6 Comentários

Dicas para configurar seu laboratório de eletrônica - Parte 1

laboratório de eletrônica
Este post faz parte da série Dicas para montar seu laboratório de eletrônica. Leia também os outros posts da série:
  • Dicas para configurar seu laboratório de eletrônica - Parte 1

O uso de boas ferramentas irá te ajudar a fazer um trabalho de qualidade, com segurança e ergonomia. Costumo dizer que ferramenta é investimento, por isso acho importante sempre procurar um bom custo benefício em equipamento em ferramentas.

Nesta série de artigos irei apresentar ferramentas e instrumentos para seu laboratório de eletrônica. Claro que alguns equipamentos são de usos específicos e você pode não precisar. O foco aqui é abordar uma bancada para uso doméstico, makerspace, etc

Neste primeiro artigo vou apresentar as ferramentas e instrumentos básicos para iniciar a sua bancada de eletrônica.

Bancada

Um boa área de trabalho ajuda bastante durante o desenvolvimento, testes e manutenção eletrônica. Infelizmente não são todos que possuem uma garagem ou um espaço bacana em casa para uma bancada. Sendo assim, é importante otimizar o espaço para a bancada, que pode ser muito bem aproveitado, até mesmo dentro de um apartamento.

Apesar de existirem diversas opções no mercado, você pode montar facilmente a sua bancada comparando madeira e estrutura de fixação em lojas de materiais. Eu acho bacana que a bancada tenha um espaço de trabalho e uma área para os instrumentos e componentes, como exibido na imagem a seguir:

Fonte: https://opensource.com/life/16/8/how-build-your-own-maker-workbench

Você pode usar uma mesa de escritório e montar as prateleiras, conforme a sua necessidade.

Também é importante ter uma boa cadeira, com um bom encosto e de preferência com rodinhas para facilitar a locomoção.

Vale também considerar o trabalho em pé, se for usar o seu laboratório por longos períodos, trabalhar algumas horas em pé vai ajudar muito.

Também é importante preparar uma boa iluminação. Você pode usar luminárias móveis ou pode instalar lâmpadas diretamente na bancada.

Fonte: https://webkits.hoop.la/topic/lumina-rias-para-bancada

Multímetro

Um multímetro é uma ferramenta de medição absolutamente necessária, e geralmente é o primeiro instrumento comprado para o laboratório. Ele lhe ajudará a solucionar problemas em circuitos e medições diversas em sua bancada.

Existem diversos tipos de multímetros, e eu recomendo que escolha um modelo conforme a sua necessidade. Bons multímetros digitais são encontrados no mercado com um bom valor. Eu gosto dos multímetros com auto-range, que agilizam bastante durante as medições.

Estação de Solda ou Ferro de Solda

Ter uma estação de solda ou um bom ferro de solda em sua bancada é extremamente necessário. Mesmo que você não monte circuitos, em algum momento você vai precisar soldar um componente ou um cabo durante seus testes.

Uma estação de solda é a melhor opção. Ela possui regulagem de temperatura, boas pontas e um suporte. Porém, estações de solda são relativamente caras.

Mas se você não faz muita solda, um ferro de solda de 30 W com uma boa ponta e um suporte, já é suficiente para os trabalhos com solda.

Cuidado para não comprar ferros de solda de má qualidade. Eles não possuem uma boa proteção para as mãos, seu cabo é muito frágil, além da ponta ser muito ruim. A imagem exibe um ferro de solda que não é recomendado:

É sempre importante ter cuidado no uso da estação/ferro de solda, tanto para segurança quanto para durabilidade da ferramenta.

É muito comum ver, principalmente em espaços compartilhados, o mau uso do ferro de solda o que danifica sua ponta e acaba deixando-o ruim para solda de componentes.

Outro ferro de solda bacana para trabalho leve é o TS100.

Se você irá trabalhar com soldagem ou dessoldagem de componentes SMD, talvez uma estação de ar seja importante pra você:

Ela te ajudará muito no trabalho com componentes SMDs.

Acessórios para soldagem

Além do ferro de solda, você também precisa de alguns acessórios para soldagem:

Estanho

Um rolo de estanho de 0,5 mm² ou 1,0 mm² lhe atenderá por um bom tempo.

Você também pode comprar quantidades menores:

É importante comprar estanho que já possua fluxo interno.

