Esquilo - Uma plataforma de desenvolvimento para IoT

Esquilo

Recentemente foi lançada no Kickstarter a campanha para a plataforma Esquilo, uma placa de desenvolvimento para IoT. A proposta é trazer todos os recursos necessários para aplicações em IoT integrados numa plataforma. Além do hardware a plataforma também possui uma IDE baseada em WEB com facilidades de acesso à nuvem de uma forma fácil e segura. Outro grande diferencial da Esquilo é ser uma plataforma open hardware e open source. A figura 1 exibe um resumo dos recursos da plataforma:

 

Resumo de Recursos da plataforma Esquilo
Figura 1 - Resumo de Recursos da plataforma Esquilo

 

A IDE é baseada em WEB sendo armazenada no próprio hardware com acesso através da conexão Wi-Fi. Dessa forma, não há dependência de conexão a um servidor externo através da internet. Outro recurso interessante da IDE são as opções de debug, com breakpoints, vizualizações de variáveis e outros recursos que auxiliam no desenvolvimento de uma aplicação com microcontroladores. A figura 2 exibe a IDE:

 

IDE baseada em WEB armazenada na própria Esquilo
Figura 2 - IDE baseada em WEB armazenada na própria Esquilo

 

 

Especificações do Hardware

 

O coração da Esquilo é o microcontrolador Kinetis ARM Cortex-M4F da Freescale, o MK64FN1M0VLL12, o mesmo utilizado na placa FRDM-K64F. Esse microcontrolador roda a 120 MHz e possui 1MB de flash, 256 KB de SRAM, ponto flutuante por hardware, criptografia por hardware, ADC de 16 bits, diversos barramentos seriais, etc.

 

A interface  Wi-Fi 802.11b/g/n é  fornecida através de um chipset Broadcom, o BCM43362, em um módulo já com chip e antena inclusos. A figura 3 exibe alguns dos recursos, na própria placa:

 

Recursos de hardware da Esquilo
Figura 3 - Recursos de hardware da Esquilo

 

A seguir é apresentada uma lista de recursos disponíveis na Esquilo:

  • Microcontrolador Freescale Kinetis ARM Cortex-M4F (MK64FN1M0VLL12) @ 120 MHz;
  • 1MB flash, 256KB SRAM, 8KB EEPROM;
  • 802.11b/g/n Wi-Fi;
  • Conectores headers padrão Arduino UNO R3;
  • Engine de criptografia por Hardware;
  • Ponto flutuante por hardware;
  • Entrada de alimentação de 6-17V DC ou alimentação através da USB;
  • Micro-USB (para  bootloader e  USB CDC);
  • Micro-SD com suporte para FAT32;
  • 46 pinos digital de I/Os (níveis de 5V);
  • Barramentos seriais: 2 x SPI, 2 x I2C, 5 x UART, 1 x CAN;
  • 18 saídas PWM;
  • 16 entradas analógicas de 16-bits de resolução sendo 4 diferenciais;
  • Saídas analógicas de 12-bits de resolução;
  • Tensão de referência precisa;
  • Comparador analógico.

 

A figura 4 exibe a pinagem disponível na placa Esquilo:

 

Pinouts da placa Esquilo
Figura 4 - Pinouts da placa Esquilo

 

Você pode conferir todas as especificações do hardware na pagina de documentação da Esquilo.

 

 

Conectividade e projetos com a Esquilo

 

A plataforma apresenta diversos recursos para conexão à nuvem, em comparação às outras plataformas do mercado. Porém, em muitos casos, isso não é necessário, e ela apresenta uma solução completa para redes isoladas.

 

Em sua campanha no Kickstarter são apresentados alguns exemplos, entre eles é demonstrada uma aplicação de estação meteorológica utilizando sensor de temperatura, umidade e pressão disponíveis em shield Arduino da Sparkfun. As informações são exibidas no browser, conforme exibido na figura 5 a seguir:

 

Estação meteorológica feita com Esquilo
Figura 5 - Estação meteorológica feita com Esquilo

 

Confira mais detalhes dessa plataforma em sua campanha no Kickstarter ou acesse diretamente o seu site esquilo.io.

 

Você pode financiar a campanha adquirindo uma placa no valor de $39. A campanha já atingiu a meta e a previsão para envio das placas é junho deste ano.

 

E você leitor o que achou dessa plataforma? Quais projetos está imaginando em fazer com ela? Deixe seus comentários.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Fábio Souza
Engenheiro com experiência no desenvolvimento de projetos eletrônicos embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil. Também atua no ensino eletrônica e programação pelo Brasil. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware, como o projeto Franzininho Participou da residência hacker 2018 no Redbull Basement. Quando não está ministrando palestras, cursos ou workshops, dedica seu tempo “escovando bits” ou projetando placas eletrônicas.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar