Como desenvolver sistemas embarcados industriais aproveitando o ecossistema maker

A Raspberry Pi é um dos símbolos mais significativos das placas Maker, junto com o Arduino, são sem dúvida um dos hardwares que impulsionaram e iniciaram o importante movimento Maker (pelo menos na área de eletrônica) que está mudando o mundo! Ambas iniciativas foram lançadas com propósito de popularizar a eletrônica e suplementar o ensino, especialmente de programação. Com grande mérito em seu propósito, tornaram-se rapidamente fenômenos mundiais e fomentaram comunidades gigantes baseadas nas premissas de open source, gerando todo um ecossistema em torno dessas placas.

Como era de se esperar, estes fenômenos transcenderam a área de ensino e rapidamente foram adotados pela indústria. Na indústria, entretanto, estes hardwares não se mostraram suficientemente robustos para todas as aplicações e ambientes, enfrentando problemas principalmente nas aplicações e ambientes mais exigentes. Limitações como temperatura de trabalho, ciclo de vida e cadeia de suprimentos, resistência à vibração, conectores, fator de forma e outros limitam a aplicação de uma Raspberry Pi ou Arduino em um equipamento profissional.

No entanto, é indiscutível sua importância nas fases preliminares de um projeto de sistema embarcado. Equipes de engenharia no mundo todo utilizam estas plataformas maker, e respectivos ecossistemas de add-on boards e Shields, para desenvolver mais rapidamente suas provas de conceito e protótipos de equipamentos profissionais. Em um estágio seguinte, uma vez que o projeto/ideia está validado, partem para adotar plataformas mais profissionais e garantidas para a indústria.

Pensando neste cenário, e considerando a crescente demanda por ciclos mais rápidos de desenvolvimento, a Toradex desenvolveu uma nova placa base, a Aster Carrier Board. A Aster suporta todos os computadores em módulo da família Colibri e possui um header compatível com a conexão de Shields de Arduino e um header semelhante ao do padrão da Raspberry Pi. Vide figura abaixo:

Aster Carrier Board da Toradex
Figura 1 – Aster Carrier Board da Toradex

Além dos headers Raspberry PI e Arduino, a Aster Carrier Board conta com conector VGA e Unified Display Interface (uma combinação de display RGB e Touch resistivo existente em todas as carrier boards da Toradex) para saída de vídeo, portas USB, Ethernet, SDCard e uma micro USB que pode alimentar a placa e ao mesmo tempo servir como uma serial de acesso ao Linux rodando no módulo conectado a Aster (UART A via CI FTDI já incluso na placa).  Vide abaixo o diagrama de blocos da placa.

Diagrama de blocos da Aster Carrier Board.
Figura 2 – Diagrama de blocos da Aster Carrier Board.

A grande vantagem de utilizar essa placa é permitir que o desenvolvedor de equipamentos profissionais utilize o grande ecossistema de Shields e placas compatíveis com Arduino e Raspberry Pi para desenvolver sua prova de conceito e/ou protótipo em uma plataforma industrial e confiável para aplicação final.

Usando Shields na Aster Carrier Board.
Figura 3 – Usando Shields na Aster Carrier Board.

Assim, o retrabalho necessário para desenvolver o produto final fica reduzido por diversos motivos:

  • O software já está desenvolvido na plataforma correta;
  • Não existe dúvida com relação ao desempenho do equipamento em campo visto que o protótipo foi desenvolvido no mesmo hardware;
  • A Toradex oferece recursos para acelerar o projeto de hardware (Reference Design, Design Guide e Pinout-Designer) além do suporte técnico local para empresas em desenvolvimento (Talk is cheap, show me your code! – Ligue para nós e informe-se! – 19 3327 3738).

Ao adotar a Aster, você poderá confiar na família Colibri que possui um grande conjunto de computadores em módulos (também conhecidos como System on Module) pino compatíveis entre si e são baseados nos consagrados processadores de aplicação da NXP i.MX6, i.MX7, Vybrid e NVIDIA Tegra 2 e Tegra 3.

Os módulos da família Colibri possuem pelo menos 10 anos de ciclo de vida e novos membros são adicionados à família quase todos os anos, veja aqui o nosso lançamento Colibri iMX6ULL, permitindo que você fique tranquilo pois terá um ciclo de vida virtualmente infinito para seu produto uma vez que pode migrar para outro módulo com mesma pinagem.

Para adquirir a sua Aster, entre em contato com o escritório da Toradex Brasil, temos placas disponíveis para a venda e com entrega imediata a partir de nosso estoque local. Se quiser conferir um exemplo de projeto desenvolvido na placa Aster, leia o artigo: Criando interfaces gráficas com Electron para Linux Embarcado.

(*) Este post foi patrocinado pela Toradex Brasil

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Conceito de Engenharia » Como desenvolver sistemas embarcados industriais aproveitando o ecossistema maker
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Talvez você goste:

Séries

Menu

WEBINAR
 
BlueNRG-LP – Bluetooth 5.2 de longo alcance para aplicações industriais

Data: 05/11 às 15:00h - Apoio: STMicroelectronics
 
INSCREVA-SE AGORA »



 
close-link