A arte de especificar e encontrar componentes - Parte I

componentes
Este post faz parte da série A arte de especificar e encontrar componentes. Leia também os outros posts da série:

Introdução

 

Nos artigos técnicos da série Projetos de Desenvolvimento Antes de Começar enfatizamos a necessidade e a importância de se realizar uma boa especificação inicial dos requisitos do nosso projeto e um esforço para se aprofundar no conhecimento relativo à matéria específica que envolve esse projeto. Os artigos dessa série estão relacionados no final deste texto. No artigo Projetos de Desenvolvimento - Primeiros passos foi apresentada uma metodologia para desenhar o projeto em blocos, detalhando as conexões e interfaces do projeto. Esse desenho serve de referência para o restante do desenvolvimento.

 

Quando se chega no ponto em que devemos especificar os componentes do nosso projeto, é interessante, além de atender às especificações técnicas, tentar atender também a alguns requisitos e critérios não técnicos para a seleção. Nem sempre é fácil encontrar o que necessitamos e, quando encontramos, devemos tentar considerar esses critérios não técnicos para que esse componente não se transforme num grande problema ao invés de uma boa solução.

 

 

Alguns critérios para a seleção de componentes

 

Neste artigo serão destacados os critérios focados no pequeno e médio negócio, cuja produção do projeto será realizada num volume pequeno. Se a empresa em questão for de grande porte, esses critérios podem ser outros. Algumas empresas, por exemplo, incentivam que seus projetistas utilizem preferencialmente componentes que constam de uma lista de componentes homologados. De qualquer maneira é sempre bom estabelecer claramente esses critérios antes de selecionar os componentes para evitar surpresas desagradáveis. Alguns possíveis critérios para a seleção de componentes são:

 

  • Fornecedor: De preferência escolher componentes fabricados por empresas tradicionais (por exemplo: Texas Instruments, National Semiconductors - atual Texas -, Analog Devices, Fairchild, Freescale etc), que sejam distribuídos no Brasil e facilmente encontrados. Isso aumenta a chance de você encontrar mais de um fornecedor para esses componentes, o que garante uma perspectiva de vida mais longa para o seu projeto;
  • Encapsulamento: Encapsulamentos do tipo BGA (Ball Grid Array) ou similares podem causar muitos transtornos por causa da dificuldade de se montar um protótipo com eles ou de se realizar a troca desses componentes quando for necessária uma manutenção. Para pequenos projetos, pode-se ainda considerar o encapsulamento DIP (Dual Inline Package) como alternativa viável, especialmente para a nossa realidade;
  • Fornecedores Alternativos: Se houver fabricantes alternativos para o mesmo componente, pode-se garantir uma maior expectativa de vida  para o seu projeto, pois as empresas freqüentemente param de fabricá-los;
    • Verificar antes de eleger um componente, se o principal fabricante anunciou o encerramento de fabricação do mesmo. Eles fazem isso com alguma antecedência;
  • Quantidades mínimas: Evitar de especificar componentes que são fornecidos exclusivamente em embalagens com grandes quantidades (por exemplo 2000 ou 4000 unidades), a não ser que o seu projeto seja produzido em grande escala. A melhor estratégia na maioria dos casos é a de ter a possibilidade de fornecimento no varejo ou em pequenas quantidades;
  • Preço – O preço do componente pode muitas vezes ser proibitivo.

 

 

No artigo técnico O melhor microcontrolador para seu projeto publicado aqui no Embarcados, são apresentados alguns critérios específicos para selecionar microcontroladores. Vale a pena conferir.

 

 

Recursos para auxiliar a sua busca

 

Para encontrar componentes especiais, ou realizar uma busca por função, eu recomendo inicialmente o uso do site DIGCHIPNa opção Browse by function é apresentada uma lista dos componentes e seus fabricantes, inclusive vários datasheets. Pode-se observar essa página na Figura 1.

