novamente que ela já estará pronta para ser usada.

 

 

Ubuntu 14.04

 

Passo 1: Entre na página oficial das últimas imagens lançadas para a BBB e baixe a versão Debian (BeagleBone Black - 2GB eMMC) 2014-05-14 que está na categoria “BeagleBone Black (eMMC flasher)”.

 

Passo 2: Na pasta onde está o arquivo baixado utilize o seguinte comando para descomprimir a imagem, passando-a do formato “.xz” para “.img” .

$unxz BBB-eMMC-flasher-debian-7.5-2014-05-14-2gb.img.xz

 

Passo 3: Execute os seguintes comandos com o seu cartão uSD conectado ao computador usando um adaptador para cartão SD do tamanho padrão. O primeiro comando serve para desmontar o cartão antes da gravação, e o segundo é necessário para iniciar a gravação propriamente dita.

$ sudo umount /dev/sdX*

$ sudo dd if=./BBB-eMMC-flasher-debian-7.5-2014-05-14-2gb.img of=/dev/sdX

 

Obs: No local do "X" você deve colocar a letra que corresponda ao seu cartão de memória no sistema. Para descobrir qual é, você pode conectar o cartão no seu computador e executar o comando a seguir verificando qual foi o device node usado:

$dmesg | grep sd

 

Exemplo:

No meu computador, depois da inserção de um cartão SD e da execução do comando acima, podemos ver que o último device node usado para cartão SD foi o “sdc”. Logo, no meu caso, “X” será substituído por “c” nos comandos anteriores.

 

emb2

Figura 3: Exemplo dmesg

 

Passo 4: Depois que a gravação terminar, remova o cartão do seu computador e com a sua BBB sem alimentação, conecte o cartão uSD nela e em seguida a alimente (dependendo da imagem que estiver gravando na sua placa, como as últimas releases Angstrom, para que o boot pelo uSD possa ocorrer, poderá ser necessário que o botão S2 seja pressionado antes e durante a alimentação da placa, até que os LEDs comecem a piscar). O processo de gravação da sua memória Flash on-board começará, e se encerrará quando todos os LEDs se acenderem juntos e, em seguida, se apagarem juntos permanecendo assim nesse estado permanentemente.

Obs: O tempo da gravação varia de acordo com o tamanho da imagem escolhida. Para a imagem sugerida esse tempo deve ser em torno de 10~20 minutos.

 

Passo 5: Finalizada a gravação, você já pode tirar sua BBB da alimentação, remover o cartão uSD, e alimentar novamente que ela já estará pronta para ser usada.

 

Saiba mais

 

Beaglebone Black + Qt5 + Yocto - Parte 1

BeagleBone Black + Yocto

Criando uma imagem customizada para a BeagleBone Black com Buildroot

 

 

Referências

 

http://elinux.org/Beagleboard:Ubuntu_On_BeagleBone_Black

http://beagleboard.org/latest-images

http://elinux.org/BeagleBoardDebian#Flasher

http://sourceforge.net/projects/win32diskimager/files/latest/download

http://debian.beagleboard.org/images/BBB-eMMC-flasher-debian-7.5-2014-05-14-2gb.img.xz

http://www.7-zip.org/

 

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

9
Deixe um comentário

avatar
 
6 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Igor Borges TavaresMarcelo GobettiGuestRaspberry Pi 2 e Beaglebone Black com NEONBeaglebone Black + Conversor A/D + Sensor Ultrassônico Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
trackback

[…] aprender como gravar uma imagem na sua Beaglebone Black vou deixar um link aqui para um outro post do site que trata especificamente […]

trackback

[…] No exemplo estou utilizando a última imagem oficial lançada para a Beaglebone Black com Debian, para saber mais acesse [2]; […]

Marcelo Gobetti
Visitante
Marcelo Gobetti

Olá, obrigado pelo tutorial, mesmo no site oficial faltam informações sobre como fazer o processo sem Windows. Apenas faltou dizer que é necessário segurar o botão USER/BOOT (S2, próximo ao uSD) antes e durante a alimentação, até os USER LEDs começarem a piscar. Abs.

Igor Borges Tavares
Visitante
Igor Borges

Fala Marcelo, eu não citei nada desse procedimento com o botão S2 da BBB porque no "passo a passo" eu utilizei a imagem oficial mais recente com o Debian 7.5, a qual para ser gravada não precisa dele.

Mas de qualquer maneira achei legal editar o texto e colocar essa observação lá para outras imagens, obrigado pela colaboração!

Marcelo Gobetti
Visitante
Marcelo Gobetti

Eu que agradeço! Na verdade, não sei exatamente se no fim era essa uma das causas do problema ou nao, mas primeiramente tentei alimentar a placa pelo USB do note e não apertei o botão, não funcionou. Depois de muitas pesquisas, usei um carregador de celular com entrada USB pra alimentar a placa e fiz o passo do botão, e enfim deu certo. Só consegui com a imagem oficial também. Testei todas do armhf.com e nada foi...

Igor Borges Tavares
Visitante
Igor Borges

Então cara, eu vi muitos relatos do pessoal pela net que teve problema alimentando a BBB pela USB do computador mesmo, eu particularmente fiz o procedimento várias vezes alimentando tanto pela USB do meu notebook quanto por uma fonte de parede 5V - 1A, e não obtive problema em nenhum caso...

trackback

[…] No passo a passo será utilizado uma Beaglebone black revisão C com a imagem original (Debian 7.5). Para aprender a trocar a imagem da sua Beaglebone Black acesse [9]. […]

trackback

[…] A placa que vou utilizar é da revisão C e está com o Debian 7.5, a mesma versão que já veio gravada nela. Caso você queira saber como trocar a imagem que roda na sua Beaglebone Black leia meu artigo que trata o assunto [3]. […]

Guest
Visitante
Guest

Cara, muito bom agora tá facil.