Conheça a Plataforma Google Coral

Plataforma Google Coral

Ano passado o Google anunciou, durante a Google Next, o lançamento de dois hardwares: uma placa de desenvolvimento e um USB Accelerator, ambos baseados no Edge TPU do Google ASIC específico para execução de machine learning. E agora quase um ano depois, batizado de Coral, anunciaram uma versão beta desses dois hardwares e que eles já estão disponíveis para venda. Confira a seguir algumas informações sobre eles.

Stick Coral

1 7ue fqyTlFgl5tUly wARA
Figura 1: Stick Coral

O Stick Coral, USB Accelerator, possui seu ASIC personalizado, o que o torna fácil de usar parecendo um disco flash. Possui um soquete USB 3.0 Type-C para dados e energia, mas também é fornecido com um cabo A para USB-C.  Além disso, funciona com Raspberry Pi, embora tenha velocidade USB 2.0, qualquer plataforma Arm, ou x86 de 64 bits, suportada pelo Debian Linux.

Seu desenvolvimento é baseado no microprocessador Arm Cortex-M0+ de 32 bits rodando a 32MHz, com 16KB de flash e 2KB de RAM, que fornece todo o suporte necessário para o Edge TPU. E em funcionamento opera com 500mA. O produto está sendo comercializado pelo valor de US$74,99.

Placa de desenvolvimento Coral

1 VwbInEmRu24 pI5OH6yKXg
Figra 2: Placa de desenvolvimento Coral

A placa de desenvolvimento Coral foi desenvolvida com o objetivo de servir de ferramenta de desenvolvimento de produto, destinada a desenvolvedores de hardware que usam protótipos de dispositivos IoT e outros sistemas incorporados que exigem inferência rápida de machine learning no dispositivo. A placa roda Debian Linux, e possui:

  • portas USB 2.0/3.0;
  • interface de exibição DSI;
  • interface de câmera MIPI-CSI;
  • porta Gigabit Ethernet;
  • entrada de áudio de 3,5 mm;
  • terminal de 4 pinos de 2,54 mm para alto-falantes estéreo;
  • conector HDMI 2.0a;
  • dois microfones PDM Digital;
  • GPIO de 40 pinos “Raspberry Pi like”.

A placa possui também um system-on-module (SoM) removível de 40x48mm baseado no  i.MX 8M da NXP e no próprio Edge TPU. O SoM tem um coprocessador criptográfico, suporte Wi-Fi e Bluetooth 4.1 integrado, 1G de RAM LPDDR4 e 8 GB de eMMC. E como adicional o Google oferece uma câmera para acompanhar a placa, baseada no sensor Omnivision OV5645 de 5 megapixels. Está sendo comercializada pelo valor de  US$149,99.

Software

O Stick Coral e a placa de desenvolvimento precisam ser desenvolvidos no TensorFlow Lite e em seguida compilados para serem executados no Edge TPU usando um compilador da web, que traz mais acessibilidade aos produtos. 

Referências

https://developers.googleblog.com/2019/03/introducing-coral-our-platform-for.html
Website | Veja + conteúdo

Engenheira eletricista, especialista em desenvolvimento de software embarcado na V2COM e mestranda na área de 5G na Unicamp.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Comentários:
Notificações
Notificar
guest
2 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Ciro Peixoto
Ciro Peixoto
25/03/2019 09:40

Honestamente essa placa me parece um elefante branco que pra fazer alguma coisa séria nescessitaria de ser remodelada, pra começar temos que ter um Raspbarry funcionando pra poder “rodar linux”…. Hoje em dia quando se fala em IOT temos muitos sonhos e pouca coisa prática. Essa placa me parece mais um Arduino tropeçando em suas proprias pernas longas….

Laercio Guerço Rodrigues
Laercio Guerço Rodrigues
Reply to  Ciro Peixoto
25/03/2019 11:14

Não entendi a necessidade de um Raspberry? É isso mesmo?

Talvez você goste:

Nenhum resultado encontrado.

Séries

Menu