Organização das Bibliotecas do LTspice

biblioteca ltspice

Neste terceiro artigo sobre LTspice, vamos ver como é organizada a biblioteca de componentes. A versão que estou usando como referência é mostrada a seguir.

1
Figura 1 – Versão do LTspice.

Nessa versão para Windows, o LTspice é instalado numa pasta recomendada ou outra que você escolher, mas, na pasta [Documentos] é criada uma estrutura de biblioteca e exemplos para trabalho, conforme mostrado a seguir.

2

O foco é na pasta [lib], onde componentes, símbolos e modelos spice são organizados. Nesta pasta encontraremos uma subpasta, nomeada [cmp], e seus arquivos. Observe que temos oito arquivos com o nome ‘standard’, mas cada um tem uma extensão diferente.

Quando selecionamos um resistor e vamos escolher um específico na lista, o arquivo ‘standard.res’ é a base de dados. Para capacitor é o arquivo ‘standard.cap’. Para indutor é o arquivo ‘standard.ind’. Para diodo é o arquivo ‘standard.dio’. Para transistor bipolar é o arquivo ‘standard.bjt. Para transistor de efeito de campo é o arquivo ‘standard.jft. Para transistor MOSFET é o arquivo ‘standard.mos, e para alguns componentes da Würth Elektronik é o arquivo ‘standard.bead’.

Esses arquivos estão dispostos como mostrado a seguir. Observe que as extensões dos arquivos informam que componentes estão contidos nos mesmos.

3
Figura 3 – Subpasta [cmp] da biblioteca.

No LTspice, quando estiver trabalhando é possível editar alguns desses arquivos diretamente. Eles são acessados da seguinte forma.

4

Outros componentes não são editados dentro do LTspice, mas acessando o arquivo ‘standard.?’, por exemplo, o arquivo ‘standard.dio’. Observe que dentro do LTspice não temos a opção para editar a base de dados.

5
Figura 5 – Edição de diodo não está disponível dentro do LTspice.

Seguindo com o exemplo do arquivo ‘standard.dio’, podemos editá-lo abrindo o arquivo e modificando valores ou inserindo novos modelos spice de diodos.

6
Figura 6 – Editando diretamente o arquivo ‘standard.dio’.

Todos os componentes têm símbolos e são encontrados na pasta [sym], e em suas subpastas, como por exemplo, [Digital], [ADC], [Optos] e outras como pode ser visto a seguir. A extensão dos arquivos de símbolos é *.asy.

7
Figura 7 – Subpasta de símbolos.

Outros componentes podem ser adicionados no LTspice, mas nem todos estão inclusos nos arquivos ‘standard.?’, na subpasta [cmp]. Então, podemos adicionar esses componentes na pasta [sub] e seus símbolos na pasta [sym]. Normalmente são nomeados com a própria referência do componente, como por exemplo, o opto-acoplador 4N25, cujo nome do arquivo é 4N25.sub ou 4N25.lib. Seu símbolo seria o arquivo 4N25.asy, encontrado na subpasta [sym][Optos].

8
Figura 8 – Subpasta subcircuitos com extensões .sub ou .lib.

A extensão *.sub ou *.lib, são subcircuitos, isto é, são modelos spice em arquivos textos, que podem ser editados com o Bloco de Notas do Windows, e são disponibilizados pelos fabricantes de componentes. Um modelo spice é mostrado a seguir.

9
Figura 9 – O modelo spice do opto-acoplador 4N25.

O arquivo do símbolo do 4N25, é o 4N25.asy, e pode ser editado dentro do LTspice.]

10 1

Bem, essa é a organização da biblioteca de componentes do LTspice. Como foi visto é possível expandi-la seguindo a estrutura e disposições mostradas. Nos próximos artigos seguiremos com novas análises.

Outros artigos da série

<< IoT e LTSpice, uma boa combinaçãoDiodo 1N4001 e suas curvas características usando o LTspice >>
Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

[wpseo_breadcrumb]
Comentários:
Notificações
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Talvez você goste:

Nenhum resultado encontrado.

Séries



Outros da Série

Menu
Privacy Settings saved!
Configurações de Privacidade

Entenda quais dados e informações usamos para ter melhor entrega de conteúdo personalizado para você.

These cookies are necessary for the website to function and cannot be switched off in our systems.

Para usar este site, usamos os seguintes cookies tecnicamente exigidos

  • wordpress_test_cookie
  • wordpress_logged_in_
  • wordpress_sec

Decline all Services
Accept all Services