Trazendo o mundo real para dentro do processador – Condicionamento de sinais analógicos – Parte 3

sinais analógicos

Introdução

Neste artigo será abordado o condicionamento de sinais analógicos cujo conteúdo a ser medido é em corrente alternada (CA), ou seja, são as frequências do sinal que nos interessam. Frequentemente o sinal CA é montado sobre um sinal em corrente contínua (CC), que nem sempre é adequado para a entrada analógica do seu circuito. No decorrer deste artigo serão apresentadas algumas situações mais comuns e algumas ideias de como realizar esse condicionamento.

Análise das situações mais frequentes

Para ilustrar e simular as situações mais frequentes foi utilizado o programa gratuito LTSpice IV fornecido pela Linear Technology. Os circuitos desenvolvidos como exemplo podem ser acessados aqui. Retirar a componente em corrente contínua de um sensor ou transdutor nada mais é do que submeter esse sinal a um filtro passivo do tipo passa-altas. Só para recordar, a Figura 1 mostra um filtro passivo do tipo passa-altas e a fórmula para calcular a frequência de corte desse filtro.

Filtro passa-altas para condicionamento de sinais analógicos.
Figura 1 – Filtro passa-altas

Pode-se classificar as situações mais frequentes como a combinação das seguintes especificações:

  • Quanto à relação entre as amplitudes máximas do sinal em corrente alternada com a máxima excursão desejada após o condicionamento:
    • O sinal é menor do que o desejado -> Amplificação;
    • O sinal é maior do que o desejado -> Atenuação.
  • Quanto a uma nova componente em corrente contínua desejada na saída do condicionador:
    • A referência é o GND do circuito;
    • A nova referência é uma componente em corrente contínua, em geral correspondente à metade da excursão do sinal na saída do condicionador.

Suponhamos que o nosso sensor ou transdutor tenha uma componente em corrente contínua de 10 Vcc. Vamos detalhar alguns cálculos comuns aos circuitos utilizados nos exemplos.

  • Frequência de corte do filtro passa-altas: fc = 1/(2 x π x 10 µF x 100 kΩ) = 0,16 Hz
  • Ganho do amplificador operacional não inversor:  G = 1 + R3/R4

Situação 1

Nessa situação, o sinal em CA é menor do que o necessário e a saída é referenciada ao GND. Pode-se observar o circuito desenvolvido para essa situação na Figura 2. O sinal do sensor tem 2 Vpp, e o de saída tem 10 Vpp.

 Sensor com 10 Vcc e 2 Vpp em CA. - Saída 10 Vpp simétrica com relação ao GND
Figura 2 – Sensor com 10 Vcc e 2 Vpp em CA. – Saída 10 Vpp simétrica com relação ao GND

A simulação desse circuito produziu o seguinte gráfico de sinais (Figura 3).

Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída - Situação 1
Figura 3 – Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída – Situação 1

Observe como o sinal após a passagem pelo filtro passa-altas já perdeu a componente CC e oscila em torno de GND. Foi necessária uma simples amplificação pelo fator de 5 para atingir as especificações desejadas.

Situação 2

Nessa situação, o sinal em CA é maior do que o necessário e a saída é referenciada ao GND. Pode-se observar o circuito desenvolvido para essa situação na Figura 4. O sinal do sensor tem 20 Vpp e o de saída tem 10 Vpp.

Sensor com 10 Vcc e 20 Vpp em CA. - Saída 10 Vpp simétrica com relação ao GND
Figura 4 – Sensor com 10 Vcc e 20 Vpp em CA. – Saída 10 Vpp simétrica com relação ao GND

Observe que o circuito apresentado na Figura 4 realiza uma atenuação puramente resistiva do sinal CA filtrado. A simulação desse circuito produziu o seguinte gráfico de sinais (Figura 5).

Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída - Situação 2
Figura 5 – Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída – Situação 2

Situação 3

Nessa situação, o sinal em CA é menor do que o necessário e a saída é referenciada a 2,5 Vcc. Pode-se observar o circuito desenvolvido para essa situação na Figura 6. O sinal do sensor tem 2 Vpp, e o de saída tem 5 Vpp, montado numa referência de 2,5 Vcc.

