Como usar o Arduino para aprender sobre sistemas embarcados?

Como usar o Arduino para aprender sobre sistemas embarcados?

O Arduino se tornou bem popular e acessível nos últimos anos. Criado em 2005 na Itália com a proposta de ser uma ferramenta para facilitar o desenvolvimento de projetos interativos por alunos de design, hoje está presente em diversas áreas de conhecimento. Há alguns anos, nas universidades e escolas técnicas, os Microcontroladores PIC e 8051 eram explorados a fundo e geralmente usados para diversos projetos acadêmicos. Hoje o Arduino está presente sendo a primeira plataforma escolhida pelos alunos para seus projetos.

 

Por outro lado, frequentemente temos em pauta a discussão sobre o uso de Arduino como uma ferramenta para ensino e aprendizagem de sistemas embarcados na academia. Até fiquei sabendo que algumas instituições e orientadores proíbem o uso de placas Arduino e seu ecossistema em trabalhos dos alunos.

 

Outra discussão frequente é em relação ao uso de Arduino como ferramenta para desenvolvimento de projetos profissionais, mas esse será um papo para outra hora e não abordaremos nesse material. Se você quiser saber mais sobre esse assunto, acesse o artigo: Editorial: Uso de kits comerciais para desenvolvimento de produtos

 

Hoje as placas Arduino e/ou seu ecossistema, geralmente é a porta de entrada para que estudantes e entusiastas tenham o primeiro contato com sistemas embarcados. Infelizmente as escolas técnicas e faculdades nem sempre conseguem comprar ferramentas de desenvolvimento mais adequadas para estudos de sistemas embarcados e que possibilitam a exploração de mais recursos. Assim, geralmente o Arduino é opção escolhida para integrar o kit de aprendizagem/aplicação do aluno.

 

Mas como usar o Arduino para aprender e desenvolver habilidades na área de desenvolvimento de sistemas embarcados? Ou com Arduino ficamos limitados às facilidades da plataforma e nos tornamos apenas aplicadores de bibliotecas em projetos?

 

No vídeo a seguir trago essa discussão, e destaco alguns pontos (prós e contras) sobre o uso da plataforma para ensino e aprendizagem de sistemas embarcados.

 

O vídeo tem o foco em alunos, professores e instituições que tem como objetivo a formação de profissionais da área de sistemas embarcados, excluindo áreas que usam o Arduino como ferramenta de aplicações.

 

Video: Como usar o Arduino para aprender sobre sistemas embarcados?

 

 

Deixe seu comentário abaixo sobre essa discussão.

 

Aproveite para inscrever-se no meu canal e fique à vontade para sugerir tópicos a serem abordados.

 

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Fábio Souza
Engenheiro com experiência no desenvolvimento de projetos eletrônicos embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil. Também atua no ensino eletrônica e programação pelo Brasil. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware, como o projeto Franzininho Participou da residência hacker 2018 no Redbull Basement. Quando não está ministrando palestras, cursos ou workshops, dedica seu tempo “escovando bits” ou projetando placas eletrônicas.

3
Deixe um comentário

avatar
 
2 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Juan Carlos Suárez Barón Juanitoing84Fábio SouzaEverton Nerlan Carvalho Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Juan Carlos Suárez Barón Juanitoing84
Visitante
Juan Carlos

La mejor opción es programar los microcontroladores de Atmel de la placas de arduino configurando los registros con lenguaje Assembler y C para prender su arquitectura. Atmel Studio es un buen IDE para aprender a configurar los micros y simular su comportamiento.

Everton Nerlan Carvalho
Visitante
Everton Nerlan Carvalho

Creio que os professores não autorizem o uso do Arduino em alguns casos pois a matéria ensinada e a didática deve ter como objetivo o aprendizado do design de circuito impresso, nesse caso não seria interessante o uso de uma placa pronta, mas o aluno pode usar o mesmo microcontrolador usado no Arduino.