Conheça a nova Arduino MKR1000

MKR1000

Foi anunciado ontem a nova placa Arduino/Genuino MKR1000, uma placa baseada no SOC da Atmel, o ATSAMW25. Esse dispositivo faz parte da família Smartconnect, que são dispositivos wireless da Atmel projetados para aplicações em IoT ou dispositivos conectados. A MKR1000 combina a funcionalidade do Arduino Zero e a conectividade do shield WI-FI.

 

A figura 1 exibe o diagrama de blocos do ATSAMW25:

 

MKR1000-ATSAM-block
Figura 1 - diagrama de bloclos do ATSAMW25

 

A placa foi criada com o objetivo de facilitar o desenvolvimento de aplicações que necessitem de conectividade WI-FI, sendo uma placa de fácil uso e com custo acessível. Essa nova placa permitirá o desenvolvimento de projetos conectados, mesmo para quem nunca teve esse tipo de experiência.

 

Será uma placa promissora, já que possui todo o poder de processamento do microcontrolador ARM, além de conectividade WI-FI de baixo consumo e um chip de criptografia que permitirá o desenvolvimento de aplicações mais seguras para IoT. Todos esses recursos aliados à facilidade de programação na IDE Arduino e um compacto form factor, será uma excelente escolha para aplicações em IoT.

 

Outro diferencial da MKR1000 é que ela possui integrado um carregador de baterias Li-Po, dessa forma permite que a placa carregue uma bateria, enquanto está sendo alimentada por uma fonte externa. O chaveamento da alimentação é feito automaticamente.

 

Assim como as outras placas que são baseadas em microcontroladores ARM, a MKR1000 trabalha com 3,3 V, ou seja, seus pinos são tolerantes a tensão máxima de 3,3 V. Para interface com shields ou placas que trabalhem com 5V será necessário um conversor de nível.

 

MKR1000-board
Figura 2 - Arduino/Genuino MKR1000

 

 

Característica da MKR1000:

 

Microcontrolador

SAMD21 -  Cortex-M0+ 

CLOCK

32 KHz, 32.768 KHz, 8 MHz e 48 Mhz

Memória Flash

256 KB

Memória SRAM

32 KB

Pinos de I/O digital

8

Pinos PWM

4 (D2-D5)

Pinos de entradas analógicas

7 (ADC 8/10/12 bit)

Pinos de saídas analógicas

1 (DAC 10 bit)

Interrupções externas

8

UART

1

SPI

1

I2C1
Alimentação(USB/VIN)

5V

tensão de operação3.3V
capacidade de corrente por pino7 mA
Baterias suportadasLi-Po single cell, 3.7V, 700mAh minimum

 

A MKR1000 estará disponível para compra no inicio de fevereiro de 2016. Porém, foi lançado um concurso que dará 1000 placas MKR1000, antes da disponibilidade de compra. O concurso criado de uma parceria entre Hackster.IO, Microsoft, Adafruit e Atmel, possui o título de World’s Largest Arduino Maker Challenge.

 

-MKR1000-Maker-Contest
Figura 3 - World’s Largest Arduino Maker Challenge

 

Segundo o blog do Arduino, o propósito é encorajar inventores, artistas, makers, hobbistas, profissionais e desenvolvedores do mundo inteiro, a criarem projetos utilizando Arduino. A ideia é ter um concurso flexível, onde cada participante poderá escolher o que desenvolver utilizando placas Arduino e Windows 10.

 

As 1000 melhores ideias de projetos enviadas, receberão uma placa Arduino MKR1000 ou Genuíno MKR100, conforme localidade. Após o desenvolvimento e envio dos projetos, os 3 melhores ganharão uma viagem para a Maker Faire Shenzhenm, Nova York ou Roma, para apresentar seus projetos no stand da Arduino e Microsoft, além de uma produção profissional de um vídeo e $500 de crédito na Adafruit.

 

O concurso iniciou ontem, 9/12/15, para submissão das ideias no site do Hackster. O prazo para submissões é 15 de Janeiro de 2016. Então corra!

 

Para mais detalhes sobre o concurso acesse a pagina do concurso no Hackster.IO.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Fábio Souza
Engenheiro com experiência no desenvolvimento de projetos eletrônicos embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil. Também atua no ensino eletrônica e programação pelo Brasil. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware, como o projeto Franzininho Participou da residência hacker 2018 no Redbull Basement. Quando não está ministrando palestras, cursos ou workshops, dedica seu tempo “escovando bits” ou projetando placas eletrônicas.

Deixe um comentário

avatar
 
  Notificações  
Notificar