4 Comentários

Conheça o framework TouchGFX

Este post faz parte da série TouchGFX da ST. Leia também os outros posts da série:

Neste artigo vamos conhecer o framework TouchGFX da ST para desenvolvimento de aplicações gráficas sensíveis ao toque.

O Framework até pouco tempo era da empresa Draupner Graphics, porém a ST adquiriu a empresa. A compra trouxe boas notícias para os adeptos ao STM32 pois o framework ficou gratuito, em contrapartida, a ST descontinuou o suporte para as placas de outros fabricantes (Renesas e NXP), o que era esperado.

Visão geral do TouchGFX

O framework conta com uma interface muito amigável e intuitiva, onde o desenvolvedor é capaz de criar suas próprias telas com a facilidade do drag and drop, no melhor estilo QT. Por enquanto ainda não possui uma grande variedade de widgets, porém aumentou bastante na ultima atualização e a maioria dos widgets é customizável, permitindo deixar a interface com a cara do seu projeto.

O touchGFX gera o código C++ para a aplicação com suporte a diversas IDE's, entre elas estão:  IAR, Embedded Workbench, Arm Keil e IDE's baseadas em GCC.

O instalador conta com duas ferramentas: o TouchGFX designer e o environment. O TouchGFX designer é a área de trabalho para desenvolver sua aplicação gráfica. Ele conta com um emulador para testar suas aplicações na própria tela principal e também um botão para fazer deploy da sua aplicação na placa, o que deixou o framework ainda mais amigável ao usuário e reduzindo assim o seu nível de dificuldade, já que não se faz necessário o uso do gcc na linha de comando para compilar e emular a aplicação. Outra facilidade é que agora com as recentes atualizações, o CubeMX tem suporte para o framework!

Para os usuários mais experientes, o TouchGFX environment é o MinGW configurado. Ele é utilizado para compilar, rodar e navegar pelas pastas da sua aplicação direto na linha de comando usando gcc e make.

Sistema operacional e suporte

A aplicação gráfica criada é implementada numa task do FreeRTOS, mas sinta-se livre para portar a aplicação para um OS diferente ou até mesmo, usar sem nenhum RTOS como explica estes artigos: Alterando o RTOS, removendo o OS. Estes posts foram retirados do "TouchGFX help center" e pelo que pude ver, a comunidade é bem ativa e costuma responder as perguntas dos membros, além disso o help center conta com uma ótima documentação para quem deseja começar a utilizar a ferramenta.

Além da boa documentação, todos as placas de avaliação da ST possuem exemplos de aplicações prontas para serem baixadas e testadas. As aplicações estão prontas para serem emuladas e gravadas na placa e possuem todo o pacote de suporte com bibliotecas.

TouchGFX

Figura 1: Exemplo de aplicações

O que achou do TouchGFX? Já testou? Deixe sua experiência, seu feedback é muito importante para mim.

Saiba mais

GUIX Studio: crie interfaces gráficas (GUI) com a Plataforma Renesas Synergy™

Criando interfaces gráficas com Electron para Linux Embarcado

Espressif anuncia suporte para bibliotecas gráficas no ESP32

Referencias

TouchGFX Help Center

TouchGFX site

Outros artigos da série

Primeiros passos com o framework TouchGFX >>
Este post faz da série TouchGFX da ST. Leia também os outros posts da série:
Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Software » Conheça o framework TouchGFX
Talvez você goste:
Comentários:

4
Deixe um comentário

avatar
2 Comentários
2 Respostas
0 Seguidores
 
Discussão de maior alcance
Discussão mais quente
3 Autores de comentários
Jonathan GonzagaMuriel CostaJosé Maurício Alencar FIlho Comentários recentes
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Jonathan Gonzaga
Visitante
Jonathan Gonzaga

Queria testar mas só roda em Windows.

José Maurício Alencar FIlho
Visitante
Maurício

A dúvida é, é funcional para diversos modelos TFT touch ou só os pre-selecionados da ST?

Séries



Outros da Série

Menu