Conheça a Adafruit Metro M4 Express

A Adafruit continua o seu belo trabalho de desenvolvimento de ferramentas e códigos open source para a comunidade maker mundial. Liderada pela Limor Fried (aka, Ladyada), que recebeu recentemente o prêmio de mulher da comunidade open source de 2019, possui sede em New York com mais de 100 funcionários, fornecendo produtos de qualidade com design e códigos abertos.

 

Desde a criação da empresa, Ladyada vem trabalhando para melhorar suas placas e ferramentas para que a comunidade possa criar projetos incríveis. Com o lançamento do MicroPython, e com o port feito pela Adafruit, que chamaram de CircuitPython, uma série de novas placas estão sendo desenvolvidas com foco na programação com Python, e também com a já consagrada programação Arduino.

 

Recentemente foram lançadas novas placas com microcontroladores ARM Cortex M4, como a Adafruit Grand Central M4 Express, que mostrei aqui: Adafruit Grand Central M4 Express: Uma super placa!

 

Nesse post trago a Adafruit Metro M4 Express, uma placa com form factor Arduino UNO, onde as semelhanças param por aí, sendo poderosa e com diversos recurso. Venha comigo conhecer os detalhes do seu hardware.

Adafruit Metro M4 Express

A placa Adafruit Metro M4 Express é baseada no microcontrolador ARM Cortex M4, ATSAMD51 da Microchip. Operando a 120 MHz, conta com 512 KB de memória flash, 192 KB de memória RAM e com suporte a ponto flutuante, torna a Metro M4 excelente para projetos mais complexos. Com form factor do Arduino Uno, possibilita o uso de shields já existentes facilitando a prototipagem rápida.

A Adafruit Metro M4 Express possui suporte a programação Arduino, com toda a facilidade das bibliotecas fornecidas pela Adafruit. Porém o foco principal da Adafruit com suas placas com ARM cortex M0 e M4 é o CircuitPython. Eles estão trabalhando fortemente na implementação do CircuitPython para Adafruit Metro M4 Express e as demais placas do seu portfólio, com constante atualização.

 

A seguir é apresentado o resumo de recursos da Adafruit Metro M4 Express.

 

  • Microcontrolador ATSAMD51J19:
    • Cortex M4 operando a 120 MHz
    • Hardware DSP e suporte a floating point
    • 512 KB flash, 192 KB RAM
    • operação em 3,3V
    • Dois DAC de 12 bits de 1 MSPS
    • Dois ADCs de 12 bits  (8 entradas)
    • 8 SERCOM por Hardware ( I2C, SPI ou UART)
    • 16 saídas PWM outputs
    • entrada e saída I2S Stereo  com pino MCK
    • Controlador de captura paralela de 12 bits (para entrada de câmera /vídeo)
    • crypto engines com AES (256 bit), true RNG, Pubkey
  • Alimentação externa de 7-9V;
  • 25 GPIO;
  • USB Nativa: HID keyboard ou mouse
  • Quatro LEDs indicativos  e um NeoPixel
  • chip de armazenamento externo: 4 MB QSPI Flash
  • Dimensões: 2.0mm x 54.0mm x 15.0mm

 

Para quem precisa explorar o ATSAMD51, a placa vem com conector para interface de depuração SWD. Com um J-link você pode fazer um desenvolvimento mais avançado com depuração do microcontrolador.

Os vídeos a seguir exibem mais detalhes da placa e aplicações:

 

 

 

Essa foi uma breve apresentação da Adafruit Metro M4 Express. Vou explorar os seus recursos e em breve apresento alguns exemplos de aplicações com ela.

 

Você encontra a Adafruit Metro M4 disponível na Mouser Electronics. Confira!

 

O que achou dessa placa? Deixe seu comentário abaixo.

NEWSLETTER

Receba os melhores conteúdos sobre sistemas eletrônicos embarcados, dicas, tutoriais e promoções.

Obrigado! Sua inscrição foi um sucesso.

Ops, algo deu errado. Por favor tente novamente.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Fábio Souza
Engenheiro com experiência no desenvolvimento de projetos eletrônicos embarcados. Hoje é diretor de operações do portal Embarcados, onde trabalha para levar conteúdos de eletrônica, sistemas embarcados e IoT para o Brasil. Também atua no ensino eletrônica e programação pelo Brasil. É entusiastas do movimento maker, da cultura DIY e do compartilhamento de conhecimento, publica diversos artigos sobre eletrônica e projetos open hardware, como o projeto Franzininho Participou da residência hacker 2018 no Redbull Basement. Quando não está ministrando palestras, cursos ou workshops, dedica seu tempo “escovando bits” ou projetando placas eletrônicas.

1
Deixe um comentário

avatar
 
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Rafael Gimenes Leite Recent comment authors
  Notificações  
recentes antigos mais votados
Notificar
Rafael Gimenes Leite
Visitante
Rafael Gimenes Leite

Fabio,
Sabe dizer se essa placa com circuitPython consegue ler um pendrive em fat 32? e se o cicuitPython tem suporte a SQLITE?