Sensor com 10 Vcc e 2 Vpp em CA. - Saída 5 Vpp simétrica com relação a 2,5 Vcc
Figura 6 – Sensor com 10 Vcc e 2 Vpp em CA. – Saída 5 Vpp simétrica com relação a 2,5 Vcc

Observe na Figura 6, que na saída do sinal filtrado já é somado um sinal em CC de referência e que nessa solução esse sinal também é amplificado também pelo ganho do amplificador operacional para compor o sinal de saída. O ganho do amplificador é G = 2,5. A componente CC gerada na entrada do amplificador operacional é:

Voffset = Vcc x R2/(R5 + R2) = 12 x 10 k/ (10k + 110k) = 12 x 0,0833 = 1,0

Multiplicado pelo ganho, Voffset na saída = 2,5 Vcc.

Observe que esse arranjo também afeta a frequência de corte do filtro passa-altas:

Fc = 1/(2 x π x 10 µF x 110 kΩ // 10 kΩ) => Fc = 1,74 Hz

Para o nosso caso isso não altera em nada os resultados. A simulação desse circuito produziu o seguinte gráfico de sinais (Figura 7). 

Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída - Situação 3
Figura 7 – Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída – Situação 3

Há uma outra solução para essa situação, na minha opinião brilhante, que é o circuito ilustrado na Figura 8. Nesse circuito separa-se a geração do Voffset em CC da amplificação do sinal em CA. É lindo!!!!

Circuito alternativo para a solução da Situação 3
Figura 8 – Circuito alternativo para a solução da Situação 3

O gráfico da simulação desse circuito pode ser observado na Figura 9.

Ondas Circuito 3a
Figura 9 – Simulação do circuito da Figura 8. Voffset = 2,5 V, Vsaída = 5 Vpp

Situação 4

Nessa situação, o sinal em CA é maior do que o necessário e a saída é referenciada ao 2,5 Vcc. Pode-se observar o circuito desenvolvido para essa situação na Figura 10. O sinal do sensor tem 10 Vpp, e o de saída tem 5 Vpp.

Sensor com 10 Vcc e 10 Vpp em CA. - Saída 5 Vpp simétrica com relação a 2,5 Vcc
Figura 10 – Sensor com 10 Vcc e 10 Vpp em CA. – Saída 5 Vpp simétrica com relação a 2,5 Vcc

Observe que o circuito apresentado na Figura 10, a tensão de offset é determinada pelo divisor resistivo formado por R5 e R2, enquanto que a atenuação do sinal filtrado é produzida pela relação dos resistores R6 e R5 // R2. A simulação desse circuito produziu o seguinte gráfico de sinais (Figura 11). 

Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída - Situação 4
Figura 11 – Gráfico com os sinais da Entrada, Filtrado e da Saída – Situação 4

Conclusão

Este artigo técnico encerra a série sobre condicionamento de sinais analógicos. Leia também os demais artigos dessa série.

Agradecimentos

Meus agradecimentos ao Haroldo Amaral pela sua contribuição na elaboração deste artigo técnico.

Referências

Crédito para a figura destacada – Free Images -red-wave-1463993-1280×960

Crédito para a Figura 1Saber Elétrica – Uma análise filtros passivos

Outros artigos da série

<< Trazendo o mundo real para dentro do processador – Condicionamento de sinais analógicos – Parte 2Trazendo o mundo real para dentro do processador – Condicionamento de sinais analógicos – Parte 4 >>
Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

[wpseo_breadcrumb]
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
2 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Franklin S.C. Bonfim
Franklin Bonfim
01/04/2016 10:04

O link “Trazendo o mundo real para dentro do processador – Condicionamento de sinais analógicos”, está levando para a página do artigo “Trazendo o mundo real para dentro do processador – Condicionamento de sinais analógicos – Parte 2”

Henrique Frank Werner Puhlmann
Reply to  Franklin Bonfim
01/04/2016 10:53

Caro Franklin,
obrigado pelo aviso! Já está corrigido.
Abraço

Talvez você goste:

Séries



Outros da Série

Menu
Privacy Settings saved!
Configurações de Privacidade

Entenda quais dados e informações usamos para ter melhor entrega de conteúdo personalizado para você.

These cookies are necessary for the website to function and cannot be switched off in our systems.

Para usar este site, usamos os seguintes cookies tecnicamente exigidos

  • wordpress_test_cookie
  • wordpress_logged_in_
  • wordpress_sec

Decline all Services
Accept all Services