Como anda o Linux?

linux

A Linux Foundation, organização sem fins lucrativos cujo objetivo é fomentar o desenvolvimento do Linux, liberou o relatório “Linux Kernel Development: How Fast It is Going, Who is Doing It, What They Are Doing and Who is Sponsoring It”, referente ao ano de 2013.

Esse relatório, atualmente na sua 5ª edição, é liberado anualmente, de forma a ilustrar o trabalho realizado no kernel Linux, considerado hoje um dos maiores projetos cooperativos da história da computação, e o processo de desenvolvimento empregado no mesmo.

A edição atual, que detalha o trabalho realizado ao longo das versões 3.3 e 3.10, trazem alguns detalhes bem interessantes:

– Uma nova versão estável é liberada a cada 2-3 meses, contendo novas funcionalidades significantes;

– A taxa de alteração do código do kernel é alta e em constante crescimento, sendo que cada versão acomoda mais de 10.000 patches e traduz o trabalho de mais de 1.100 desenvolvedores, os quais representam mais de 225 empresas. No período referente à edição atual do relatório, foi verificada uma taxa de aceitação de mudanças no kernel por hora igual a 7,14. Ou seja, 171 mudanças por dia e mais de 1.200 alterações por semana!;

– Desde 2005, aproximadamente 10.000 desenvolvedores de mais de 1.000 empresas têm contribuído com o kernel Linux. Um detalhe: muitas dessas empresas são forte competidoras entre si em outras áreas de atuação. Linux agrega forças!;

– Desde o último relatório, mais de 1.100 desenvolvedores de 225 empresas contribuíram com esse projeto. Em específico, a versão 3.10 é a que agregou o maior número de desenvolvedores oferecendo contribuições até o momento, 1.392 no total!

Pelo fato de o projeto do kernel Linux ser open-source, existe um trabalho muito forte da comunidade para o seu desenvolvimento, como mencionado acima. Mas o que seria essa comunidade? Existe uma tendência em supor que a mesma seja compreendida pelos criadores do projeto e por desenvolvedores entusiastas. Mas essa suposição não é verdadeira hoje! Mais de 80% dos envolvidos no processo de desenvolvimento do kernel está vinculado à ou é patrocinado por empresas! Veja abaixo a lista top 10 das empresas que mais contribuíram com o kernel.

Who Writes Linux Infographic Sept 2013

Faz sentido pensar que grande parte dessas empresas é fabricante de microprocessadores, já que o kernel Linux suporta 30 arquiteturas.

 A versão completa do relatório pode ser obtida aqui.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

[wpseo_breadcrumb]
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
5 Comentários
recentes
antigos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Caio Pereira
Caio Pereira
01/10/2013 08:26

Muito Legal encontrar o Mauro Carvalho Chehab (que é Brasileiro) entre os Top 10!
Conversei com ele na LinuxCon em 2011 , ele cuida da parte de drivers de multimídia , na época conversei com ele sobre os receptores dongle USB ISDB-Tb (LinuxCon 2011-SP).

Henrique Rossi
Reply to  Caio Pereira
01/10/2013 23:50

Muito bacana mesmo encontrar brasileiros nessa lista! Show!

Matheus Quick
Matheus Quick
12/03/2017 17:33

Viva o linux

trackback
28/05/2015 00:32

[…] por que Linux? Já escrevemos aqui [7] e em outros artigos as vantagens de se usar Linux, entre elas a comunidade crescente, a infinidade […]

trackback
27/03/2015 07:13

[…] por que Linux? Já escrevemos aqui [7] e em outros artigos as vantagens de se usar Linux, entre elas a comunidade crescente, a infinidade […]

Talvez você goste:

Nenhum resultado encontrado.

Séries

Menu
Privacy Settings saved!
Configurações de Privacidade

Entenda quais dados e informações usamos para ter melhor entrega de conteúdo personalizado para você.

These cookies are necessary for the website to function and cannot be switched off in our systems.

Para usar este site, usamos os seguintes cookies tecnicamente exigidos

  • wordpress_test_cookie
  • wordpress_logged_in_
  • wordpress_sec

Decline all Services
Accept all Services