Suporte para ferro de solda

Um suporte para ferro de solda irá te ajudar muito. Ele prevenir acidentes e te ajudará durante a soldagem. Não economize deixando de comprar um suporte:

Alguns ferros de solda vêm com um suporte de metal. Só use esse suporte em último caso. É muito perigoso usar esse suporte e pode danificar a superfície onde ele está apoiado, já que é metal:

Malha dessoldadora

A malha dessoldadora de cobre te ajudará a retirar curto em terminais de CIs. Facilita muito o trabalho.

laboratório de eletrônica

Esponja para limpeza de ponta de ferro de solda

Para uma boa soldagem é importante a limpeza da ponta do ferro de solda. As esponjas vegetais são muito utilizadas para isso, porém requerem que estejam úmidas:

Por outro lado, esponjas metálicas facilitam a limpeza do ferro de solda e garantem a durabilidade das pontas:

Nunca limpe a ponta do ferro de solda com lixas, limas, etc. Isso danifica a ponta, já que removendo a camada de níquel a ponta do ferro de solda  diminua sua propriedade de aquecimento e oxida facilmente.

Alicate de corte diagonal para componentes

Um bom alicate vai te ajudar muito e durará por anos (claro, se você usar bem). Aqui vale muito o ditado “o barato sai caro”.  Recomendo que compre um alicate de qualidade, próprio para componentes eletrônicos, como o exibido na imagem:

A imagem a seguir exibe um alicate que não é adequado para trabalho com eletrônica:

Me dá um desespero quando vou fazer atividades e o local disponibiliza esse tipo de alicate para os participantes. 🙁

Sugador de Solda

Um sugador de solda lhe ajudará a remover um componente danificado. É importante comprar um bom sugador e não esquecer da proteção de silicone:

Suporte “terceira mão”

Um bom suporte lhe ajudará durante a soldagem de placas ou até mesmo para visualizar componentes (modelos com lupas). A imagem a seguir exibe um modelo de suporte:

Solda em pasta

Se você vai trabalhar com soldagem de SMD’s é interessante ter um tubo de solda em pasta. Porém é importante observar que esse produto requer uma temperatura de armazenamento e tem validade.

Fluxo de solda

Em algum momento você pode precisar de fluxo de solda. O fluxo de solda facilita o processo de soldagem e também pode ser usado para remoção e limpeza da oxidação formada em soldas e terminais de componentes.

Pinças para SMD

Um jogo de pinças SMD irá te ajudar no trabalho com componentes pequenos. Existem alguns modelos e até antiestáticos:

Conclusão

Nesta primeira parte apresentei o básico para se ter uma bancada de eletrônica. Nos próximos artigos vou apresentar mais equipamentos e ferramentas.

Deixe seu comentários sobre sua bancada ou dica de equipamentos/ferramentas.

Este post faz da série Dicas para montar seu laboratório de eletrônica. Leia também os outros posts da série:
  • Dicas para configurar seu laboratório de eletrônica - Parte 1
Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Maker » Dicas para configurar seu laboratório de eletrônica - Parte 1
Comentários:

6
Deixe um comentário

avatar
4 Comentários
2 Respostas
0 Seguidores
 
Discussão de maior alcance
Discussão mais quente
5 Autores de comentários
Mateus AlvesAdriano MatosFábio SouzaSandro SachserGabriel Comentários recentes
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Mateus Alves
Membro
Mateus Alves

Muito bom, Fábio!

Era exatamente o que eu estava precisando.

Na verdade, fiquei apenas com uma dúvida. Quando você fala do TS100 você menciona que seria para trabalho leve. O que exatamente você quis dizer com isso? Eu vi alguns reviews e fiquei bastante interessado!

Obrigado pelo artigo!

Adriano Matos
Visitante
Adriano Matos

Ótimas dicas, ansioso pelos próximos artigos, estou montando o meu aos poucos.

Preciso de 01 suporte "quarta mão" para não me queimar 😀

No meu caso como sou novato, acho que seria bom se tivesse falado algo mais a solda em pasta e fluxo de solda (só opinião). Acho que você não quiz deixar o artigo muito longo, aí tudo bem.

Parabéns pelo ótimo trabalho.

Sandro Sachser
Visitante
Sandr

Olá Fábio, tudo bom? Não entendi a questão sobre os ferros de solda... aparece um WELLER ali e seu comentário não o recomenda..? A linha Weller não é a mesma das estações de solda (caríssimas)? Abraço.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Bacana, parabéns.

Talvez você goste:

Séries



Outros da Série

Menu