 

DIGCHIP - Busca por função

 

Figura 1: Página da busca de componentes eletrônicos por função.

 

Para mostrar um exemplo de busca, suponhamos que você deseje encontrar osciladores a cristal do tipo TCXO (Temperature Compensated Crystal Oscillators). Selecionando na página mostrada na Figura 1 a opção Timing Circuits, é apresentada a página mostrada na Figura 2.

  

DIGCHIP - Função dos osciladores

 

Figura 2: Página da busca de componentes eletrônicos temporizadores.

 

Nessa página, mostrada na Figura 2, selecionando a opção TCXO, você obtém a resposta mostrada na Figura 3.

  

DIGCHIP - Resultado da busca

.

Figura 3: Resultado da busca por circuitos do tipo TCXO.

 

Os resultados mostrados na Figura 3 enfocam mais as especificações dos componentes. É possível encontrar os mesmos resultados com enfoque nos fabricantes, se for realizada no mesmo site uma busca paramétrica

 

Há outras formas para se fazer esse tipo de busca por função. Pode-se recorrer às páginas dos grandes distribuidores de componentes eletrônicos e utilizar-se desse recurso quando disponibilizado nessas páginas. Na Figura 4 é mostrada a página do distribuidor NEWARK. Outros que você pode utilizar: FARNELL, RS COMPONENTS, DIGI-KEY etc.

 

 Newark

.

 Figura 4: Detalhe da busca por função na página da NEWARK

 

Outra forma de busca é a pesquisa direta nos sites dos fabricantes. O profissional de eletrônica mais experiente conhece os fabricantes mais tradicionais e também a sua principal vocação quanto ao tipo de componente. Por exemplo, a Vishay tem uma variedade enorme de componentes passivos. Microcontroladores? Tem os da Microchip, Texas, NXP, Atmel etc. Nesses sites também pode-se realizar a busca por função.

 

 

Resumo

 

O importante é estabelecer os critérios não técnicos para a seleção de componentes para o seu projeto de forma que esses possam ser aplicados após você encontrar os componentes que atendam aos requisitos técnicos. A observação de todos esses requisitos ajuda na escolha da melhor solução de compromisso. Dificilmente você vai encontrar um componente que atenda a todos os seus critérios de seleção.

 

Neste artigo o foco foi a elaboração de critérios para a seleção dos principais componentes eletrônicos do seu projeto. Foram apresentados alguns recursos que te ajudam a encontrar esses componentes, Na sequência,  A arte de especificar e encontrar componentes - Parte II, serão apresentados recursos para se encontrar outros componentes e materiais não necessariamente eletrônicos.

 

 

Para aprender mais

 

Projetos de Desenvolvimento: Antes de começar

 

Na série de artigos técnicos Projetos de Desenvolvimento: Antes de começar  foi enfatizada a necessidade e a importância de se realizar uma boa especificação inicial dos requisitos do nosso projeto e um esforço para se aprofundar no conhecimento relativo à matéria específica que envolve esse projeto. Para isso abordamos os seguintes temas:

 

 

Outros artigos da série

A arte de especificar e encontrar componentes - Parte II >>
Este post faz da série A arte de especificar e encontrar componentes. Leia também os outros posts da série:

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

2
Deixe um comentário

avatar
 
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
A arte de especificar e encontrar componentes - Parte IIA arte de especificar e encontrar componentes – Parte II | Blog do Engenheiro Puhlmann Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
trackback
A arte de especificar e encontrar componentes - Parte II

[…] artigo anterior  A arte de especificar e encontrar componentes – Parte I, foram listados alguns critérios que devemos considerar quando escolhemos os componentes […]

trackback
A arte de especificar e encontrar componentes – Parte II | Blog do Engenheiro Puhlmann

[…] artigo anterior  A arte de especificar e encontrar componentes – Parte I, foram listados alguns critérios que devemos considerar quando escolhemos os componentes […]