Garatéa-E: Levando a imaginação de crianças para a Estratosfera!

garatea-e

Já imaginou mandar um experimento para estratosfera?

O espaço motiva e inspira muitas pessoas, principalmente o pessoal do grupo Zenith EESC-USP. A área de Engenharia Aeroespacial engloba muitos assuntos, mas principalmente o estudo de Satélites e Foguetes, que são as ferramentas utilizadas para entendermos o espaço. O grupo foi criado em 2014, na Universidade de São Paulo, com o objetivo de aproximar o Aeroespacial de alunos de diversos cursos. Hoje conta com 45 membros de 3 universidades diferentes de São Carlos.

A abordagem adotada pelo grupo Zenith envolve a construção de sondas estratosféricas. Com a ajuda de balões meteorológicos, elas sobem até 30 km de altitude e são expostas a um ambiente extremo, onde são feitos testes e protótipos de sistemas que um dia podem ser lançados para o espaço!

Garatéa E


Além de experimentos científicos, o Zenith também tem um projeto de sondas na área de educação, chamado Garatéa-E. A plataforma leva experimentos de crianças de ensino fundamental e médio para a estratosfera! Nessa altitude, que possui condições ambientais extremas, os estudantes de escolas do Brasil inteiro testam diversos experimentos criativos e intrigantes. Atualmente a abrangência do projeto engloba alunos do ensino fundamental e médio.

Garatéa-E

As sondas que servem de plataforma para os experimentos das crianças são projetadas pelos membros do grupo de extensão da EESC-USP (São Carlos), tanto a parte estrutural quanto a eletrônica embarcada.

Utilizando como base o ATMEGA328p, que ficou muito famoso por tocar o Arduino Uno, o Zenith conta com todo o sensoriamento ambiental, como temperatura, pressão, radiação UV, entre outros; Sistema de telemetria proprietário e também geolocalização próprio!

Todo o sistema embarcado na sonda envolve o uso de 6 ATMEGAs, que controlam todos os aspectos do sistema. Inclusive, a telemetria da sonda, que envia dados em tempo real, funciona a partir de um rádio LoRa, em conjunto com um dos microcontroladores. Para que tudo funcione corretamente, a comunicação dos componentes se dá a partir de um bus I2C.

Além disso, o grupo conta com um link de imagens em tempo real do voo, também utilizando a modulação LoRa. Este sistema funciona a partir de duas Raspberries Pi, uma controlando a transmissão e outra como receptora.

Assim, além de promover o lançamento e resgate da plataforma, o grupo fornece todos os dados necessários para que os alunos analisem os dados depois do voo e consigam formular teorias do que ocorreu com seus experimentos.

Além do lançamento em si, o escopo da Garatéa-E inclui um evento no mesmo dia, no qual os alunos participantes do projeto poderão se envolver em diversas atividades como palestras, workshops e exposições de muita ciência e tecnologia.

A campanha do projeto Garatéa-E

O projeto acontece todo ano e o grupo está fazendo uma campanha de financiamento coletivo, na plataforma Catarse. A proposta tem como objetivo melhorar a edição de 2018, com mais atividades para os alunos participantes no dia do lançamento, além de ajudar o Zenith com as próximas edições da Garatéa E e torná-las cada vez melhores e com maior impacto, inspirando jovens de todo Brasil!

Confira mais detalhes na página do Catarse e apoie esse projeto!

Catarse - Garatea Educacional

Facebook: Zenith EESC-USP

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Notícias » Garatéa-E: Levando a imaginação de crianças para a Estratosfera!
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Talvez você goste:

Nenhum resultado encontrado.

Séries

Menu

WEBINAR
 
RISC-V:
Novidades de 2020

 

Data: 26/08 às 19:30h - Apoio: Mouser Elecctronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link